Giovanni Battista Grassi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Giovanni Battista Grassi
Nascimento 27 de março de 1854
Rovellasca
Morte 4 de maio de 1925 (71 anos)
Roma
Sepultamento Fiumicino
Cidadania Reino de Itália
Alma mater
Ocupação botânico, zoólogo, entomologista, político, malariólogo, médico, anatomista
Prêmios
  • Medalha Darwin (For his researches on the life history and societies of the Termitidae, and on the developmental relationship between Leptocephalus and the common eel and other muraenidae., 1896)
  • Vallauri Prize (ciência física, 1899)
Empregador Universidade de Roma "La Sapienza"

Giovanni Battista Grassi (Rovellasca, 27 de março de 1854Roma, 4 de maio de 1925) foi um zoólogo italiano. Sua contribuição mais importante é a demonstração de que o mosquito transporta, no seu sistema digestivo, o plasmodium, causador da malária. Com Amico Bignami (1862-1919), demonstrou, em 1899, que o ciclo vital do plasmodium requer a presença do mosquito.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • I Chetognati (1883), I Progenitori degli insetti e dei miriapodi, l’Japyx e la Campodia (1886),
  • Studi di uno zoologo sulla malaria (1900)
  • Flagellati viventi nei termiti (1917).


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.