K–12 (educação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre conceito educacional norte-americano. Para o álbum de estúdio da cantora Melanie Martinez, veja K-12 (álbum).
"The structure of education in the United States"

K–12 (pronuncia-se "k twelve", "k through twelve", or "k to twelve"), é uma expressão norte-americana para designar o intervalo, em anos, abrangido pelo Ensino Primário e Ensino Secundário na educação dos Estados Unidos, que é similar aos graus escolares públicos encontrados, precedendo ao ensino superior, em países como Afeganistão, Austrália, Canadá, Equador, China, Egito, Índia, Irã, Filipinas, Coréia do Sul, Turquia.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A educação pública norte-americana foi concebida em fins do XVIII. Em 1790, a Pensilvânia tornou-se o primeiro estado a impôr uma educação pública e gratuita, ainda que incipiente. Em 1805, o estado de New York aprovou lei semelhante. Em 1820, Massachusetts se tornou o primeiro estado a criar uma escola secundária gratuita, 'Boston Inglês',[2]

Os primeiros sistemas públicos K-12 apareceram no início do XIX século. Na década de 1830 e 1840, os residentes de Ohio manifestaram um interesse significativo pela idéia de educação pública. As escolas, comumente, neste ponto da história americana, adotavam uma organização que sensivelmente diferia de uma a outra, sem qualquer tentativa de uniformidade. A "Lei Escolar Akron", de 1847 mudou esta situação. Tendo o nome da cidade de "Akron", Ohio, onde, em primeiro lugar, o sistema foi concebido, esta lei, aprovada pelo Legislativo estadual, em grande parte unificou os currículos, a organização e o financiamento dos sistemas escolares locais. Embora esta lei se tenha chamado de "Lei Escolar Akron de 1847", em verdade levou dois anos em tramitação, sendo definitivamente sancionada em 1849.

"Sob a Lei Escolar Akron, um único distrito escolar devia abranger toda uma cidade. Neste distrito deveria haver um determinado número de escolas de ensino fundamental, com os alunos divididos em "graus" distintos baseados em diferenças de desempenho. Quando necessário, a diretoria da escola poderia estabelecer uma escola secundária, financiada por uma tributação adicional. A diretoria da escola, eleita pela comunidade, administraria o sistema e se encarregaria da contratação de pessoal qualificado para se desincumbir de cada uma de suas obrigações."[3]

Em 1930, todos os 50 estados aprovam leis que tornam obrigatória a educação e, em 1965, o presidente Lyndon B. Johnson assinou a Lei de Educação Primária e Secundária (ESEA), reservando parcela significativa do orçamento federal destinado a cada estado para o financiamento dos sistemais regionais de K-12. Esta lei, essencialmente, decretava o K-12 como uma lei nacional.[4]

Desde a sua criação, o K-12 tem sido muito debatido, e sobretudo tem sido alvo de inúmeras ondas de reformismo ao longo dos últimos 50 anos. Na década de 1980, a iniciativa do 'A Nation at Risk', do ex-presidente Reagan, pedia providências, exigindo que a educação pública fosse avaliada com base em padrões de qualidade, e fossem remunerados os professores com base em permanentes avaliações. Na década de 1990, o "Goals 2000 Act" e também o "Improving America´s Schools Act" previam um orçamento adicional oferecido aos estados para reforçar seus sistemas de K-12. Seguiu-se-lhes, já a partir de 2000, com o "No Child Left Behind Act" e a "Race to the Top Act", um aumento significativo no rigor das avaliações. Em 2015, o presidente Barack Obama assinou a "Every Student Succeeds Act" (ESSA), devolvendo ao governo certo poder sobre as avaliações e sobre a elaboração de normas.[5]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A expressão "K-12" é uma abreviatura usada para designar o período que vai do Kindergarten (K), situado entre os 4 ou 6 anos, até o XII grau (12), este para educandos com idade entre 19 anos para 17-, como primeiro e último Graus, respectivamente, da Educação Pública[6] nos países mencionados acima. O termo relacionado " 'P-12' " também é usado ocasionalmente na Austrália e nos Estados Unidos para se referir ao todo formado pelo K-12 e a Educação Pré-Escolar.[7][8]

A imagem acima e à direita é uma tabela ilustrativa do sistema de ensino nos Estados Unidos. A tabela mostra a progressão do sistema, começando com o sistema básico de K-12, progredindo, em seguida, até ao de ensino superior. O K-14 refere-se ao K-12, acrescido de mais dois anos de pós-secundário onde o treinamento foi recebida de instituições de formação técnica-profissional, faculdades de juniores ou comunitárias. Os números K referem-se aos anos de escolaridade e continua a avançar em conformidade com o grau procurado.[9]

Uso[editar | editar código-fonte]

O termo é amiúde usado em website escolares URL, geralmente aparecendo antes do country code top-level domain (ou nos Estados Unidos, o state top-level domain). Os termos "PK-12", "PreK-12", ou "PreK-12" são, por vezes, usados para acrescentar a significação de pré-escola.

