Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 2015

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Grã-Bretanha de F-1 2015
Silverstone circuit.svg
Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 2015.
Detalhes da corrida
Data 5 de julho de 2015
Nome oficial 2015 Formula 1 British Grand Prix
Local Circuito de Silverstone, Silverstone, Grã-Bretanha
Total 52 voltas / 306.198 km
Pole
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:32.248
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Tempo 1:37.093 (na volta 29)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes
Segundo
Alemanha Nico Rosberg Mercedes
Terceiro
Alemanha Sebastian Vettel Ferrari

O Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 2015 (formalmente denominado 2015 Formula 1 British Grand Prix) foi uma corrida de Fórmula 1 disputada em 5 de julho de 2015 no Circuito de Silverstone, em Silverstone, Grã-Bretanha.[1] Foi a nona etapa da temporada de 2015.

A Force India estreou nos treinos livres uma nova versão do VJM08 com o bico vazado.[2]

Antes da largada, durante a volta de aquecimento, a Sauber de Felipe Nasr não conseguiu partir e não largou. As Mercedes partiram na primeira fila, porém na primeira curva foram superados pelas Williams, respectivamente de Felipe Massa e Valtteri Bottas. O carro de segurança entrou na pista devido a colisão entre as Lotus de Pastor Maldonado e Romain Grosjean e as McLaren e Jenson Button e Fernando Alonso - apenas este último conseguiu se manter na corrida. Massa liderou a prova até a vigésima volta quando efetuou sua troca de pneus, e Hamilton, que havia parado uma volta antes assumiu a liderança.[3] Bottas, que estava em segundo, se aproximou de Massa com possibilidade de ultrapassa-lo, mas não foi autorizado pela equipe a faze-lo.[3]

A posição do abandono da Toro Rosso de Carlos Sainz Jr. na trigésima terceira volta forçou a entrada em ação do carro de segurança virtual.[4] Na volta 38 a chuva começou e Rosberg, que estava em quarto lugar, ultrapassou Bottas e Massa, passando a diminuir bastante a diferença para o líder. Hamilton faz a troca para pneus intermediários na volta 44, o que foi depois seguido por todos pois a chuva aumentou, o que lhe deu boa vantagem. Já o havia feito Sebastian Vettel, que fazia uma prova de recuperação ao perder posições na largada, e alcançou o terceiro posto, com Rosberg em segundo. Fernando Alonso marcou seu primeiro ponto na temporada.[3]

Marcas[editar | editar código-fonte]

Duas marcas foram alcançadas nesta corrida por Hamilton: com sua 46ª pole-position, tornou-se o piloto em atividade com maior número de poles, e terceiro da história da Fórmula 1. Com dezoito corridas seguidas lideradas, quebrou a marca que pertencia a Jackie Stewart.[3]

Pneus[editar | editar código-fonte]

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli utilizados neste Grande Prêmio[5]
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Médio F1 tire Pirelli PZero White.svg Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Duro F1 tire Pirelli PZero Orange.svg Slick
(P Zero)
Seco Hard Menos aderência Mais durável
Intermediário F1 tire Pirelli Cinturato Green.svg Sulcos
(Cinturato)
Molhado Intermediate
(água não estagnante)
x x
Chuva F1 tire Pirelli Cinturato Blue.svg Sulcos
(Cinturato)
Molhado Wet
(água estagnante)
x x

Resultados[editar | editar código-fonte]

