Lenilton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lenilton
Informação geral
Nome completo Lenilton José da Silva
Nascimento 11 de junho de 1962 (60 anos)
Origem Bangu, Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Pop, pop rock, música popular brasileira, Música Cristã Contemporânea
Ocupação(ões) Compositor, Músico,
Produtor musical, Cantor, Poeta
Instrumento(s) Teclado, Baixo, Bateria, Tuba
Período em atividade 1982 - atualmente
Outras ocupações Presbítero - INV de Cascadura RJ, Militar
Gravadora(s) Favoritos Evangélicos (1988 - 1990)
NS Records (1990 - 1999)
MK Music (2000 - 2002)
AB Records (2006 - 2009)
Mess Entretenimento
(2014 - 2015)
Independente
(2003 - 2005)
(2010 - 2013)
(2016 - atualmente)
Afiliação(ões) Novo Som, Rota 33, Álvaro Tito
Página oficial Site oficial

Lenilton José da Silva (Rio de Janeiro, 11 de junho de 1962) é um músico, militar, cantor e compositor de música cristã contemporânea brasileira.[1] É conhecido principalmente por ser ex-integrante da banda Novo Som da qual foi um dos fundadores e principal compositor.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1970 foi interno pela FEBEM - Fundação Estadual do Bem Estar do Menor, onde permaneceu até a idade de 18 para 19 anos. Em 1981 saiu para servir as forças armadas nas fileiras da Força Aérea Brasileira, onde seguiu carreira e chegou ao posto de Sub Oficial e foi contramestre de música. Iniciou carreira artística em 1973, quando aos onze anos ingressou na banda do colégio interno onde estudava. No ano de 1977, ao lado de outros alunos e funcionários da escola, formou o conjunto de baile do colégio. Converteu-se ao evangelho no ano de 1981.[3]

Tocou no grupo Sonata, da Igreja Batista de Padre Miguel (IBPM), até que, em 1982, ao lado de Alex Gonzaga, criou o grupo Novo Som, um dos mais populares da música evangélica, com o qual lançou 11 discos. O primeiro disco, Um Novo Som para Cristo, foi lançado em 1988 pela gravadora Favoritos Evangélicos.[4] De 1990 a 1999, com o grupo Novo Som, gravou oito discos pelo selo NS Records, incluindo os sucessos evangélicos Pra Você, Meu Universo e Não é o Fim. Em 2000, Novo Som foi contratado pela gravadora MK Music, pela qual lançou ainda mais dois trabalhos inéditos, Herói dos heróis e Um Dia a Mais, sendo este último, o derradeiro álbum de Lenilton como integrante da banda Novo Som, lançado em 2002.[5]

Em 2004, Lenilton formou a banda Rota 33[6], com Adriano (voz), Jorjão Barreto (teclados e vocal), Valmir Aroeira (guitarra e vocal), Moisés Costa (violão e vocal), Dilson Villa Nova (Bateria e vocal).[7] Juntamente com o Rota 33, lançou o primeiro CD do grupo em 2006 intitulado Inabalável, destacando-se com o hit "Pra voltar atrás", de autoria sua em parceria com o cantor Val Martins.[8] A canção foi inserida no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira como obra brasileira reconhecida[9].

No decorrer de 2009, após 6 anos de sua saída do Novo Som, Lenilton libera uma nova composição romântica para a banda, a qual fez parte do repertório o CD Estação de Luz.[10]

Em 2011, Lenilton grava o projeto Para Sempre: Lenilton & Amigos[11] com antigas composições suas da época do Novo Som em novas versões interpretadas por Leonardo Gonçalves, Álvaro Tito, Sérgio Lopes, Michael Sullivan, Marquinhos Gomes, Rosanah Fienngo, Mattos Nascimento, Raquel Mello e Rota 33.[12]

Em 2013, com o lançamento da coletânea Novo Som para Sempre, em 3 (três) volumes pela gravadora Mess Entretenimento,[13] Lenilton é convidado para fazer uma participação especial na gravação do DVD 25 Anos - Escrevendo Histórias em comemoração aos 25 anos de carreira da banda.[14]

No ano de 2014, Lenilton libera uma composição inédita em parceria com Val Martins chamada Espelho para este projeto com o Novo Som. A canção foi lançada como single nas plataformas digitais e também contou um lyric vídeo em parceria com a Mess Entretenimento[15].

Em agosto de 2015, Lenilton divulga uma nota oficial em sua página pessoal no Facebook com o intuito de esclarecer as polêmicas que até hoje envolvem sua saída da banda. Na nota, o músico falou sobre os atritos que ele sofreu por parte de alguns membros do grupo e também sobre sua decisão de extinguir toda e qualquer parceria musical sua com o Novo Som, inclusive, proibindo a banda de executar suas composições a partir daquela data.[16]

Em 2016, Lenilton, Marcos Kinder, Val Martins e Sérgio Knust anunciaram a formação da banda KSLV, o primeiro supergrupo surgido no meio evangélico, ou seja, uma banda formada por músicos famosos que passaram por outros projetos[17].Em Outubro do mesmo ano, lançam o álbum Conceito contendo dez faixas, assinadas pelos músicos.[18] O projeto foi interrompido em 2018 devido falecimento de Sérgio Knust em um acidente.[19]

Em 2019 nasce o projeto Lenilton, Natinho & Cia, juntos com Leynho e Dilson Villanova na missão de resgatar a música cristã dos anos 80/90 de forma contemporânea, levando a identidade sem perder o foco do evangelismo pela música. Neste ano lançaram o remake da música Deixa Brilhar a Luz e as inéditas Dá pra Voltar a Sorrir e O Som do Coração. Em 2020 lançam o remake de Em Nome da Paz e a inédita O Caminho do Sol (Ele Vive)[20].

