Charles Leclerc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Charles Leclerc
Charles Leclerc em 2019
Informações pessoais
Nome completo Charles Marc Hervé Percival Leclerc
Nacionalidade monegasco
Nascimento 16 de outubro de 1997 (24 anos)
Monte Carlo, Mônaco
Registros na Fórmula 1
Temporadas 2018– em atividade
Equipes 2 (Sauber e Ferrari)
Número 16
GPs disputados 75 (74 largadas)
Títulos 0
Vitórias 2
Pódios 13
Pontos 517
Pole positions 9
Voltas mais rápidas 4
Primeiro GP GP da Austrália de 2018
Primeira vitória GP da Bélgica de 2019
Última vitória GP da Itália de 2019
Último GP GP dos Estados Unidos de 2021

Charles Marc Hervé Perceval Leclerc,[1] mais conhecido como Charles Leclerc, (Monte Carlo, 16 de outubro de 1997) é um piloto de automóveis monegasco que compete na Fórmula 1 pela equipe Ferrari.[2]

Integrou a Ferrari Driver Academy desde 2016,[3] e ganhou o campeonato da GP3 Series em 2016[4] e o Campeonato de Fórmula 2 da FIA em 2017.[5]

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Em março de 2016, foi anunciado que Leclerc seria um dos dois pilotos admitidos na Ferrari Driver Academy e atuaria como piloto de desenvolvimento da Haas F1 Team e da Scuderia Ferrari.[6] Como parte de seu papel como piloto de desenvolvimento, Leclerc participou na primeira sessão de quatro GPs na temporada de 2016.[7] Acreditava-se, que, se Leclerc ganhasse o campeonato da GP3 Series, ele faria o mesmo caminho de Daniil Kvyat e Valtteri Bottas e seguiria direto da GP3 para a Fórmula 1 com a equipe Haas.[8] Entretanto, isto foi descartado pelo chefe da equipe Haas, Gunther Steiner, que declarou que Leclerc iria competir a temporada de 2017 do Campeonato de Fórmula 2 da FIA,[9] na qual veio a se sagrar campeão acumulando 282 pontos correndo pela Prema Racing.[5]

Sauber[editar | editar código-fonte]

Debutou na Fórmula 1 no Grande Prêmio da Austrália de 2018, qualificado-se em 18º e terminando a corrida em 13º.[10]

Conquistou seus primeiros oito pontos na Fórmula 1 ao chegar em sexto e ainda foi o "Piloto do Dia" no Grande Prêmio do Azerbaijão. Pontuando novamente na corrida seguinte no Grande Prêmio da Espanha, sendo o primeiro piloto desde Felipe Nasr, em 2015, a pontuar em dois grande prêmios seguidos para a equipe Sauber.[11]

No retorno do Grande Prêmio da França ao calendário da Fórmula 1, Leclerc qualificou-se em oitavo para a largada, algo que não ocorria a equipe Sauber largar entre os dez primeiros desde o Grande Prêmio da Itália de 2015.[12]

Ferrari[editar | editar código-fonte]

Em 11 de setembro de 2018 a Scuderia Ferrari o anunciou como piloto titular a partir de 2019, substituindo Kimi Räikkönen.[13]

Na segunda prova da temporada de 2019, no Barém, obteve a pole position, tornando-se o mais jovem da equipe Ferrari - superando a Jacky Ickx, e segundo da categoria, atrás de seu atual companheiro Sebastian Vettel.[14] Esteve próximo de vencer a corrida quando liderava com folga até sua Ferrari perder bastante potência, terminando na terceira posição. Obteve também um ponto extra pela volta mais rápida.

Conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 na Bélgica, após largar da pole position pela terceira vez na temporada, superando Lewis Hamilton, que chegou em segundo. No pódio, dedicou sua vitória ao piloto francês Anthoine Hubert, que havia morrido em um acidente na Fórmula 2 um dia antes. Na corrida seguinte, no Grande Prêmio da Itália, ele ganhou a corrida, que a Ferrari não vencia desde 2010, com Fernando Alonso, e deu uma volta em seu companheiro Sebastian Vettel. [15]

Leclerc terminou a temporada de 2019 em quarto lugar no campeonato com 264 pontos, à frente do companheiro de equipe Vettel. Durante sua primeira temporada na Ferrari, ele conquistou dez pódios, duas vitórias, quatro voltas mais rápidas e a maior pole position de qualquer piloto da temporada, com sete. Portanto, Leclerc se tornou o primeiro piloto que não era Mercedes a vencer o Prêmio Pole Position. Ele também se tornou o primeiro Monegasco a vencer um Grande Prêmio do Campeonato Mundial de Fórmula 1 (embora Louis Chiron tenha vencido vários Grandes Prêmios antes do campeonato inaugural em 1950).

Em 23 de dezembro, foi anunciado que Leclerc e Ferrari haviam concordado com uma prorrogação do contrato e que ele continuaria competindo pela equipe até o final de 2024.[2]

Registros na carreira[editar | editar código-fonte]

Sumário[editar | editar código-fonte]

Temporada Categoria Equipe Corridas Vitórias Poles V.M.R. Pódios Pontos Classificação
2014 Fórmula Renault 2.0 Alpes Fortec Motorsport 14 2 1 0 7 199 2.º
Eurocopa de Fórmula Renault 6 0 0 0 3 0 NC[nt 1]
2015 Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA Van Amersfoort Racing 33 4 3 5 13 363.5 4.º
Grande Prémio de Macau 1 0 0 0 1 N/A 2.º
2016 GP3 Series ART Grand Prix 18 3 4 4 8 202 1.º
2017 Fórmula 2 Prema Powerteam 22 7 8 4 10 282 1.º
2018 Fórmula 1 Alfa Romeo Sauber F1 Team 21 0 0 0 0 39 13th
2019 Fórmula 1 Scuderia Ferrari 21 2 7 4 10 264 4.º
2020 Fórmula 1 Scuderia Ferrari 17 0 0 0 2 98 8.º
2021 Fórmula 1 Scuderia Ferrari Mission Winnow 12 0 2 0 1 52[nt 2] 6.º[nt 2]

Registros na GP3 Series[editar | editar código-fonte]

Legenda: corridas em negrito indicam pole position; corridas em itálico indicam volta mais rápida.

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Class. Pontos
2016 ART Grand Prix CAT
FEA

1
CAT
SPR

9
RBR
FEA

1
RBR
SPR

Ret
SIL
FEA

2
SIL
SPR

3
HUN
FEA

6
HUN
SPR

3
HOC
FEA

5
HOC
SPR

3
SPA
FEA

1
SPA
SPR

6
MNZ
FEA

4
MNZ
SPR

Ret
SEP
FEA

3
SEP
SPR

5
YMC
FEA

Ret
YMC
SPR

9
1.º 202

Registros na Fórmula 2[editar | editar código-fonte]

Legenda: corridas em negrito indicam pole position; corridas em itálico indicam volta mais rápida.

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 Class. Pontos
2017 Prema Racing BHR
FEA

3
BHR
SPR

1
CAT
FEA

1
CAT
SPR

4
MON
FEA

Ret
MON
SPR

18[nt 3]
BAK
FEA

1
BAK
SPR

2
RBR
FEA

1
RBR
SPR

Ret
SIL
FEA

1
SIL
SPR

5
HUN
FEA

4
HUN
SPR

4
SPA
FEA

DSQ
SPA
SPR

5
MNZ
FEA

17
MNZ
SPR

9
JER
FEA

1
JER
SPR

7
YMC
FEA

2
YMC
SPR

1
1.º 282

Registros na Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Legenda: corridas em negrito indicam pole position; corridas em itálico indicam volta mais rápida.

