Indianapolis Motor Speedway Hall of Fame Museum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Indianapolis Motor Speedway Hall of Fame Museum
Tipo museu automobilístico
Inauguração 1975 (42 anos)
Website oficial
Geografia
Coordenadas 39° 47' 24.7" N 86° 13' 50.2" O
Cidade Indiana
País Estados Unidos

O Indianapolis Motor Speedway Hall of Fame Museum é um museu e salão da fama localizado no interior do Circuito de Indianápolis, Indiana. O museu está diretamente ligado ao Indy 500, mas abriga exposições permanentes de várias modalidades automobilísticas, incluindo exposições sobre a história do automóvel. [1]

Em 2006, o local, que tem aproximadamente 2787 m²[2], celebrou seu 50º aniversário. O museu possui carros de ex-pilotos vencedores da modalidade, que são expostos regularmente no local. [3] Ele pertence e é administrado pela Indianapolis Motor Speedway Foundation, Inc. e teve início em 1956. Desde 1976, está no mesmo prédio, no campo de corridas da Indy, e fica aberto durante todo o ano. [4]

História[editar | editar código-fonte]

A primeira instalação do museu no Indianapolis Motor Speedway foi concluída em 7 de abril de 1956. O imóvel ficava na esquina sudoeste da propriedade, entre a 16a rua e a estrada Georgetown, ao lado do circuito oval. Suas exposições incluíram o carro de Ray Harroun, vencedor Indy 500, entre outros veículos. Karl Kizer foi o primeiro curador, em uma época em que haviam apenas seis carros disponíveis nas visitas[5] [6]. Ao longo do tempo, dezenas de carros foram doados e adquiridos e a administração percebeu que o prédio não tinha tamanho suficiente para comportar as estruturas. [5][7] De acordo com o publicista da Speedway, Al Bloemker, em 1961, o museu estava tendo uma média de 5.000 visitantes por semana (não incluindo as multidões do mês de maio, mês que marca o principal evento da disputa em Indianapolis). [8]

Em 1975, o Indianapolis Motor Speedway montou um novo edifício de museu e administração de 8.900m2, localizado ao lado da pista.[5] O edifício branco de dois andares foi feito de quartzo de Wyoming, e junto com o museu, foi construído um espaço de escritórios, além de bilheteria, loja de presentes e departamento de fotografia. O local foi oficialmente aberto ao público em 5 de abril de 1976 [5]. Na época, o antigo prédio foi mantido e destinado a escritórios administrativos.

O museu, que representa toda a instalação, foi colocado no Registro Nacional de Lugares Históricos em 1975 e designou um marco histórico nacional em 1987. [7]

No verão de 1993, o edifício do antigo museu foi parcialmente demolido. Em seu lugar, um prédio administrativo multimilionário foi erguido.[9] [10] Os escritórios e o ponto de venda de bilhete foram transferidos para fora o mais recente prédio. Isso liberou espaço no museu para uma loja de presentes expandida e outras exposições.

Em 1993, aconteceu uma exposição interativa ao ar livre. Para isso, o parque de estacionamento do museu foi ocupado, hospedando a primeira "Indy 500 Expo" durante as festividades de corrida. Em 1995, foi expandido e renomeado "Indy 500 FanFest". O festival foi interrompido em 1997, entretanto, recentemente, expositores menores patrocinados pela Chevrolet apresentaram carros anteriores e outras exposições. [11]

Em 2016, iniciou-se um projeto de revitalização e modernização de 90 milhões de dólares[12] para ampliar o chão do museu e adicionar exibições interativas. Nesse plano os escritórios foram retirados para dar lugar a mais 557 m² voltados para as exposições. Além disso, em abril de 2016, a instalação foi oficialmente renomeada como o Indianapolis Motor Speedway Museum. [13]

Exposições[editar | editar código-fonte]

O museu conta com mais de 75 carros que são exibidos de maneira rotativa[14]. Isso acontece porque no local há uma restrição de espaço, então só uma parte da coleção pode ser exibida a cada temporada[15]. Diversos carros ficam guardados no porão, mas somente convidados têm acesso a essa parte do museu. Alguns dos carros guardados no local, no entanto, não estão em boas condições e por isso, não participam dos eventos. Frequentemente, os carros são emprestados para exibições em outros locais, como museus, exposição de carros antigos entre outras atividades.

A coleção inclui [16][5] [7] mais de trinta carros vencedores em Indianapolis 500, outros veículos relacionados à Indy e vários carros de corrida de outras modalidades. Outros itens em exibição incluem troféus, como o Borg-Warner Trophy, que é dado para o vencedor das 500 milhas de Indianapolis, e o Wheeler-Schebler Trophy, que foi produzido pela Tiffany & Co (com um valor estimado de US$ 10 mil) e dado para o vencedor da primeira corrida de 300 milhas que aconteceu na pista em 1909. Além disso, lá estão placas, capacetes, luvas, roupas de motorista, uma coleção de modelos, brinquedos, pinturas e um acervo de mais de 4 milhões de fotografias.