Ele também é usado por algumas multinacionais americanas que vendem para o setor educacional,[10] como Dell, tal como a Dell onde os clientes do Reino Unido são apresentados por meio dele a fim de assinalar um segmento do mercado.[11]

P–12[editar | editar código-fonte]

Na Austrália, P–12[12] é, por vezes, usado em lugar de K–12, particularmente em Queensland, onde é um termo oficial para na grade curricular.[13] As escolas P-12 atendem crianças até os treze anos, da Pré-Escola até o décimo segundo ano,[14] sem incluir o componente pré-escolar em si mesmo. No Canadá (Nova Escócia) o P-12 é utilizado comumente em lugar de K-12 e atende aos estudantes desde o grau primário até o décimo segundo ano.

K–14, K–16, K–18 e K–20[editar | editar código-fonte]

O K–14 inclui, do mesmo modo, os Community Colleges (os primeiros dois anos da Universidade). O K–16[15] acrescenta uma graduação de quatro anos. Para simplificar um sistema taquigráfico foi criado a fim de designar os específicos níveis de educação e seu desempenho. Esta abreviação é comumente usada em artigos, publicações e legislação educacional. A seguinte lista contém os símbolos taquigráficos comumente encontrados:

  • P–14: do pré-escolar ao grau de associado
  • P–16: do pré-escolar ao bacharelado
  • P–18: do pré-escolar ao mestrado
  • P–20: do pré-escolar à pós-graduação
  • K–14: do jardim de infância ao grau de associado
  • K–16: do jardim de infância ao bacharelado
  • K–18: do jardim de infância ao mestrado
  • K–20: do jardim de infância à pós-graduação

A unidade de Carreira de Educação Técnica (CTE, em inglês - Career Technical Education) da divisão de Desenvolvimento Econômico e da preparação da Força de Trabalho do Community College da Califónia centra-se no programa de coordenação e advocacia, política de desenvolvimento e coordenação com o sistema K-18 de educação técnica e formação para o trabalho.[16][17]


A unidade do CTE do escritório da reitoria do ASCCC[18] da divisão de Desenvolvimento Econômico e da preparação da Força de Trabalho do Community College da Califónia centra-se no programa de coordenação e advocacia, política de desenvolvimento e coordenação com o sistema K-18 de educação técnica e formação para o trabalho, e é responsável pela implementação do Vocational and Technical Education Act (VTEA), assim como pela administração e coordenação daquelas atividades que diretamente afetam os objetivos das muitas agências relacionadas. Admais, a unidade do CTE é também responsável pelo desenvolvimento, divulgação e implementação do Plano Estadual da Califórnia e pelos relatórios anuais de desempenho.[19]


Outra referência ao K-18 pode ser encontrada na publicação de Ann Diver-Stamnes e Linda Catelli[20] no capítulo 4 "Universidade e Faculdades: porjetos de parceria para instituir mudanças e melhorias no sistema K-18 de Educação."

Referências

  1. Glavin, Chris (6 de fevereiro de 2014). «Education in the United States | K12 Academics». www.k12academics.com (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2018 
  2. Dustin Hornbeck (26 de abril de 2017). «papel Federal na educação tem uma longa história» (em inglês). The Conversation. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  3. «Akron School Law | Ohio History Central». www.ohiohistorycentral.org/ (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  4. Hornbeck, Dustin (26 de abril de 2017). «Federal role in education has a long history | The Conversation». www.theconversation.com (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  5. Finn Jr., Chester (14 de março de 2013). «Short History of K-12 Reform | Hoover Institute». www.hoover.org (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  6. «Online Education Programs & Schooling | K12». K12 (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2018 
  7. Heritage College Cooranbong, NSW, Australia
  8. «P–12 | US Department of Education». Consultado em 16 de setembro de 2016 
  9. «Digest of Education Statistics, 2012». nces.ed.gov. Consultado em 5 de fevereiro de 2018 
  10. «Top 14 empresas na Educação inteligente e indústria eLearning» (em inglês). TechNavio. Consultado em 23 de julho de 2018 
  11. «Dell Schools». Consultado em 4 de julho de 2011. Arquivado do original em 11 de julho de 2011 
  12. Department of Education and Training. «P-12 curriculum, assessment and reporting framework» (em inglês). education.qld.gov.au. Consultado em 23 de julho de 2018 
  13. «Estrutura curricular, avaliação e elaboração de relatórios P-12» (em inglês). governo de Queensland. Consultado em 13 de janeiro de 2020. Arquivado do original em 27 de setembro de 2018 
  14. «Why is P–12 career education important?». Department of Education and Training (Queensland). Consultado em 1 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2009 
  15. «Why we need a K-16 education system - The Hechinger Report» (em inglês). The Hechinger Report. 11 de maio de 2010. Consultado em 23 de julho de 2018 
  16. «Career Technical Education (CTE)». Consultado em 27 de agosto de 2012. Arquivado do original em 17 de outubro de 2007 
  17. «Career and Technical Education» (em inglês). California Community Colleges-Desert Regional Consortium. Consultado em 13 de janeiro de 2020. Arquivado do original em 29 de outubro de 2018 
  18. «CTE Community Collaborative : Career Technical Education (CTE)» (em inglês). berkeley city college. Consultado em 23 de julho de 2018 
  19. «Links to Other Resources». Consultado em 27 de agosto de 2012. Arquivado do original em 8 de setembro de 2012 
  20. Noble, Barnes &. «Compromisso com a Excelência: Transforming Ensino e Formação de Professores na Inner-City e Ambientes urbanos». Barnes & Noble. Consultado em 5 de fevereiro de 2018 

Outras leituras[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:


Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.