Temporada Equipe Chassis Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 Class. Pontos
2018 Alfa Romeo Sauber
F1 Team
Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1.6 V6 t AUS
13
BAR
12
CHN
19
AZE
6
ESP
10
MON
18[nt 3]
CAN
10
FRA
10
AUT
9
GBR
Ret
ALE
15
HUN
Ret
BEL
Ret
ITA
11
SIN
9
RUS
7
JAP
Ret
EUA
Ret
MEX
7
BRA
7
ABU
7
13.º 39
2019 Scuderia Ferrari Ferrari SF90 Ferrari 064 1.6 V6 t AUS
5
BAR
3
CHN
5
AZE
5
ESP
5
MON
Ret
CAN
3
FRA
3
AUT
2
GBR
3
ALE
Ret
HUN
4
BEL
1
ITA
1
SIN
2
RUS
3
JAP
6
MEX
4
EUA
4
BRA
18[nt 3]
ABU
3
4.° 264
2020 Scuderia Ferrari Ferrari SF1000 Ferrari 065 1.6 V6 t AUT
2
EST
Ret
HUN
11
GBR
3
70
4
ESP
Ret
BEL
14
ITA
Ret
TOS
8
RUS
6
EIF
7
POR
4
EMI
5
TUR
4
BAR
10
SKR
Ret
ABU
13
8.° 98
2021* Scuderia Ferrari Mission Winnow Ferrari SF21 Ferrari 065/6 1.6 V6 t BAR
6
EMI
4
POR
6
ESP
4
MON
NL
AZE
4
FRA
16
EST
7
AUT
8
GBR
2
HUN
Ret
BEL
8
PBS
5
ITA
4
RUS
15
TUR
4
EUA
4
CMX
SAO
CAT
ARA
ABU
6º* 128

Notas

  1. Como Leclerc era um piloto convidado, ele não era elegível para pontos no campeonato.
  2. a b Temporada ainda em andamento
  3. a b c O piloto não terminou a prova, mas foi classificado pois completou 90% da corrida.

Referências

  1. «TIL that Leclerc's full name is Charles Marc Hervé Percival Leclerc» (em inglês). Consultado em 27 de Junho de 2021 
  2. a b «Ferrari anuncia novo contrato com Leclerc até fim da temporada 2024». Grande Prêmio. 23 de dezembro de 2019. Consultado em 29 de julho de 2020 
  3. «F1: Charles Leclerc continua piloto júnior da Ferrari». AutoSport. 4 de outubro de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  4. «Road to F1: Charles Leclerc é o campeão da GP3 Series - AutoSport». AutoSport. Consultado em 2 de julho de 2018 
  5. a b «Driver Standings - Formula 2» (em inglês). fiaformula2.com. Consultado em 2 de julho de 2018 
  6. «Leclerc gets Ferrari and Haas development role» (em inglês). 1 de março de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  7. «GP Brasil: Leclerc estará con Haas en Interlagos» (em espanhol). Motor.es. 8 de novembro de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  8. «Charles Leclerc: GP3 title key to 2017 F1 hopes» (em inglês). 23 de dezembro de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  9. «Haas' Steiner: GP3's Leclerc to drive in GP2». readmotorsport.com (em inglês). 7 de novembro de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  10. «FORMULA 1 2018 ROLEX AUSTRALIAN GRAND PRIX - QUALIFYING» (em inglês). formula1.com. Consultado em 2 de julho de 2018 
  11. «FORMULA 1 PIRELLI GRAND PRIX DE FRANCE 2018 - QUALIFYING» (em inglês). formula1.com. Consultado em 2 de julho de 2018 
  12. «FORMULA 1 GRAN PREMIO D'ITALIA 2015 - QUALIFYING» (em inglês). formula1.com. Consultado em 2 de julho de 2018 
  13. «Ferrari cumpre primeiro ato e anuncia saída de Räikkönen, que volta à Sauber em contrato de dois anos». Grandepremio. 11 de setembro de 2018. Consultado em 11 de setembro de 2018 
  14. «Consigne de Ferrari, déficit de Mercedes, record de Leclerc : le Grand Prix en questions». Eurosport. 30 de março de 2019 
  15. «Hamilton wins Bahrain Grand Prix after Leclerc heartbreak» (em inglês). RTL. 31 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]