Lista de prefeitos de Ribeirão Preto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Prefeito de Ribeirão Preto
BrasaoRibeiraoPreto.svg
Brasão de Ribeirão Preto
Duração Quatro anos com direito a uma reeleição
Criado em 1902
Primeiro titular Manoel Aureliano de Gusmão
Sucessão Através de sufrágio universal direto
Vice Carlos Cezar Barbosa
Website ribeiraopreto.sp.gov.br

Esta é uma lista dos prefeitos do município de Ribeirão Preto desde o perído imperial até os dias atuais.

O atual prefeito de Ribeirão Preto é Duarte Nogueira, do PSDB, eleito em 2º Turno,[1] no dia 30 de outubro de 2016[2], nas eleições municipais de 2016.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A história dos prefeitos de Ribeirão Preto se iniciou com os Presidentes da Câmara Municipal tendo poderes executivos, e isto durou de 1874 a 1892[3]. Depois, entre 1892 a 1902, a Câmara Municipal recebeu o nome de Casa de Intendências, e os prefeitos passaram a ser nomeados Intendentes. Posteriormente, entre 1902 e 1930, os governantes da cidade foram chamados de Prefeito. Durante a maior parte do governo getulista, sob ditadura, o cargo máximo de Ribeirão Preto recebeu o nome de Prefeito Interventor, no período que foi de 1930 a 1947. A partir de 1948, e desde então, o governante máximo da cidade é chamado de Prefeito.

Quem ocupa este cargo, dirige a cidade, desde 1917, do Palácio do Rio Branco, sede da prefeitura municipal.

Dados históricos[editar | editar código-fonte]

Com quatro mandatos, Welson Gasparini é o prefeito que mais vezes esteve a frente da prefeitura de Ribeirão Preto.[3] Depois de Gasparini, seguem: Fernando Ferreira Leite, Marciano Antônio de Mello e João Rodrigues Guião, ambos com três mandatos.

Os prefeitos que mais tempo ficaram a frente de Ribeirão Preto foram:

  • Welson Gasparini: 13 anos
  • Antônio Duarte Nogueira: 10 anos
  • Joaquim Macedo Bittencourt: 10 anos
  • João Rodrigues Guião: 9 anos
  • Alfredo Condeixa Filho: 8 anos
  • Fábio de Sá Barreto: 8 anos
  • Dárcy da Silva Vera: 8 anos

Os prefeitos que menos tempo ficaram a frente de Ribeirão Preto foram:

  • Glaucia Berenice: 18 dias (entre 14 e 31 de dezembro de 2016), assumiu oficialmente como prefeita.
  • Marcus Berzoti: 12 dias (entre 2 e 14 de dezembro de 2016), não assumiu o cargo oficialmente.

Marciano Antônio de Mello foi o primeiro homem a comandar Ribeirão Preto por três mandatos. Presidente da Câmara na época em que o mesmo assumia a função de prefeito da cidade, ele governou o município em 1892. Voltou a ser prefeito em 1893, desta vez como Intendente (mesmo cargo de prefeito, só que com outro nome). Em 1896, Marciano Antônio de Mello voltou a ser intendente, se tornando o primeiro prefeito a assumir 3 mandatos em Ribeirão Preto.

Joaquim Macedo Bittencourt foi o primeiro prefeito a assumir duas vezes seguidas o cargo no município. Eleito pela primeira vez em 1911, Bittencourt comandou a cidade até 1914, mesmo ano em que foi reeleito, ficando no cargo de 1914 a 1920.

Por duas vezes pai e filho foram prefeitos de Ribeirão Preto:

Welson Gasparini foi o primeiro prefeito da cidade, e até o momento o único, que conseguiu se eleger para quatro mandatos. Gasparini foi eleito pela primeira vez em 1964, ficando no cargo até 1969. Voltou a prefeitura em 1973, ficando até 1977. Em 1989, foi eleito pela terceira vez prefeito, onde ficou até 1992. Voltou ao Palácio do Rio Branco em 2005, onde ficou até 2008, ano em que ainda tentou a quinta reeleição, mas não obteve exito.

Dárcy da Silva Vera entrou para história sendo a primeira mulher a ser eleita prefeita de Ribeirão Preto. Em 2012, novamente ela entrou para história como a primeira mulher reeleita, e ainda por cima de forma consecutiva, prefeita da cidade, além de ser a primeira prefeita(o) reeleita consecutivamente por partidos diferentes. Também foi a primeira pessoa a ser presa durante o exercício da função de prefeito em Ribeirão Preto e ser afastada do cargo, não terminando o mandato.

