Maria da Prússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2019). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes está sujeito a remoção.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maria
Princesa da Prússia
Retrato por Joseph Karl Stieler, 1843
Rainha Consorte da Baviera
Reinado 28 de março de 1848
a 10 de março de 1864
Predecessora Teresa de Saxe-Hildburghausen
Sucessora Maria Teresa da Áustria-Este
 
Marido Maximiliano II da Baviera
Descendência Luís II da Baviera
Oto da Baviera
Casa Hohenzollern (por nascimento)
Wittelsbach (por casamento)
Nascimento 15 de outubro de 1825
  Berliner Stadtschloss, Berlim, Prússia
Morte 17 de maio de 1889 (63 anos)
  Castelo de Hohenschwangau, Schwangau, Baviera
Enterro Theatinerkirche, Munique, Alemanha
Pai Guilherme da Prússia
Mãe Maria Ana de Hesse-Homburgo
Religião Catolicismo
(anteriormente Protestantismo)

Maria Frederica Francisca Edviges da Prússia (Berliner Stadtschloss, 15 de outubro de 1825Castelo de Hohenschwangau, 17 de maio de 1889) foi a rainha consorte da Baviera e a mãe dos reis Luís II e Oto. Entre outros, foi retratada por Stieler, e exposta na galeria da beleza.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ela era a quarta e última filha do príncipe Guilherme da Prússia, filho de Frederico Guilherme II da Prússia, e de sua esposa, Maria Ana de Hesse-Homburgo. Em 12 de outubro de 1842, ela casou-se com o príncipe herdeiro da Baviera, o futuro Maximiliano II.

Maria era igualmente popular entre as populações católica e protestante. Na época, a Prússia era predominantemente protestante, enquanto que quase toda a Baviera era católica. Talvez essa grande adoração pública tenha acontecido em função da reativação da Associação das Mulheres Bávaras, ocorrida em 18 de dezembro de 1869, com a ajuda de seu filho, Luís II. A associação tinha como objetivo assistir soldados feridos e doentes. A Cruz Vermelha Bávara foi fundada logo depois, sob o comando da rainha.

Com a morte inesperada de Maximiliano II da Baviera, em 10 de março de 1864, Maria tornou-se uma viúva. Em 12 de outubro de 1874, ela converteu-se ao catolicismo.

Em seus últimos anos, viveu isolada em sua propriedade de campo, em Elbigenalp, e no castelo de Hohenschwangau, perto de Füssen, onde morreu em 1889. Seu corpo está enterrado em Theatinerkirche, Munique, ao lado de seu marido.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria da Prússia
Maria da Prússia
Casa de Hohenzollern
15 de outubro de 1825 – 17 de maio de 1889
Precedida por
Teresa de Saxe-Hildburghausen
Coat of Arms of Marie of Prussia, Queen of Bavaria (Order of Maria Luisa).svg
Rainha Consorte da Baviera
28 de março de 1848 – 10 de março de 1864
Sucedida por
Maria Teresa da Áustria-Este


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.