Ilha de Wight

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras acepções, veja Wight (desambiguação).
Ilha de Wight
—  Condado  —
Horizonte de Ilha de Wight
Selo de Ilha de Wight
Selo
Região Sudeste da Inglaterra
Categoria Condado Cerimonial e Não-metropolitano
Sede Administrativa Newport
Distritos Ilha de Wight
Área
 - Total 380 km²
População ( (est. 2005))(46ª posição)
 - Total 140,000
    • Densidade 368/km2 
(posição)
 - Etnias 98,7% brancos
NUTS UKG11
Código ONS 00MW
Sítio http://www.iwight.gov.uk
Bandeira da Ilha de Wight

A Ilha de Wight (em inglês Isle of Wight) é uma ilha localizada a sul de Southampton, na costa sul da Inglaterra. É a maior ilha no Canal da Mancha e está separada da Grã-Bretanha pelo estreito denominado Solent. A ilha é um condado cerimonial e não-metropolitano da Inglaterra e parte integrante do Reino Unido.[1][2] Os ingleses referem-se à ilha simplesmente por The Island.

Lar dos poetas Algernon Charles Swinburne e Alfred Tennyson, e da Rainha Vitória, que construiu sua residência de verão e última casa Osborne House em East Cowes, a ilha tem tradição marítima e industrial na construção de embarcações, tomada de vela, fabricação de hidroaviões, o primeiro aerodeslizador do mundo, e os testes e desenvolvimento de foguetes espaciais da Grã-Bretanha. Abriga festivais anuais, incluindo o Bestival e o Festival da Ilha de Wight, que, em 1970, foi então o maior evento de rock já realizado.[3] Tem a vida selvagem e algumas das falésias mais ricas e pedreiras mais bem conservadas para fósseis de dinossauros na Europa.

História[editar | editar código-fonte]

Existem teorias que, durante a era neolítica, Bouldnor era um porto ocupado que apoiava o comércio com o Oriente Médio, já que o trigo estava presente há 8.000 anos atrás, centenas de anos antes de ser cultivado em toda a Europa.[4][5][6]

A ilha de Wight é rica em eventos históricos e vestígios arqueológicos. O nome Wight provém do latim Vectis (que se traduz por «alavanca») através do anglo-saxão Wiht. Parece que os Romanos a conheciam como chave para entrada na Britannia. Com a queda do império romano, foram os Jutos, vindos da Jutlândia (hoje a Dinamarca continental), que vieram colonizar a ilha e a parte do Hampshire que lhe fica em frente.

Na Idade Média, segundo a lei inglesa, os insulares tinham o dever de exercitar o tiro com arco, porque os reis viam a ilha como local de chegada de conquistadores e urgia proteger o local, para não ser usado como cabeça de ponte para atacar a metrópole. Tem por isso uma estrada militar. A ilha sucedeu do reino de Inglaterra em 1444, quando Henrique de Beauchamp, 1º duque de Warwick se fez coroar «rei da ilha de Wight» pelo soberano Henrique VI.

O Solent encontra-se rodeado de fortalezas para defesa da costa, principalmente construídas no reinado de Henrique VIII de Inglaterra.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Compton Chine, Ilha de Wight

A Ilha de Wight tem a forma de um losango regular de 20 quilômetros de lado e uma área de 381 km². Tem o status de condado e uma população de 134 876 habitantes (2002). Sua capital administrativa é Newport, e usufrui de uma forte atividade turística graças ao seu clima.

É composta por uma grande variedade de diferentes tipos de rochas que datam do início do período Cretáceo (cerca de 127 milhões de anos atrás) até o meio do Paleogeno (cerca de 30 milhões de anos atrás). A metade norte da ilha é composta principalmente de argilas do Terciário, com a metade sul formada por rochas do Cretáceo (o giz que forma as descidas leste-oeste centrais, bem como a Alto e Baixa Greensands e os estratos de Wealden).[7]

Cidades principais[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Balsas e catamarãs conectam a Ilha de Wight com a ilha principal da Grã-Bretanha. As rotas principais são Portsmouth a Ryde, Southampton a Cowes, e Lymington a Yarmouth.

A ilha de Wight vista do espaço (STS-37).

Personalidades nascidas na ilha[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Office for National Statistics (2009). «United Kingdom: Counties and Unitary Authorities» (PDF) (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2013. 
  2. Office for National Statistics. «Counties, Non-metropolitan Districts and Unitary Authorities» (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2013. 
  3. «Isle Of Wight Festival history» (em inglês). The Telegraph. 10 de junho de 2011. Consultado em 16 de junho de 2016. 
  4. Smith et al. 2015, Oliver. (27 de fevereiro de 2015). "Sedimentary DNA from a submerged site reveals wheat in the British Isles 8000 years ago" (em inglês). Science 347 (6225): 998–1001. DOI:10.1126/science.1261278. PMID 25722413.
  5. Cunliffe, Barry. (2008). "Britain and the continent: networks of interaction." A Companion to Roman Britain" (em inglês). John Wiley & Sons: 1–11.
  6. Balter, Michael (26 de fevereiro de 2015). «DNA recovered from underwater British site may rewrite history of farming in Europe» (em inglês). Science. Consultado em 16 de junho de 2016. 
  7. Hopson, P.. (2011). "The geological history of the Isle of Wight: an overview of the ‘diamond in Britain's geological crown’" (PDF) (em inglês). Proceedings of the Geologists' Association 122 (5): 745–763. DOI:10.1016/j.pgeola.2011.09.007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ilha de Wight