Homicídio de Michael Brown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O homicídio de Michael Brown ocorreu em 9 de agosto de 2014 na cidade de Ferguson, na periferia de St. Louis, Missouri, Estados Unidos. Brown, um jovem negro de dezoito anos de idade morreu após ser alvejado pelo oficial da polícia municipal Darren Wilson. Brown não portava armas[1][2] e não possuía nenhum antecedente criminal.[3]

O incidente desencadeou uma série de reações nos subúrbios de St. Louis e em nível nacional, incluindo demonstrações pacificas,[4] protestos, reações violentas da população, várias formas de manifestações sociais[5] e uma demanda nacional para uma investigação dos acontecimentos.[6] A mídia tem explorado a validade dos departamentos de polícia utilizarem armas de níveis militares para lidar com protestos civis.[7]

O Federal Bureau of Investigation (FBI) abriu uma investigação de direitos civis do tiroteio no dia 11 de agosto, e no dia seguinte o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama fez uma declaração pública de condolências à família de Brown, disponibilizando recursos federais para a realização das investigações.

Incidente[editar | editar código-fonte]

Às 11h51min do dia 9 de agosto de 2014, uma câmera de segurança de uma loja de conveniência capturou Michael Brown roubando um pacote de cigarro no valor de 48 dólares e agredindo fisicamente o operador de caixa da loja.[8] Um oficial de rádio policial reportou um "roubo em progresso" às 11h53 e às 11h57 foi informado que o suspeito tinha um boné vemelhor dos St. Louis Cardinals, uma camiseta branca, meias amarelas e bermudas cáqui, estando acompanhado de outro homem. Ao meio-dia, o oficial Wilson usou seu rádio para saber se outros oficiais estavam procurando os ladrões e se havia necessidade de ajuda. Nesse momento, foi informado a Wilson que os suspeitos haviam desaparecido.[9]

Às 12h01min, Wilson conduziu sua viatura até o local onde estavam Brown e Johnson, que caminhavam pelo meio da rua, tendo-lhes ordenado que saíssem da pista e caminhassem pela calçada. Wilson continuou dirigindo seu veículo e passou pelos dois homens, mas então deu marcha à ré e parou próximo a eles,[10] depois, segundo Wilson,[11] apercebeu-se que Michael Brown correspondia às características do suspeito de roubo à loja de conveniência. Gravações do rádio policial indicam que Wilson pediu reforços às 12h02.[12]

Uma luta corporal teve lugar entre Brown e Wilson pela janela da viatura policial, uma SUV Chevrolet Tahoe.[13] A arma de Wilson disparou duas vezes durante a altercação, com uma bala atingindo o braço de Brown enquanto estava dentro do veículo.[13] Brown e Johnson fugiram e Johnson escondeu-se atrás de um carro.[14] Wilson saiu do veículo policial e perseguiu Michael Brown. Sangue no chão sustentam as declarações de que Brown continuou a se aproximar do policial Wilson enquanto era atingido pelos projéteis.[15] Num dado momento, Wilson disparou novamente, com pelo menos seis tiros atingindo Brown pela frente,[10] ferindo-o fatalmente. Brown não portava armas.[13][16]

Menos de 90 segundos se passaram do momento em que Wilson encontrou Brown ao momento da morte deste último.[17]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kesling, Ben (11 de agosto de 2014). «Vigil for Missouri Teen Turns Violent». The Wall Street Journal. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  2. Lowery, Wesley (25 de fevereiro de 2011). «Even before Michael Brown's slaying in Ferguson, racial questions hung over police». The Washington Post. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  3. Kirn, Jacob (13 de agosto de 2014). «Michael Brown had no criminal record». St. Louis Business Journal. Consultado em 13 de agosto de 2014 
  4. «New Yorkers stage demonstrations over Michael Brown shooting in Ferguson, Mo., march on Times Square». NY Daily News. 18 de junho de 2014. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  5. «The Michael Brown shooting: St Louis blues». The Economist. 1 de janeiro de 1970. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  6. Lind, Dara (12 de agosto de 2014). «Outrage in Ferguson after police shooting of unarmed teenager Michael Brown». Vox Media. Consultado em 12 de agosto de 2014 
  7. «Armed w/ Military-Grade Weapons, Missouri Police Crack Down on Protests over Michael Brown Shooting». Democracy Now!. 18 de maio de 2012. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  8. Erin McClam (15 de agosto de 2014). «Chief Defends Release of Robbery Surveillance Video». NBC News. Consultado em 25 de novembro de 2014. They also released surveillance footage of the convenience store robbery, in which Brown was suspected of stealing a box of cigars and assaulting a clerk. 
  9. Hunn, David (15 de agosto de 2014). «Twitter suspends Anonymous account». St. Louis Post-Dispatch. Consultado em 22 de agosto de 2014 
  10. a b Robles, Frances; Bosman, Julie (17 de agosto de 2014). «Autopsy Shows Michael Brown Was Struck at Least 6 Times». The New York Times. Consultado em 21 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 19 de agosto de 2014 
  11. David A. Lieb (November 17, 2014), Missouri governor activates National Guard Associated Press
  12. Patrick, Robert (14 de novembro de 2014). «Darren Wilson's radio calls show fatal encounter was brief». St. Louis Post-Dispatch. Consultado em 15 de novembro de 2014 
  13. a b c Schmidt, Michael S.; Apuzzo, Matt; Bosman, Julie (17 de outubro de 2014). «Police Officer in Ferguson Is Said to Recount a Struggle». The New York Times. Consultado em 18 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2014 
  14. McLaughlin, Eliott C. (15 de agosto de 2014). «What we know about Michael Brown's shooting». CNN U.S. Consultado em 20 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2014 
  15. «What Happened in Ferguson?». The New York Times. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  16. Anderson Cooper 360 (11 de agosto de 2014). «Police Chief: Michael Brown was 'unarmed'». CNN. Consultado em 20 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2014 
  17. Mejia, Paula (15 de novembro de 2014). «Altercation Between Michael Brown and Darren Wilson Unfolded in 90 Seconds: Report». Newsweek. Consultado em 16 de novembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]