Infalibilidade bíblica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Infalibilidade bíblica é a expressão teológica que descreve a crença de que a Bíblia é isenta de erros em temas de fé e prática. Há uma grande diferença com relação a doutrina da inerrância, segundo a qual a Bíblia não contém erros de espécie alguma.

Infalibilidade e inerrância[editar | editar código-fonte]

Alguns teólogos e denominações igualam a "Inerrância bíblica" a "Infalibilidade";[1] Por exemplo, o professor de teologia Stephen Davis sugere: "A Bíblia é inerrante se e somente se não fizer declarações falsas ou enganosas sobre qualquer assunto. A Bíblia é infalível se e somente se não fizer declarações falsas ou enganosas sobre qualquer questão de fé e prática. "[2]

Há uma confusão generalizada entre os círculos evangélicos e cristãos fundamentalistas de que a infalibilidade bíblica significa que "a Bíblia não pode conter erros", enquanto a inerrância implica que "a Bíblia não contém erros". Porém, o conceito de infalibilidade não tem relação com erros, mas sim com a impossibilidade de falha. Usando definições de dicionário não teológicas, Frame (2002) insiste que infalibilidade é um termo mais forte do que inerrância. Inerrante significa que não há erros; infalível significa que não há erros”. No entanto, ele concorda que “os teólogos modernos insistem em redefinir essa palavra também, de modo que na verdade diga menos do que 'inerrância'.[3] Algumas denominações que ensinam infalibilidade sustentam que os detalhes históricos ou científicos, que podem ser irrelevantes para questões de fé e prática cristã, podem conter erros.[4] Em contrasta com a doutrina da inerrância bíblica, que sustenta que os detalhes científicos, geográficos e históricos dos textos bíblicos em seus manuscritos originais são completamente verdadeiros e sem erros, embora as afirmações científicas das escrituras devam ser interpretadas pela natureza fenomenológica das narrativas bíblicas.[4]

Referências

  1. McKim, DK, Westminster dictionary of theological terms, Westminster John Knox Press, 1996.
  2. Stephen T. Davis, The Debate about the Bible: Inerrancy versus Infallibility (Westminster Press, 1977), p. 23.
  3. Frame, John M. "Is the Bible Inerrant?" IIIM Magazine Online,Volume 4, Número 19, de 13 a 20 de maio de 2002 [1]
  4. a b Geisler & Nix (1986). A General Introduction to the Bible. [S.l.]: Moody Press, Chicago. ISBN 0-8024-2916-5