Treino Classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 1:33.796 1:33.068 1:32.248 1
2 6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 1:33.475 1:32.737 1:32.361 2
3 19 Brasil Felipe Massa Williams-Mercedes 1:34.542 1:33.707 1:33.085 3
4 77 Finlândia Valtteri Bottas Williams-Mercedes 1:34.171 1:33.020 1:33.149 4
5 7 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 1:33.426 1:33.911 1:33.379 5
6 5 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari 1:33.562 1:33.641 1:33.547 6
7 26 Rússia Daniil Kvyat Red Bull-Renault 1:34.422 1:33.520 1:33.636 7
8 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Toro Rosso-Renault 1:34.641 1:34.071 1:33.649 8
9 27 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 1:34.594 1:33.693 1:33.673 9
10 3 Austrália Daniel Ricciardo Red Bull-Renault 1:34.272 1:33.749 1:33.943 10
11 11 México Sergio Pérez Force India-Mercedes 1:34.250 1:34.268 11
12 8 França Romain Grosjean Lotus-Mercedes 1:34.646 1:34.289 12
13 33 Países Baixos Max Verstappen Toro Rosso-Renault 1:34.819 1:34.502 13
14 13 Venezuela Pastor Maldonado Lotus-Mercedes 1:34.877 1:34.511 14
15 9 Suécia Marcus Ericsson Sauber-Ferrari 1:34.643 1:34.868 15
16 12 Brasil Felipe Nasr Sauber-Ferrari 1:34.888 16
17 14 Espanha Fernando Alonso McLaren-Honda 1:34.959 17
18 22 Reino Unido Jenson Button McLaren-Honda 1:35.207 18
19 28 Reino Unido Will Stevens Manor Marussia-Ferrari 1:37.364 19
20 98 Espanha Roberto Merhi Manor Marussia-Ferrari 1:39.377 20
Tempo dos 107%:1:39.965
Fonte:[6]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Retirado Grid Pontos
1 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 52 1:31:27.729 1 25
2 6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 52 +10.956 2 18
3 5 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari 52 +17.573 6 15
4 19 Brasil Felipe Massa Williams-Mercedes 52 +36.839 3 12
5 77 Finlândia Valtteri Bottas Williams-Mercedes 52 +1:03.194 4 10
6 26 Rússia Daniil Kvyat Red Bull-Renault 52 +1:03.955 7 8
7 27 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 52 +1:18.744 9 6
8 7 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 51 +1 volta 5 4
9 11 México Sergio Pérez Force India-Mercedes 51 +1 volta 11 2
10 14 Espanha Fernando Alonso McLaren-Honda 51 +1 volta 17 1
11 9 Suécia Marcus Ericsson Sauber-Ferrari 51 +1 volta 15
12 98 Espanha Roberto Merhi Manor Marussia-Ferrari 49 +3 voltas 20
13 28 Reino Unido Will Stevens Manor Marussia-Ferrari 49 +3 voltas 19
Ret 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Toro Rosso-Renault 32 Falha elétrica 8
Ret 3 Austrália Daniel Ricciardo Red Bull-Renault 23 Falha elétrica 10
Ret 33 Países Baixos Max Verstappen Toro Rosso-Renault 3 Rodada 13
Ret 13 Venezuela Pastor Maldonado Lotus-Mercedes 0 Colisão 14
Ret 8 França Romain Grosjean Lotus-Mercedes 0 Colisão 12
Ret 22 Reino Unido Jenson Button McLaren-Honda 0 Colisão 18
NL 12 Brasil Felipe Nasr Sauber-Ferrari 0 Câmbio 16
Fonte:[7][8]

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

Somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Referências

  1. «Great Britain» (em inglês). Formula1.com 
  2. «Foto: novo carro da Force India dá as caras no primeiro treino em Silverstone com inédito bico-vazado». Grande Prêmio. 3 de julho de 2015 
  3. a b c d «Silverstone apronta e vê esforço louvável da Williams, mas Hamilton vence e Vettel salva pódio da Ferrari na chuva». Grande Prêmio. 5 de julho de 2015 
  4. «Emoção, chuva, Massa na liderança, vitória de Hamilton e Alonso no top-10: os melhores momentos do GP da Inglaterra». Grande Prêmio. 5 de julho de 2015 
  5. «Pirelli opt for aggressive tyre choice for Italy» (em inglês). Formula1.com. 18 de junho de 2015 
  6. «Qualifying - Great Britain» (em inglês). Formula 1. Consultado em 04 de julho de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Race Great Britain» (em inglês). Formula 1. 05 de julho de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  8. «British GP: Lewis Hamilton takes hard-fought home Formula 1 win» (em inglês). Autosport. 5 de julho de 2015 
Prova Anterior:
GP da Áustria de 2015
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2015
Próxima Prova:
GP da Hungria de 2015

Prova Anterior:
GP da Grã-Bretanha de 2014
Grande Prêmio da Grã-Bretanha Próxima Prova:
GP da Grã-Bretanha de 2016