Jean Todt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jean Todt
Nome completo Jean Todt
Conhecido(a) por Atual presidente da FIA
Nascimento 25 de abril de 1946 (72 anos)
Pierrefort,  França
Nacionalidade francês
Ocupação Diretor executivo

Jean Todt (Pierrefort, 25 de fevereiro de 1946) é um antigo piloto de rali francês. É o atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo[1].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi piloto e navegador de rali, encerrando a carreira em 1981 na equipe Peugeot Sport, mas permeneceu durante algum tempo como dirigente.

Em 1993, Todt chegou à equipe Ferrari, tendo iniciado seu trabalho num período em que a equipe passava por uma péssima fase na Fórmula 1. Ao lado de Ross Brawn, foi um dos grandes responsáveis pelas conquistas da equipe e pela maior hegemonia já vista neste esporte, que durou de 2000 a 2004, com os títulos de Michael Schumacher.

Em 2005 recebeu o doutoramento honoris causa em Engenharia Mecânica pela Universidade de Florença.

Após o título de 2007, agora com Kimi Räikkönen, Todt decidiu abandonar o comando da equipe, fazendo apenas parte do quadro de conselheiros.

Em 16 de junho de 2009, oficializou sua canditadura ao cargo de presidente da FIA.[2] Foi eleito em 23 de outubro, confirmando as expectativas.[3][4]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Jean Todt é casado com a atriz malaia Michelle Yeoh, que ficou famosa como bond girl em 007 - O Amanhã nunca Morre . Seu filho Nicolas Todt é empresário e gerencia o piloto Felipe Massa, que correu pela Williams ao lado de Lance Stroll.

Referências

Precedido por
Max Mosley
Presidente da FIA
2009
Sucedido por


Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.