Glaucia Berenice dos Santos Silva tornou-se a segunda mulher a ser prefeita de Ribeirão Preto e a que menos ocupou o cargo (18 dias, entre 14 e 31 de dezembro de 2016). Após a prisão e afastamento da prefeita titular, Dárcy Vera, e a renúncia do vice-prefeito eleito da cidade, Marinho Sampaio, Glaucia Berenice tornou-se a primeira na linha de sucessão do cargo, pois era presidente interina da Câmara Municipal de Vereadores. Ela assumiu o cargo para terminar o mandato de Dárcy Vera.

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

Prefeito Partido Período do mandato Referências e notas
Período imperial (1822–1889)
1 João Gonçalves dos Santos 1874 [nota 1]
[nota 2]
2 Venâncio José dos Reis 1874 a 1877 [nota 3]
3 Luiz Herculano de Souza Junqueira 1877 a 1881 [nota 3]
4 Joaquim Estanislau da Silva Gusmão 1881 e 1883 [nota 3]
5 Luiz Antônio da Cunha Junqueira 1883 a 1887 [nota 3]
6 Joaquim da Silva Gusmão 1887 a 1889 [nota 3]
Período republicano (1889–presente)
7 Públio Constâncio de Mello 1890 a 1891 [nota 4]
[3]
8 Antônio Penteado 1891 [nota 3]
9 Fernando Ferreira Leite 1891 a 1892 [nota 3]
10 Virgílio Fonseca Nogueira 1892 [nota 3]
11 Marciano Antônio de Mello 1892 [nota 3]
12 Antônio Silvério de Alvarenga 1892 [nota 3]
13 Arthur Diederichsen 1892 a 1893 [nota 5]
14 Marciano Antônio de Mello 1893 a 1894 [nota 5]
15 Fernando Ferreira Leite 1895 [nota 5]
16 Marciano Antônio de Mello 1896 [nota 5]
17 Luiz Baptista da Silva 1896 [nota 5]
18 Fernando Ferreira Leite 1897 [nota 5]
19 Joaquim Estanislau da Silva Gusmão 1898 [nota 5]
20 Joaquim Alfredo de Siqueira 1898 a 1901 [nota 5]
21 Jeferson Barreto 1902 [nota 5]
22 Manoel Aureliano de Gusmão 1902
23 Floriano Leite Ribeiro 1903 a 1904
24 Ricardo Guimarães 1905
25 Joaquim Vieira de Souza 1906
26 Augusto Ribeiro Loyola 1907
27 Renato Jardim 1908
28 João Pedro da Veiga Miranda 1908 a 1909
29 Luiz Baptista Júnior 1910 a 1911
30 Joaquim Macedo Bittencourt 1911 a 1914
31 Joaquim Macedo Bittencourt 1914 a 1920
32 João Rodrigues Guião 1920 a 1923
33 João Rodrigues Guião 1923 a 1926
34 Joaquim Camilo de Moraes Mattos 1926
35 José Martiniano da Silva 1926 a 1929
36 João Rodrigues Guião 1929 a 1930
37 Fernando Costella Simões 1930
38 Albino Camargo Neto 1930
39 Teófilo Siqueira 1930
40 Antônio Engracia Garcia 1930
41 João Emboaba da Costa 1930
42 Eduardo Leite Ribeiro 1930 a 1932 [nota 6]
43 André Veríssimo Rebouças 1933 [nota 6]
44 Ricardo Guimarães Sobrinho 1933 a 1936 [nota 6]
45 Fábio de Sá Barreto 1936 a 1944 [nota 6]
46 Alcides de Araújo Sampaio 1945 [nota 6]
47 Luiz Augusto Gomes de Mattos 1946 [nota 6]
48 Luiz Gonzaga Pereira Seixas 1946 [nota 6]
49 Nelson Rodrigues Nóbrega 1946 [nota 6]
50 Antônio Rodrigues da Silva 1946 [nota 6]
51 Rubem Aloísio Moreira 1947 [nota 6]
52 Jarbas Vieira de Souza 1947 [nota 6]
53 José de Magalhães 1948 a 1951
54 Alfredo Condeixa Filho 1952 a 1955
55 José Costa 1955
56 Costábile Romano 1955 a 1959
57 Áureo Norberto da Silva 1959
58 Alfredo Condeixa Filho 1960 a 1964
59 Welson Gasparini 1.º de janeiro de 1964 a 31 de janeiro de 1969
60 Antônio Duarte Nogueira ARENA 1.º de fevereiro de 1969 a 31 de janeiro de 1973
61 Welson Gasparini 1.º de fevereiro de 1973 a 31 de janeiro de 1977
62 Antônio Duarte Nogueira ARENA 1.º de fevereiro de 1977 a 31 de janeiro de 1983
63 João Gilberto Sampaio PMDB 1.º de fevereiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988 [nota 7]
64 Welson Gasparini PDC 1.º de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992 [nota 7]
65 Antonio Palocci Filho PT 1.º de janeiro de 1993 a 31 de dezembro de 1996 [nota 7]
66 Luiz Roberto Jábali PSDB 1.º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2000 [nota 7]
67 Antonio Palocci Filho PT 1.º de janeiro de 2001 a 31 de março de 2002 [nota 8]
68 Gilberto Sidnei Maggioni 31 de março de 2002 a 31 de dezembro de 2004 [nota 9]
[4]
69 Welson Gasparini PSDB 1.º de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008 [nota 7]
70 Dárcy da Silva Vera DEM 1.º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012 [nota 7]
[nota 10]
PSD 1.º de janeiro de 2013 a 1.º de janeiro de 2017 [nota 7]
71 Antônio Duarte Nogueira Júnior PSDB 1.º de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2020 [nota 7]

