Daniil Kvyat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daniil Kvyat
Daniil Kvyat em 2019 nos testes de pré-temporada.
Informações pessoais
Nome completo Daniil Vyacheslavovich Kvyat
Apelido(s) Torpedo
Nacionalidade russo
Nascimento 26 de abril de 1994 (25 anos)
Ufa, Rússia
Registros na Fórmula 1
Temporadas 20142017, 2019
Equipes 2 (Toro Rosso e Red Bull)
GPs disputados 88 (86 Largadas)
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 3
Pontos 166[1]
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 1
Primeiro GP GP da Austrália de 2014
Último GP GP do Japão de 2019

Daniil Vyacheslavovich Kvyat em russo, Дании́л Квят (Ufa, 26 de abril de 1994) é um automobilista russo. Ele pilota atualmente para a equipe Toro Rosso de Fórmula 1.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira no kart, disputando provas em seu país e na Itália. Em 2009, foi terceiro colocado no campeonato europeu da categoria KF3 e vice na WSK International Series.

Fórmulas BMW e Renault e Toyota Racing Series[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Kvyat estreou nos monopostos disputando a Fórmula BMW do Pacífico, também correndo na divisão europeia da categoria, além da Fórmula Renault Britânica, tendo resultados pouco expressivos (com exceção desta última).

Após competir na Formula Renault 2.0 NEC, Fórmula Renault 2.0 Eurocup, Fórmula Renault 2.0 Alps e Toyota Racing Series, o jovem piloto viveu seu primeiro grande momento como profissional na Fórmula 3 Europeia, onde sagrou-se campeão.

GP3[editar | editar código-fonte]

Em 2013, Kvyat assinou com a equipe MW-Arden, com apoio do patrocínio da Red Bull, que o acompanha em sua carreira desde o início. Apesar de ter conquistado 131 pontos, estes não contaram para a classificação geral, uma vez que ele era apenas um piloto convidado pela categoria.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Scuderia Toro Rosso (2014)[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2013, Kvyat foi anunciado pela Scuderia Toro Rosso como novo piloto da escuderia na temporada de 2014 da Fórmula 1, substituindo o australiano Daniel Ricciardo. Sua contratação foi uma surpresa, pois o português António Félix da Costa, também protegido da Red Bull, era o grande favorito à vaga. O ex-piloto e consultor da RB, Helmut Marko, justificou a escolha do russo por conta do desempenho na GP3.[3]

Em 16 de março de 2014, Kvyat na época ele havia se tornado o piloto mais jovem a pontuar na Fórmula 1, aos 19 anos e 324 dias, graças ao seu 9º lugar ao final da primeira corrida da temporada e de sua carreira na Fórmula 1, o GP da Austrália.[4] Esta marca viria a ser superada por Max Verstappen que alcançou o 7º lugar no Grande Prêmio da Malásia de 2015 com 17 anos e 180 dias de idade[5]

Red Bull Racing (2015–2016)[editar | editar código-fonte]

Durante o fim de semana do Grande Prêmio do Japão de 2014, a equipe Red Bull anunciou Kvyat como substituto de Sebastian Vettel, que deixou a equipe ao final de 2014.[6] Em 2015, obteve seu primeiro pódio - segunda posição - no Grande Prêmio da Hungria de 2015 e ele superou o seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, ao terminar em sétimo no campeonato com 95 pontos e o australiano em oitavo com 92 pontos.

Kvyat conquistou o segundo pódio no Grande Prêmio da China de 2016 ao terminar em terceiro e foi o destaque da corrida.

Volta para a Scuderia Toro Rosso (2016)[editar | editar código-fonte]

Em 5 de maio de 2016, a Red Bull anunciou que o piloto da Toro Rosso Max Verstappen estaria substituindo Kvyat, a partir do Grande Prêmio da Espanha, com Kvyat voltando para Toro Rosso.[7] De acordo com o chefe de equipe da Red Bull Christian Horner, "Dany será capaz de continuar o seu desenvolvimento na Toro Rosso, é uma equipe que ele está familiarizado, dando-lhe a chance de recuperar sua forma e mostrar o seu potencial."

