Grande Prêmio da Bélgica de 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Grande Prêmio da Bélgica
de Fórmula 1 de 2021
Spa-Francorchamps of Belgium.svg
Detalhes da corrida
Data 29 de agosto de 2021
Nome oficial Formula 1 Rolex Belgian Grand Prix 2021
Local Circuito de Spa-Francorchamps, Spa, Bélgica
Percurso 7.004 km
Total 1 voltas / 6.880 km
Total programado 44 voltas / 308.052 km
Total programado 44 voltas / mi
Condições do tempo Chuva persistente
Pole
Piloto
Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-Honda
Tempo 1:59.765
Volta mais rápida
Tempo Não premiado[1] (na volta )
Pódio
Primeiro
Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-Honda
Segundo
Reino Unido George Russell Williams-Mercedes
Terceiro
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes

O Grande Prêmio da Bélgica de 2021 (formalmente denominado Formula 1 Rolex Belgian Grand Prix 2021) foi a décima segunda etapa da temporada de 2021 da Fórmula 1. Foi disputado em 29 de agosto de 2021 no Circuito de Spa-Francorchamps, em Spa, Bélgica.[2][3]

A chuva atrasou a corrida e, depois de completadas apenas 3 das 44 voltas programadas atrás do safety car, uma bandeira vermelha pôs fim à corrida. De acordo com os regulamentos da Fórmula 1, o resultado foi obtido após apenas uma volta. É considerada a corrida mais curta da história da Fórmula 1 que já foi realizada, com 1 volta oficial, superando o Grande Prêmio da Austrália de 1991, que teve 14 voltas. Se tornou a sexta corrida de Fórmula 1 que foi atribuída a pontuação pela metade, se juntando as corridas da Espanha 1975, Áustria 1975, Mônaco 1984, Austrália 1991 e Malásia 2009.[4]

Relatório[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Limites da Pista[editar | editar código-fonte]

Os limites serão monitorados nas curvas 4 (Eau Rouge), 9 e 19 (Nova Bus Stop):[5]

Curva 4 (Eau Rouge)

A curva mais desafiadora de Spa-Francorchamps, logo depois da reta oposta e antes da reta Kemmel. É um trecho muito importante para os pilotos conseguirem uma volta rápida, pois fica no meio de um trecho de aceleração de mais de 1,8 km.

Curva 9

Localizada no meio do segundo setor, é um trecho importante em descida para que os pilotos tenham boa tração para contornar a Pouhon (10 e 11).

Curva 19 (Nova Bus Stop)

A curva mais lenta de Spa-Francorchamps e que antecede a reta dos boxes. Momento importante para a tração.

Treino classificatório[editar | editar código-fonte]

Q1

A primeira classificação foi embaixo de uma pequena chuva no circuito, mas tudo absolutamente comum levando os padrões da fórmula 1. Os eliminados da primeira seção foram: Nikita Mazepin, da Haas, Kimi Raikonnen, da Alfa Romeo, Mick Schumacher, também da Haas, Yuki Tsunoda, da Alphatauri e Antonio Giovinazzi, também da Alfa Romeo.

Q2

Na segunda seção de tomada de tempos, a chuva continuava igual, com pilotos tendo um pouco de dificuldade para controlar seus carros, ocorrendo algumas surpresas. Os eliminados da segunda seção foram: Lance Stroll, da Aston Martin, Fernando Alonso, da Alpine, Carlos Sainz Jr., da Ferrari, Nicholas Latifi, da Williams e Charles Leclerc, também da Ferrari.

Q3

No começo da terceira e última seção de classificação, a chuva que era bem moderada, agora caia com mais gravidade, porém a seção foi liberada para começar. O primeiro piloto a ir para a pista, foi o inglês Lando Norris, que em sua primeira tentativa de volta rápida, perdeu o controle na Radillon (curva 3) e bateu forte na proteção interna da curva, sendo rebatido novamente para o meio da pista, rodopiando, até parar na área de escape do outro lado. Sebastian Vettel, da Aston Martin, que vinha logo atrás, reclamou em um rádio com equipe se referindo a direção da prova, de como era perigosa as condições da pista por conta da chuva torrencial. Em marcha lenta, ele checou como estava o inglês da Mclaren, que retribuiu com um sinal positivo para o piloto alemão. Após o grande susto, a direção de prova decidiu interromper a seção e esperar a chuva diminuir.