Notas

  1. Primeiro Presidente da Câmara Municipal com poderes executivos.
  2. Renunciou ao cargo em 1874 para ser juiz municipal.[3]
  3. a b c d e f g h i j Presidente da Câmara Municipal com poderes executivos.
  4. Primeiro prefeito de Ribeirão após a Proclamação da República.
  5. a b c d e f g h i Intendente.
  6. a b c d e f g h i j k Prefeito Interventor.
  7. a b c d e f g h Prefeito eleito.
  8. Prefeito eleito. Renunciou ao cargo para assumir o cargo de Ministro da Fazenda no governo Lula.
  9. Vice-prefeito eleito. Assumiu o cargo de Prefeito após a renúncia do titular.
  10. Dárcy da Silva Vera foi afastada ao ser presa no dia 2 de dezembro de 2016[5] pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP), durante a segunda fase da Operação Sevandija.[6] Marcus Vinicius Berzoti Ribeiro, então Secretário de Governo, após a prisão e afastamento da prefeita titular, assumiu o cargo apenas para manter o expediente da prefeitura.[7] A principio, Berzoti comandaria a prefeitura por 14 dias,[8] mas, em 6 de dezembro de 2016, quatro dias após assumir o cargo, o vice-prefeito eleito da cidade, Marinho Sampaio, foi convocado oficialmente para assumir o posto. A convocação foi feita pela presidente interina da Câmara dos Vereadores,[9] Glaucia Berenice, mas Marinho Sampaio apresentou sua renuncia no mesmo dia.[10][9][11] Com a renúncia de Marinho Sampaio, Marcus Berzoti voltou ao cargo de prefeito provisório, no qual permaneceu até ser substituído definitivamente[12] pela presidente interina da Câmara de Vereadores, Glaucia Berenice, em 14 de dezembro de 2016.[13]

Referências

  1. «Divulgação de resutados de eleições». Tribunal Superior Eleitoral. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  2. «Resultado da apuração das Eleições 2016 em Ribeirão Preto para prefeito e vereador». G1. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  3. a b c d «Prefeitos de Ribeirão Preto». Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  4. «ene na Câmara Municipal, em comemoração aos 40 anos da FFCLRP-USP» (PDF). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Outubro de 2004. Consultado em 20 de novembro de 2017 
  5. «Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, é presa na segunda fase da Sevandija». G1. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2016 
  6. «Prefeita de Ribeirão Preto (SP) é presa por desvio de dinheiro público». G1 - Bom Dia Brasil. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  7. Virdes, Gabriela (2 de dezembro de 2016). «Com prisão de Dárcy, Marcus Berzoti assume comando da prefeitura». ACidade ON. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  8. «Marcus Berzoti, secretário de Governo, assumirá expediente da prefeitura». Revista Revide. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  9. a b Alcântara, Wesley (6 de dezembro de 2016). «Marinho Sampaio renuncia à Prefeitura de Ribeirão Preto». Consultado em 22 de novembro de 2017 
  10. «Marinho Sampaio protocola pedido de renúncia». Revista Revide. 6 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  11. Tiengo, Rodolfo (6 de dezembro de 2016). «Vice-prefeito de Ribeirão renuncia; juiz deverá assumir cidade, diz Câmara». G1. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  12. «Vereadora Gláucia Berenice (PSDB) assume a prefeitura de Ribeirão Preto, em SP». Jornal Estado de Minas. 14 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  13. «Presidente interina da Câmara vai assumir Prefeitura de Ribeirão Preto». G1. 13 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de novembro de 2017