Mick Schumacher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mick Schumacher
Nacionalidade alemão / suíço
Data de Nascimento 22 de março de 1999 (20 anos)
Local de Nascimento Vufflens-le-Château
Fórmula 3 Europeia de 2018
Ano de estreia 2017
Equipe atual Prema Theodore Racing
Número do carro 4
Antigas equipes 1 (Prema Theodore Racing)
Corridas 60
Vitórias 8
Pódios 14
Poles 7
Voltas mais rápidas 4
Primeira corrida Reino Unido GP da Inglaterra (corrida 1), 2017
Primeira vitória Bélgica GP da Bélgica (corrida 3), 2018
Última vitória Áustria GP da Áustria (corrida 2), 2018
Última corrida Alemanha GP da Alemanha (corrida 3), 2018
Outras competições
2016
2015–2016
Fórmula 4 Italiana
Fórmula 4 ADAC
Títulos
2018 Fórmula 3 Europeia
Sítio oficial [1]

Mick Schumacher (Vufflens-le-Château, 22 de março de 1999) é um automobilista alemão nascido na Suíça[1] que compete atualmente no Campeonato de Fórmula 2 da FIA pela equipe Prema Racing.[2]

É filho do heptacampeão de Fórmula 1 Michael Schumacher e sobrinho do também ex-piloto Ralf Schumacher.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no automobilismo em 2008, no kart. Na época, era conhecido por Mick Betsch[3] (Betsch é o sobrenome de solteira de sua mãe, Corinna Schumacher) para evitar uma possível comparação entre ele e Michael Schumacher. Disputou campeonatos da modalidade até 2014, quando se profissionalizou.

Fórmula 4 ADAC[editar | editar código-fonte]

Em 2015, estreou nos monopostos ao correr na Fórmula 4 ADAC, onde terminou em 10° lugar, com 92 pontos. No ano seguinte, foi vice-campeão da categoria, e também disputou a Fórmula 4 Italiana (também ficou em segundo lugar na classificação), ambas pela equipe Prema Powerteam.

Fórmula 3 Europeia[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Mick estreou na Fórmula 3 Europeia, tendo como companheiros de equipe Maximilian Günther, Callum Ilott e Guan Yu Zhou. A temporada de estreia foi razoável, ficando em 12° lugar, com 94 pontos e um pódio, na corrida 2 realizada em Monza.

Continuou na Prema (rebatizada como Prema Theodore Racing) para a temporada 2018 da Fórmula 3 Europeia, desta vez com Ralf Aron, Marcus Armstrong e Robert Shwartzman como companheiros de equipe, enquanto Guan Yu Zhou permaneceu na equipe. Após 44 corridas na categoria, Mick obteve sua primeira vitória na corrida 3 de Spa-Francorchamps[4] após realizar uma dupla ultrapassagem sobre Armstrong e Shwartzman, e entrou de vez na briga pelo título ao vencer em Nürburgring,[5] assumindo a liderança do campeonato depois de vencer no Red Bull Ring. O título foi confirmado após o segundo lugar na segunda corrida de Hockenheimring, vencida pelo estoniano Jüri Vips.[6]

Fórmula 2[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2018, foi anunciado que Mick Schumacher irá disputar a temporada de 2019 do Campeonato de Fórmula 2 da FIA pela equipe Prema Racing.[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mick Schumacher - DriverDB.com
  2. a b Benyon, Jack (27 de novembro de 2018). «Schumacher joins F2 2019 grid with Prema». motorsport.com. Motorsport Network. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  3. «Schumacher-Sohn Mick: Großer Name, große Erwartungen (German)». Spiegel Online. 23 de setembro de 2014. Consultado em 2 de março de 2015 
  4. «Mick Schumacher passa companheiros e vence a primeira na F3 Euro em Spa com pista úmida». Grande Prêmio. Consultado em 28 de julho de 2018 
  5. Noronha, Felipe. «Mick Schumacher vence em Nürburgring e se aproxima de Ticktum na briga pelo título da F3 Euro». Grande Prêmio. Consultado em 8 de setembro de 2018 
  6. «Schumacher chega em 2º e conquista título da F3 Europeia em Hockenheim. Vips vence corrida 2». Grande Prêmio. Consultado em 13 de outubro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.