Após meia hora de paralização, a seção continuou. Poucos minutos para o fim do Q3, os pilotos vinham fazendo suas últimas tentativas. O piloto da Williams, George Russell, vinha fazendo uma ótima volta com todos os setores mais rápidos, ficando por um breve período assegurando a primeira posição, porém, Max Verstappen, da Red Bull, conseguiu superar o inglês por 321 centésimos. Os três primeiros foram: Max Verstappen, George Russell e Lewis Hamilton.

Corrida[editar | editar código-fonte]

No dia da corrida, em 29 de Agosto de 2021, ás 15h00 no horário local, a chuva continuava caindo de forma extraordinária. Muita água no circuito atrapalhava a visão dos pilotos, que chegaram a dar 4 voltas atrás do Safety Car, porém, a chuva não diminuía. Depois de mais de três horas de espera, a direção de prova confirmou o fim do Grande Prêmio, que como não chegou a 75% da distância original, a corrida teve apenas metade dos pontos recebidos. Destaque para George Russell, que conseguiu o primeiro pódio com a Williams.

Pneus Usados e Resultados do Evento[editar | editar código-fonte]

Os compostos de pneus fornecidos pela Pirelli para este Grande Prêmio
Nome do composto Cor Banda de rolamento Condições de Tempo Dry Type Aderência Longevidade
Macio (C4) Neumático F1 Pirelli Rojo.svg Slick
(P Zero)
Seco Soft Mais aderência Menos durável
Médio (C3) F1 tire Pirelli PZero Yellow.svg Slick
(P Zero)
Seco Medium Médio Médio
Duro (C2) Neumático F1 Pirelli Blanco.svg Slick
(P Zero)
Seco Hard Menos aderência Mais durável
Intermediário Neumático F1 Pirelli Verde.svg Sulcos
(Cinturato)
Molhado Intermediate
(água não estagnante)
Chuva Neumático F1 Pirelli Azul.svg Sulcos
(Cinturato)
Molhado Wet
(água estagnante)

Resultados[editar | editar código-fonte]

Treino classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Q1 Q2 Q3 Grid
1 33 Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-Honda 1:58.717 1:56.559 1:59.765 1
2 63 Reino Unido George Russell Williams-Mercedes 1:59.864 1:56.950 2:00.086 2
3 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 1:59.218 1:56.229 2:00.099 3
4 3 Austrália Daniel Ricciardo McLaren-Mercedes 2:01.583 1:57.127 2:00.864 4
5 5 Alemanha Sebastian Vettel Aston Martin-Mercedes 2:00.175 1:56.814 2:00.935 5
6 10 França Pierre Gasly AlphaTauri-Honda 2:00.387 1:56.440 2:01.164 6
7 11 México Sergio Pérez Red Bull Racing-Honda 1:59.334 1:56.886 2:02.112 7
8 77 Finlândia Valtteri Bottas Mercedes 1:59.870 1:56.295 2:02.502 13[nota 1]
9 31 França Esteban Ocon Alpine-Renault 2:01.824 1:57.354 2:03.513 8
10 4 Reino Unido Lando Norris McLaren-Mercedes 1:58.301 1:56.025 S/Tempo 15[nota 2]
11 16 Mónaco Charles Leclerc Ferrari 2:00.728 1:57.721 9
12 6 Canadá Nicholas Latifi Williams-Mercedes 2:00.966 1:58.056 10
13 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Ferrari 2:01.184 1:58.137 11
14 14 Espanha Fernando Alonso Alpine-Renault 2:01.653 1:58.205 12
15 18 Canadá Lance Stroll Aston Martin-Mercedes 2:01.597 1:58.231 19[nota 3]
16 99 Itália Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 2:02.306 14
17 22 Japão Yuki Tsunoda AlphaTauri-Honda 2:02.413 16
18 47 Alemanha Mick Schumacher Haas-Ferrari 2:03.973 17
19 7 Finlândia Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 2:04.452 PL[nota 4]
20 9 Federação Russa de Automobilismo Nikita Mazepin Haas-Ferrari 2:04.939 18
Tempo dos 107%: 2:06.582
Fonte: [1]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos. Nu. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Pit Stop Pneus Grid Pontos
1 33 Países Baixos Max Verstappen Red Bull-Honda 1 3:27.071 Chuva usado 1 12.5
2 63 Reino Unido George Russell Williams-Mercedes 1 + 1.995 Chuva novo 2 9
3 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 1 + 2.601 Chuva usado 3 7.5
4 3 Austrália Daniel Ricciardo McLaren-Mercedes 1 + 4.496 Chuva usado 4 6
5 5 Alemanha Sebastian Vettel Aston Martin-Mercedes 1 + 7.479 Chuva novo 5 5
6 10 França Pierre Gasly AlphaTauri-Honda 1 + 10.177 Chuva novo 6 4
7 31 França Esteban Ocon Alpine-Renault 1 + 11.579 Chuva usado 8 3
8 16 Mónaco Charles Leclerc Ferrari 1 + 12.608 Chuva novo 9 2
9 6 Canadá Nicholas Latifi Williams-Mercedes 1 + 15.485 Chuva novo 10 1
10 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Ferrari 1 + 16.166 Chuva novo 11 0.5
11 14 Espanha Fernando Alonso Alpine-Renault 1 + 20.590 Chuva novo 12
12 77 Finlândia Valtteri Bottas Mercedes 1 + 22.414 Chuva usado 13
13 99 Itália Antonio Giovinazzi Alfa Romeo-Ferrari 1 + 24.163 Chuva usado 14
14 4 Reino Unido Lando Norris McLaren-Mercedes 1 + 27.110 Chuva novo 15
15 22 Japão Yuki Tsunoda AlphaTauri-Honda 1 + 28.329 Chuva novo 16
16 47 Alemanha Mick Schumacher Haas-Ferrari 1 + 29.507 Chuva usado 17
17 9 Federação Russa de Automobilismo Nikita Mazepin Haas-Ferrari 1 + 31.993 Chuva usado 18 [nota 5]
18 7 Finlândia Kimi Räikkönen Alfa Romeo-Ferrari 1 + 36.054 Chuva usado PL
19 11 México Sergio Pérez Red Bull-Honda 1 + 38.205 Chuva novo PL
20 18 Canadá Lance Stroll Aston Martin-Mercedes 1 + 44.108 Chuva novo 19 [nota 6]
Fonte:

