Lista de jogos eletrônicos banidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Essa é uma lista com jogos eletrônicos que foram banidos. Alguns jogos foram relançados ou modificados para serem lançados nos territórios.

Alemanha[editar | editar código-fonte]

Austrália[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

  1. Blood (Banido por impacto de muita violência)
  2. Bully Scholarship Edition teve seu banimento revogado.[1]
  3. Carmageddon (Banido por impacto de muita violência)[1]
  4. Counter-Strike (Banido por impacto de muita violência)[1]
  5. Doom (Banido por impacto de muita violência)[1]
  6. Duke Nukem 3D (Banido por impacto de muita violência)
  7. EverQuest (Banido por moralidade corrompedora de menores)[1]
  8. Grand Theft Auto:Episodes From Liberty City.(Banido por direitos autorais)[1]
  9. Mortal Kombat (Banido por impacto de muita violência)
  10. Postal (Banido por impacto de muita violência)[1]
  11. Requiem: Avenging Angel (Banido por impacto de muita violência)

China[editar | editar código-fonte]

Coreia do Sul[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • The Guy Game (Banido por acusação de pornografia infantil)

Irlanda[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

México[editar | editar código-fonte]

Nova Zelândia[editar | editar código-fonte]

Singapura[editar | editar código-fonte]

  • Mass Effect (Banido por causa do encontro lésbico entre uma humana e uma extraterrestre, o banimento foi depois revogado)
  • The Darkness (Banido por violência excessiva)
  • a b c d e f g techtudo.com.br/ Lista reúne sete jogos polêmicos que foram proibidos no Brasil