Miguel d'Escoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miguel d'Escoto Brockmann2.jpg

Miguel d’Escoto Brockmann (Los Angeles, 5 de fevereiro de 1933) é um padre católico (Maryknoll) e diplomata da Nicarágua.

Foi Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, empossado em setembro de 2008 e foi sucedido pelo diplomata líbio Ali Abdussalam Treki, em setembro de 2009. Nos anos 1980, recebeu a suspensão a divinis pela sua participação no governo sandinista nicaraguense, mas em 2014 teve parecer favorável do Papa Francisco para a revogação dessa suspensão.[1]

Referências