Entre os carros expostos no Indianapolis Motor Speedway Museum existem alguns que se destacam. O veículo dirigido por Janet Guthrie, a primeira mulher a participar da Indy 500, é um deles. Outro é uma versão simplificada de um 1954 F1 Mercedes-Benz W196, que é considerado um dos carros mais valiosos do museu.[17] O original, dirigido pelo piloto de Fórmula 1 Juan Manuel Fangio, foi vendido por 17,5 milhões de libras em um leilão.[18] Outro carro da F1 que está exposto no local é um Stewart-Ford SF-2. O Duesenberg 1935 JN, um carro conversível de quatro portas, cujo somente três unidades foram fabricadas, é mais um dos destaques do museu.[19]

Carros vencedores da Indy 500 [20] [21] [22][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Indianapolis Motor Speedway Museum». Visit Indy. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  2. https://travel.usnews.com/Indianapolis_IN/Things_To_Do/Indianapolis_Motor_Speedway_and_Hall_of_Fame_Museum_62296/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. «67 Winning Indy 500 Cars Featured In Display At IMS Museum». www.indianapolismotorspeedway.com. Consultado em 6 de setembro de 2017 
  4. Davidson, Donald (28 de outubro de 2014). «Ask Donald Davidson: 'My dad was a riding mechanic...'». SpeedRead. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  5. a b c d e «1996 Indianapolis 500 Official Program». Indianapolis Motor Speedway. 26 de maio de 1996 
  6. «Karl Kizer- Distinguished Service Citation Award 1974». Automotive Hall of Fame. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  7. a b c Herman, Steve (31/032008). «Museum displays auto racing history». USA Today. Consultado em 5 de setembro de 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)
  8. Fred Agabashian. 1961
  9. Smulevitz, Howard M. (29 de junho de 1993). «Speedway is adding new office building (Parte 1)». The Indianapolis Star. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  10. Smulevitz, Howard M. (29 de junho de 1993). «Speedway is adding new office building (Parte 2)». The Indianapolis Star 
  11. «IRL: Indy FanFest Fact Sheet». Motorsport.com (em inglês) 
  12. «Indianapolis Motor Speedway makeover to blend the old with the new | ALSD». alsd.com (em inglês). Consultado em 20 de setembro de 2017 
  13. «A New Turn for Speedway Museum - Indiana Landmarks». Indiana Landmarks (em inglês). 26 de outubro de 2016 
  14. "1996 Indianapolis 500 Official Program". Indianapolis Motor Speedway. 1996-05-26.
  15. ["Museum displays auto racing history". USAToday.com. 2007-05-07. Retrieved 2008-03-31. "Museum displays auto racing history". USAToday.com. 2007-05-07. Retrieved 2008-03-31.] Verifique valor |url= (ajuda)  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  16. «Hall of Fame Museum». Consultado em 5 de setembro de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  17. «Museum displays auto racing history - USATODAY.com». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  18. «F1 Mercedes sells for £17.5m». BBC News (em inglês). 12 de julho de 2013 
  19. «Indianapolis: atrações esportivas». O blog de turismo e viagens do Paulo Mancha D'Amaro. 21 de maio de 2013 
  20. «Hall of Fame Inductees». Indy Racing Museum 
  21. Golden, Conner (6 de janeiro de 2017). «Our Nine Favorite Cars from the Indianapolis Motor Speedway Museum». Automobile Mag. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  22. «List Of Indy 500-Winning Cars In Special IMS Museum Collection». www.indianapolismotorspeedway.com. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  23. «Marmon Wasp the First Indy 500 Winner Opens the 2016 SEMA Show». Historic Vehicle. 1 de novembro de 2016. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  24. «Joe Dawson - National Sketch» 
  25. Edsall, Larry (25 de agosto de 2017). «Museums: Strong representation at Monterey Car Week». Classic Cars. Consultado em 05 de setembro de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  26. «IRL: New Exhibit at IMS Museum». Motorsport.com (em inglês) 
  27. «Unique Wilbur Shaw memorabilia on display at IMS.». Crash. 2 de novembro de 2002 
  28. Ayello, Jim (13 de abril de 2017). «IMS Museum opens exhibit honoring A.J. Foyt». Indy Star. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  29. Brown, Allen. «Eagle 1966 Indy car-by-car histories». OldRacingCars.com (em inglês) 
  30. «Rossi's Indy 500 winner to be presented to IMS Museum». Motorsport.com (em inglês) 
  31. «Buy This 1964 Lotus 34 And Own A Piece Of Indy History». Carscoops. 8 de agosto de 2017. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  32. «Franchitti, McLaren elected to Hall of Fame at IMS Museum». Motorsport.com (em inglês) 
  33. «IRL: New Exhibit at IMS Museum». Motorsport.com (em inglês)