Voltas na liderança[editar | editar código-fonte]

Nº de Voltas Piloto Voltas
1 Países Baixos Max Verstappen 1

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas.

Notas

  1. Valtteri Bottas (Mercedes) sofreu uma punição de 5 posições no grid por ter causado uma colisão no Grande Prêmio da Hungria de 2021.
  2. Lando Norris (McLaren-Mercedes) sofreu uma punição de 5 posições no grid por trocar os componentes do câmbio do carro.
  3. Lance Stroll (Aston Martin-Mercedes) sofreu uma punição de 5 posições no grid por ter causado uma colisão no Grande Prêmio da Hungria de 2021.
  4. Kimi Räikkönen (Alfa Romeo-Ferrari) largou do pit lane pela troca de componentes do motor do carro.
  5. Nikita Mazepin é russo, mas compete como um competidor neutro usando a bandeira da Federação Russa de Automobilismo, já que o Tribunal Arbitral do Esporte proibiu a Rússia de competir em Campeonatos Mundiais. Tal punição foi imposta pela Agência Mundial Antidoping em resposta ao programa de doping patrocinado pelo estado russo em prol de seus atletas.
  6. Lance Stroll terminou em 18º na pista, mas recebeu uma punição de 10 segundos após a corrida por mudar a asa traseira durante a vigência da bandeira vermelha.

Referências

  1. a b Keith Collantine (29 de agosto de 2021). «FIA confirms points will be awarded for one-lap Belgian GP». RaceFans.net. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  2. «F1 schedule 2021: Formula 1 announces provisional 23-race calendar for 2021». Formula1.com (em inglês). 10 de novembro de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  3. «F1 confirma GP em Ímola para abril, adia Austrália e adianta GP do Brasil». motorsport.uol.com.br. 12 de janeiro de 2021. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  4. Rafael Lopes (30 de agosto de 2021). «Fast Facts: GP da Bélgica é menor corrida da história da Fórmula 1». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  5. Lopes, Rafael (28 de agosto de 2021). «Spa-Francorchamps terá controle dos limites de pista em três curvas». Voando Baixo. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  6. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome CHICANE

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Corrida anterior:
GP da Hungria de 2021
Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA
Temporada 2021
Próxima corrida:
GP dos Países Baixos de 2021

Corrida anterior:
GP da Bélgica de 2020
Grande Prêmio da Bélgica Próxima corrida:
GP da Bélgica de 2022