Mena Barreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Menna Barreto[1] é uma tradicional família brasileira do Rio Grande do Sul, que se difundiu politicamente e militarmente pelo Brasil, desde os fins do Brasil enquanto colônia do Império Português (1530-1815), passando pelo Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves (1815-1822), pelo Império do Brasil (1822-1889), até a atual República brasileira (1889-).

A formação da família começa com o casamento de D. Francisca Veloso da Silveira e o coronel Francisco Barreto Pereira Pinto, este, filho do capitão-mor Manuel dos Santos Barreto e Madalena Maria Pereira Pinto, ambos portugueses; e avô do marechal Sebastião Barreto Pereira Pinto. Um dos filhos do casal, João de Deus Menna Barreto, visconde de São Gabriel, casa-se com D. Rita Bernarda Cortes de Figueiredo Menna, viscondessa consorte de São Gabriel, e adota o último sobrenome de sua esposa, passando a se chamar João de Deus Menna Barreto, e transmitindo o nome Menna Barreto à descendência. Sua esposa também passa a assinar Menna Barreto.

A família é aparentada com diversas famílias tradicionais do Rio Grande do Sul, inclusive com a família Correia da Câmara, proprietária do Solar dos Câmara, em Porto Alegre, e com a família Palmeiro da Fontoura, proprietária do Solar Palmeiro, também em Porto Alegre.

Radicados no Rio Grande do Sul como estancieiros, por terem recebido sesmarias da Coroa portuguesa no século XVIII, alguns Menna Barreto, posteriormente, viriam a receber títulos nobiliárquicos da nobreza do Império do Brasil, após prestarem importantes serviços ao Império enquanto nação, e, por sua vez, as Suas Majestades Imperiais os imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II, e demais membros da família imperial brasileira.

Vários Menna Barreto seguiram a carreira militar, tendo uma grande tradição no Exército Brasileiro. Historicamente, a família detinha diversas estâncias no Rio Grande do Sul, algumas das quais ainda pertencem a membros da família.

Alguns Menna Barreto:

Notas

  1. Segundo a ortografia arcaica o sobrenome seria Menna Barreto.