Através de suas diversas composições e parcerias musicais, Lenilton teve seu nome inserido no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira[21], obra que reúne autores, intérpretes, grupos e artistas consagrados da música popular brasileira[22].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Novo Som[editar | editar código-fonte]

Rota 33[editar | editar código-fonte]

Lenilton & Amigos[editar | editar código-fonte]

KSLV[editar | editar código-fonte]

Lenilton, Natinho e Cia[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

Novo Som[editar | editar código-fonte]

KSLV[editar | editar código-fonte]

Lenilton, Natinho e Cia[editar | editar código-fonte]

Prêmios Coletivos e Individuais[editar | editar código-fonte]

  • Troféu Imprensa, da Folha Cristã como Melhor Banda Gospel de 1994
  • Melhor Capa em LP de 1994 (disco "Luz")
  • Melhor Banda de 1995, pela revista Folha Cristã
  • Disco de Ouro, como Melhor Música ("Escrevi" de autoria de Lenilton), de 1995
  • Troféu Imprensa, da Rádio 105 FM, como Melhor Banda de 1995
  • Troféu Imprensa, da Rádio 105 FM, como Melhor Compositor 1995
  • Prêmio de Melhor Banda de 1995, da Rádio Cidade FM, de Belo Horizonte
  • Prêmio de Melhor Banda de 1999, da Rádio Cidade FM, de Belo Horizonte
  • Disco de Ouro, pela tiragem inicial de 100 mil cópias do álbum Herói dos Heróis
  • Disco de Ouro - Um Dia a Mais (álbum de Novo Som) de 2002 (Mais de 60 mil cópias vendidas)

Parcerias e composições cedidas a outros artistas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Dados Artísticos: Lenilton». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 12 de abril de 2014 
  2. «Dados Artísticos: Novo Som». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 12 de abril de 2014 
  3. «Biografia: Lenilton». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 12 de abril de 2014 
  4. Elvis Tavares. «Os 20 anos do Novo Som». Efrata Music. Consultado em 12 de abril de 2014 
  5. «Entrevista com Lenilton sobre sua saída do Novo Som (Universo Musical)». Universomusical.com.br. Consultado em 12 de abril de 2014 
  6. «Começando tudo outra vez - Entrevista com Lenilton (Universo Musical)». Universomusical.com.br. Consultado em 15 de janeiro de 2013 
  7. Marcos Bin. «Entrevista com Lenilton sobre a banda Rota 33 (Universo Musical)». Universomusical.com.br. Consultado em 12 de abril de 2014 
  8. «Release cd "Inabalável" (Rota 33)». Casa Gospel. Consultado em 29 de março de 2013 
  9. «Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira». Dicionário MPB. Consultado em 16 de abril de 2021 
  10. «Notícia sobre o lançamento do CD "Estação de Luz"». Jornal Gospel News. jornalgospelnews.com.br. Consultado em 15 de janeiro de 2013 
  11. «Lenilton regrava sucessos que fez para o Novo Som ao lado de grandes nomes do Gospel nacional». Supergospel. Supergospel. Consultado em 15 de janeiro de 2013 
  12. «Canções que ultrapassam gerações». Gospel no Divã. Gospel no Divã. Consultado em 15 de janeiro de 2013 
  13. Redação Supergospel. «Novo Som prepara show exclusivo para internet». Portal Super Gospel. Consultado em 12 de abril de 2014 
  14. Tiago Chagas. «Novo Som fará show online com formação original em comemoração aos 25 anos da banda». Gospel Mais. Consultado em 12 de abril de 2014 
  15. «Novo Som lança lyric vídeo da nova música - Espelho». SuperGospel. 11 de janeiro de 2015. Consultado em 16 de abril de 2021 
  16. «Lenilton desabafa e proíbe Novo Som de tocar suas músicas». O Propagador. Consultado em 26 de agosto de 2015. Arquivado do original em 28 de agosto de 2015 
  17. «Lenilton e convidados anuncia supergrupo - KSLV». SuperGospel. 26 de maio de 2016. Consultado em 16 de abril de 2021 
  18. «KSLV lança álbum de estreia - Conceitos». SuperGospel. 17 de outubro de 2016. Consultado em 16 de abril de 2021 
  19. «Parentes, amigos e fãs se despedem de Sérgio Knust». G1. 11 de dezembro de 2018. Consultado em 16 de abril de 2021 
  20. «Lenilton, Natinho e Cia lançam novo single». Interação Gospel. 15 de agosto de 2020. Consultado em 16 de abril de 2021 
  21. «Dicionário Cravo Albin - Lenilton». Dicionário MPB. Consultado em 16 de abril de 2021 
  22. «Instituto Cultural Cravo Albin». institutocravoalbin.com.br. Consultado em 16 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]