Manequinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estátua no Rio de Janeiro.

Manequinho é o nome popular de uma estátua que está situada no Rio de Janeiro, em frente à sede do clube Botafogo de Futebol e Regatas. Representa um menino urinando e foi inspirada pelo Manneken Pis, que enfeita uma esquina de Bruxelas, na Bélgica. Em 2002 a estátua foi tombada como patrimônio pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

Manneken Pis, a estátua original belga.

Com 1 metro de altura, a estátua foi esculpida, originalmente, em 1908, por Belmiro de Almeida, e esteve instalada na Praça Floriano, no Rio de Janeiro, até 1927, quando foi transferida, por ser considerada uma afronta aos bons costumes, para a praia de Botafogo, próximo à sede do Mourisco do então Clube de Regatas Botafogo.

Mascote do Botafogo[editar | editar código-fonte]

A imagem passou a ser relacionada ao alvinegro no Campeonato Carioca de 1957, quando um torcedor vestiu a estátua com a camisa do Botafogo. A partir daí, torcedores consideram-na como mascote e toda vez que o Botafogo é campeão a estátua é vestida novamente. Contudo, em 1990, a estátua foi roubada e destruída. Uma nova estátua foi então executada pela fundição de Amadeu Zani, a partir do molde original de Belmiro de Almeida, e instalada em 1993.[1] . Em 1994, o Manequinho foi finalmente transferido para a praça em frente ao palacete de General Severiano, retomado pelo clube naquele ano.

Remoção e adoção[editar | editar código-fonte]

Em 2008, após um ato de vandalismo roubaram a peça de seu órgão sexual,[2] a estátua foi levada para restauração. Na data de sua recolocação, no início de novembro daquele ano, o Botafogo assumiu a manutenção do monumento.[3]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.