Saída da Toro Rosso (2017)[editar | editar código-fonte]

Kvyat permaneceu na Toro Rosso para a temporada de 2016.[8] Mas, depois de ter somente 4 pontos contra 48 de Carlos Sainz Jr. foi substituído por Pierre Gasly no GP da Malásia mas continua na equipe como piloto reserva.[9]

Voltou a pilotar para a equipe no GP dos Estados Unidos, dessa vez para substituir o espanhol Carlos Sainz Jr que foi para a Renault.[10] Porém, mesmo terminando a corrida no décimo lugar, Kvyat foi demitido da equipe e foi substituído pelo neozelandês Brendon Hartley a partir do GP do México.[11]

Ferrari (2018)[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de janeiro de 2018, Kvyat foi contratado como piloto de desenvolvimento na Ferrari.[12]

Segundo retorno para a Scuderia Toro Rosso (2019)[editar | editar código-fonte]

Em 29 de setembro de 2018, Kvyat foi confirmado como um dos pilotos da Toro Rosso para a temporada de 2019, substituindo Pierre Gasly que foi para a Red Bull Racing para ocupar a vaga deixada por Daniel Ricciardo que se mudou para Renault. Com isso, Kvyat pilota para a equipe que ele estreou na Fórmula 1 pela terceira vez em sua carreira.[13] Ele foi companheiro de equipe do piloto tailandês Alexander Albon[14] até o GP da Bélgica, quando albon foi promovido para a Red Bull e Gasly retornou para a Toro Rosso.[15][16]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

O piloto vive em Roma junto com a família desde a adolescência e é fluente em quatro idiomas: russo, inglês, espanhol e italiano.[17]

Em janeiro de 2017, Kvyat assumiu o namoro com Kelly Piquet, filha do tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Piquet. Ela postou uma foto ao lado de Kvyat durante viagem pela Itália, com a palavra “amor” escrita em russo na legenda. Dias antes, o piloto de 22 anos postou outra foto abraçado à namorada, com um singelo coração na legenda.[18]

Resultados na Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

(Legenda) Corridas em negrito indicam pole position; em itálico indicam a volta mais rápida.

Temporada Equipe Chassis Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Classificação Pontos
2013 Scuderia Toro Rosso Toro Rosso STR8 Ferrari 056 2.4 V8 AUS
MAL
CHN
BHR
ESP
MON
CAN
GBR
ALE
HUN
BEL
ITA
SIN
JAP
COR
IND
ABU
EUA
TD
BRA
TD
- -
2014 Scuderia Toro Rosso Toro Rosso STR9 Renault Energy F1-2014 1.6 V6 t AUS
9
MAL
10
BHR
11
CHN
10
ESP
14
MON
Ret
CAN
Ret
AUT
Ret
GBR
9
ALE
Ret
HUN
14
BEL
9
ITA
11
SIN
14
JAP
11
RUS
14
EUA
15
BRA
11
ABU
Ret
15º 8
2015 Infiniti Red Bull Racing Red Bull RB11 Renault Energy F1-2015 1.6 V6 t AUS
Ret
MAL
9
CHN
Ret
BHR
9
ESP
10
MON
4
CAN
9
AUT
12
GBR
6
HUN
2
BEL
4
ITA
10
SIN
6
JAP
13
RUS
5
EUA
Ret
MEX
4
BRA
7
ABU
10
95
2016 Red Bull Racing Red Bull RB12 TAG Heuer 1.6 V6 t AUS
NL
BHR
7
CHN
3
RUS
15
14º 25
Scuderia Toro Rosso Toro Rosso STR11 Ferrari 060 1.6 V6 t ESP
10
MON
Ret
CAN
12
EUR
Ret
AUT
Ret
GBR
10
HUN
16
ALE
15
BEL
14
ITA
Ret
SIN
9
MAL
14
JAP
13
EUA
11
MEX
18
BRA
13
ABU
Ret
2017 Scuderia Toro Rosso Toro Rosso STR12 Toro Rosso 1.6 V6 t AUS
9
CHN
Ret
BHR
12
RUS
12
ESP
9
MON
14†
CAN
Ret
AZE
Ret
AUT
16
GBR
15
HUN
11
BEL
12
ITA
12
SIN
Ret
MAL
NP
JAP
NP
EUA
10
MEX
NP
BRA
NP
ABU
NP
19º 5
2019 Red Bull Toro Rosso Honda Scuderia Toro Rosso STR14 Honda RA619H 1.6 V6 t AUS
10
BHR
12
CHN
Ret
AZE
Ret
ESP
9
MON
7
CAN
10
FRA
14
AUT
17
GBR
9
ALE
3
HUN
15
BEL
7
ITA
Ret
SIN
15
RUS
12
JAP
12
MEX
EUA
BRA
ABU
13°* 33*

