Curso superior de tecnologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Graduação Tecnológica)
Ir para: navegação, pesquisa

Os cursos superiores de tecnologia constituem um tipo de curso da educação superior do sistema de educação profissional brasileiro [1] [2]. Trata-se de cursos de graduação que conferem o grau de tecnólogo ao seu concluinte [1].

Sendo parte da educação profissional, são cursos cuja vocação é atender a demandas específicas do mercado de trabalho. Os primeiros cursos de tecnologia datam da década de 1970 e hoje são ministrados em todo o Brasil, tanto em instituições públicas como em instituições privadas.

Os cursos superiores de tecnologia são abertos a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente [1] [2], abrangendo os diversos setores da economia. Os graduados nestes cursos denominam-se tecnólogos e são profissionais de nível superior, especializados em segmentos de uma ou mais áreas profissionais com predominância de uma delas.

Este tipo de curso é autorizado pelo Ministério da Educação (MEC) e, assim como os bacharelados e licenciaturas, confere diplomas de graduação, possibilitando a continuidade dos estudos em especialização (lato sensu) e pós-graduação (stricto sensu).

Nem todo concurso público de nível superior aceita inscritos com nível tecnológico, apesar de ser legalmente reconhecido como tal, justamente pela duração menor que a de cursos "tradicionais". A pessoa interessada em prestar concurso deve consultar o edital para ter a informação específica. [3]

Requisitos acadêmicos[editar | editar código-fonte]

A graduação tecnológica situa-se no contexto da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de 1996, que propôs a Reforma da Educação Profissional e, dessa forma, passou a organizá-la como modalidade capaz de perpassar os níveis básico e superior da Educação. Portanto, é oficializada pelo Ministério da Educação (MEC) e possui Diretrizes Curriculares Nacionais aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação.

Habilidades[editar | editar código-fonte]

A Graduação do tipo Tecnológica habilita o seu titular a ser um tecnólogo, i.e., mão-de-obra especializada em diversas áreas do conhecimento, voltado a diversos segmentos de negócio - comércio, indústria e serviços. É oferecida igualmente por universidades ou faculdades e sua duração varia entre 1600 a 2400 horas, de acordo com a área. Ex: Tecnólogo em Marketing de Vendas, Tecnólogo em Meio Ambiente, Tecnólogo em Design de interiores, Tecnólogo em Design de Moda, Tecnólogo em Estética e Cosmética, Tecnólogo em Gestão de Eventos, Tecnólogo em Gestão Tributária, Tecnólogo em Construção Civil, Tecnólogo em Citotecnologia, Tecnólogo em Sistemas de Informação, Tecnólogo em Informática, Tecnólogo em Gestão (Tributária, Empresarial) e outros.

Alguns Títulos de Cursos[editar | editar código-fonte]

  • Tecnologia em Alimentos
  • Tecnologia em Administração
  • Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos
  • Tecnologia em Construção de Edifícios
  • Tecnologia em Logística
  • Tecnologia em Marketing
  • Tecnologia em Produção Audiovisual
  • Tecnologia em Produção Multimídia
  • Tecnologia em Gestão Ambiental
  • Tecnologia em Estética e Cosmética
  • Tecnologia em Gestão da Informação
  • Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação
  • Tecnologia em Jogos Digitais
  • Tecnologia em Redes de Computadores
  • Tecnologia em Sistemas para Internet
  • Tecnologia em Secretariado Executivo
  • Tecnologia em Eventos
  • Tecnologia em Gastronomia
  • Tecnologia em Hotelaria
  • Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações
  • Tecnologia em Manufatura Aeronáutica
  • Tecnologia em Automação Aeronáutica
  • Tecnologia em Estruturas Leves
  • Tecnologia em Manutenção de Aeronaves
  • Tecnologia em Processos Gerenciais
  • Tecnologia em Comércio Exterior
  • Tecnologia em Gestão Comercial
  • Tecnologia em Gestão Financeira
  • Tecnologia em Gestão Pública
  • Tecnologia em Radiologia
  • Tecnologia em Design Gráfico
  • Tecnologia em Segurança no Trabalho
  • Tecnologia em Segurança da Informação
  • Tecnologia em Processamento de Dados
  • Tecnologia em Biocombustíveis
  • Tecnologia em Produção Fonográfica

Referências

  1. a b c Cristina Guimarães Gomes e Elzira Lúcia de Oliveira (2006). «Curso superior de tecnologia como instrumento de inserção no mercado de trabalho regional : O caso do Norte Fluminense» (PDF). Universidade Estadual de Campinas + Associação Brasileira de Estudos Populacionais. Consultado em 9 de março de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 9 de março de 2017 
  2. a b Marisa Brandão (Outubro de 2006). «Cursos superiores de tecnologia : democratização no acesso ao ensino superior ?» (PDF). 29ª Reunião da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd). Consultado em 9 de março de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 9 de março de 2017 
  3. Lia Salgado (27 de outubro de 2010). «Tecnólogo pode disputar concurso para nível superior? Tire dúvidas». G1 Concursos e Emprego. Consultado em 9 de março de 2017. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional
(inclusive respectivo archiving, no Archive.is)


Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.