Red Bull RB10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Red Bull RB10
Sebastian Vettel 2014 China Race.jpg
Visão Geral
Produção 2014
Fabricante Red Bull Racing
Modelo
Carroceria Monoposto de corrida
Designer Adrian Newey
Ficha técnica
Motor Renault Energy F1-2014 1.6 V6 Turbo
Transmissão Red Bull 8 marchas + 1 reverso semiautomáticos
Dimensões
Peso 692kg (incluindo piloto)
Cronologia
Red Bull RB9
Red Bull RB11

O Red Bull RB10 é um monoposto de Fórmula 1 desenhado por Adrian Newey para a equipe Infiniti Red Bull Racing para a temporada 2014.[1][2] Está sendo pilotado pelo tetracampeão Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo, promovido da equipe B da Red Bull, Toro Rosso, para substituir Mark Webber, que se aposentou da Fórmula 1. O carro usa um motor V6 Turbo, produzido pela Renault Sport, dentro das regulamentações da categoria.[3] Se mostrou bem competitivo durante a temporada, tanto que Daniel Ricciardo conquistou o terceiro lugar no Mundial de Pilotos. Já Vettel, mostrou um rendimento menor do que nas temporadas anteriores, quando ganhou o Tetracampeonato Mundial de Pilotos.

O RB10 foi apresentado ao público no dia 28 de janeiro de 2014, no Circuito Permanente de Jerez, no sul da Espanha.[4]

Pré-temporada[editar | editar código-fonte]

O carro foi um dos mais problemáticos durante a pré-temporada, e correu menos de 100 quilômetros nos primeiros testes em Jerez, a menor quilometragem dentre as equipes que atenderam a este teste.[5] Além dos problemas do motor Renault (que afetaram outras equipes, como Caterham e Toro Rosso), o carro é muito estreito, e isso causou superaquecimento. As temperaturas eram tão altas que alguns componentes chegaram a derreter.[6]

No segundo teste, realizado no Circuito Internacional de Bahrein, os problemas continuaram. Por recomendação da Renault, o ERS foi desativado, e o carro ficou com pouco mais de 150 cavalos de potência. Além disso, nos dias finais, o chassi sofreu problemas. Os tempos marcados foram tão ruins que, se o teste se tratasse de um treino de qualificação, tanto Vettel quanto Ricciardo ficariam acima do limite de 107% imposto pela FIA e não poderiam competir uma possível corrida.

No terceiro teste, ainda no Bahrein, as coisas melhoraram um pouco. Ricciardo marcou uma volta "competitiva", 2,5 segundos acima da volta mais rápida, de Felipe Massa. Quando chegou a vez de Vettel pilotar, o carro quebrou. Christian Horner admitiu não saber quando os problemas no carro iriam ser resolvidos.

Resumo da temporada[editar | editar código-fonte]

No GP da Austrália, Vettel abandonou com problemas no motor. Surpreendentemente, depois de todos os problemas, Ricciardo conseguiu um segundo lugar ao fim da corrida, mas foi desclassificado por conta do fluxo de combustível ser maior que o permitido.[7][8]

No GP da Malásia, Vettel conseguiu chegar em 3º, atrás das duas imbatíveis Mercedes. Foi a vez de Ricciardo abandonar, com problemas na asa.

No GP do Bahrein e no GP da China, respectivamente, Vettel terminou em 6º e em 5º, e Ricciardo conseguiu dois 4º lugares.

No GP da Espanha, Vettel fez uma corrida de recuperação, largando de 15º para chegar em 4º. Além disso, o alemão marcou a volta mais rápida da corrida. Ricciardo terminou com um 3º lugar.

Referências

  1. «Newey reveals that 2014 Red Bull RB10 is ugly». GrandPrix 247. 11 de outubro de 2013 
  2. «Newey to miss Japan to focus his attention on 2014 Red Bull RB10». 10 de outubro de 2013. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  3. «F1 WITH ADDED ENERGY». RedBull.com. 21 de junho de 2013. Consultado em 12 de maio de 2014. Arquivado do original em 22 de outubro de 2013 
  4. «Red Bull to launch 2014 car, the RB10, in pitlane on first morning of Jerez test». Sky Sports F1. 16 de janeiro de 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2014 
  5. Tremayne, Sam (1 de fevereiro de 2014). «Jerez F1 2014 test: Magnussen fastest as Mercedes racks up miles». Autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 2 de fevereiro de 2014 
  6. Noble, Jonathan (30 de janeiro de 2014). «No full fix for Renault's problems before Bahrain Formula 1 test». Autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 31 de janeiro de 2014 
  7. «Red Bull's Daniel Ricciardo disqualified from the results of the Australian GP». Skysports F1. Consultado em 16 de março de 2014 
  8. Benson, Andrew (16 de março de 2014). «Rosberg wins after Lewis Hamilton and Vettel retire». BBC Sport. BBC. Consultado em 20 de março de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.