Igreja dos Carmelitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja dos Carmelitas
Nomes alternativos Igreja e Convento dos Carmelitas Descalços
Estilo dominante Maneirista, Barroco
Função inicial Convento masculino da Ordem dos Carmelitas Descalços
Função atual Religiosa (igreja)
Militar (convento)
Património Nacional
Classificação  Monumento Nacional
Data 2013
DGPC 155835
SIPA 5497
Geografia
País Portugal
Cidade Porto
Coordenadas 41° 8' 51" N 8° 36' 59" O
Localização em mapa dinâmico

A Igreja dos Carmelitas ou Igreja dos Carmelitas Descalços localiza-se na freguesia da Vitória, na cidade do Porto, em Portugal. Começou a ser construída em 1616 e ficou concluída em 1628. A decoração do interior só viria a ficar pronta em 1650. Foi classificada como Monumento Nacional a 3 de Maio de 2013, em conjunto com a Igreja do Carmo adjacente.[1]

A igreja pertencia ao extinto convento, hoje ocupado pela Guarda Nacional Republicana.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Com a autorização de D. Filipe II de Portugal, os religiosos da Ordem Terceira dos Carmelitas iniciam em 1616 a construção do convento. A primeira fase fica concluída em 1622, ano em que os Carmelitas se instalam no local.[2] Entre 1632 e 1633 são assentes o retábulo-mor e o sacrário. [2]

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Fachada[editar | editar código-fonte]

A fachada de cantaria granítica, possui três entradas com arcos de volta perfeita, encimadas por igual número de nichos, com as imagens de São José, Santa Teresa de Jesus e de Nossa Senhora do Carmo ao centro. O corpo superior contém três janelões, sendo o central de forma rectangular e os dois laterais com a forma de trapézio rectangular. A rematar a fachada um frontão triangular encimado por balaústres.

Possui uma torre sineira do lado esquerdo, revestida a azulejos monocromáticos da cor azul, rematada por uma cúpula em forma de bolbo.

Interior[editar | editar código-fonte]

Altar e nave no interior da Igreja dos Carmelitas

O interior da Igreja dos Carmelitas é de planta de cruz latina, com uma única nave, com seis capelas laterais e um nártex na entrada. Destaca-se a talha dourada, de estilo barroco e rococó, nas capelas laterais e no altar-mor. O desenho do retábulo principal é da autoria de Joaquim Teixeira de Guimarães e a execução de José Teixeira Guimarães.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Portugal – Património – Círculo de Leitores - Álvaro Duarte de Almeida e Duarte Belo - 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja dos Carmelitas
Ícone de esboço Este artigo sobre Património, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.