* Temporada em andamento.
† Pilotos que não terminaram o Grande Prêmio mas foram classificados pois completaram 90% da corrida.

Referências

  1. «Daniil Kvyat stats f1». statsf1 
  2. Mitchell, Scott. «Kvyat seals F1 return with Toro Rosso». motorsport.com. Consultado em 29 de setembro de 2018 
  3. Grande Prêmio (21 de outubro de 2013). «Toro Rosso surpreende e anuncia Kvyat, de 19 anos, como colega de Vergne na temporada 2014 da F1». Consultado em 21 de outubro de 2013 
  4. «Discreto, mas histórico: com 9º lugar, Kvyat é mais jovem a pontuar na F-1». globoesporte. 16 de março de 2014 
  5. «Prodígio de 17 anos quebra mais um recorde e se torna o mais jovem a pontuar na Fórmula 1». ESPN. 29 de março de 2015 
  6. «Red Bull anuncia saída de Vettel no final da atual temporada e escolhe Kvyat como substituto». Grandeprêmio. 3 de outubro de 2014 
  7. «É oficial: RBR promove Verstappen e rebaixa Daniil Kvyat para a STR». GloboEsporte.com. 5 de maio de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  8. «STR põe fim a especulações e garante Daniil Kvyat ao lado de Sainz em 2017». Globoesporte.com. 22 de outubro de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  9. «STR efetiva Pierre Gasly no lugar de Daniil Kvyat a partir do GP da Malásia». GloboEsporte.com. ExpressoMT. 26 de setembro de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  10. «Kvyat retorna e Gasly fica na Toro Rosso para GP dos EUA». Motorsport.com. 7 de outubro de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  11. «Após confirmar Hartley e Gasly para o GP do México, STR demite Daniil Kvyat». GloboEsporte.com. 25 de outubro de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  12. «Ferrari anuncia Daniil Kvyat como piloto de testes para a temporada 2018». Globoesporte.com. 10 de janeiro de 2018. Consultado em 10 de janeiro de 2018 
  13. «Daniil Kvyat: Toro Rosso return for Russian driver a year after being dropped». Bbc.co.uk. 29 de setembro de 2018. Consultado em 29 de setembro de 2018 
  14. «Toro Rosso confirma Albon para temporada de 2019». Motorsport.com. 26 de novembro de 2018. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  15. «Albon substitui Gasly na Red Bull a partir do GP da Bélgica». Motorsport.com. 12 de agosto de 2019. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  16. «Albon to replace Gasly at Red Bull from Belgium». formula1.com. 12 de agosto de 2019. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  17. «Kvyat: "Se sono un pilota lo devo all'Italia"» (em italiano). La Repubblica. 1 de abril de 2014 
  18. «Filha de Nelson Piquet está namorando piloto da F1». Veja.com. 11 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]