Mitologia lusitana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Mitologia Lusitana é a mitologia dos Lusitanos, povo proto-indo-europeu do oeste da Península Ibérica, no território que compreende a maior parte da Portugal, Galícia, Extremadura e uma pequena parte de Salamanca.

As divindades lusitanas influenciaram fortemente todas as práticas religiosas do oeste da Ibéria, nomeadamente na Galécia. Eles se misturaram com divindades Romanas depois que a Lusitânia foi conquistada.[1] Recentemente, um substrato vascônio está começando a ser reconhecido.[2]

Os deuses lusitanos estiveram em síntese, quer com os celtas, quer com os romanos. Os lusitanos adotaram os cultos de ambas as civilizações, influenciando deste modo as crenças locais. Algumas divindades lusitanas foram assimiladas pelos romanos.

Deuses[editar | editar código-fonte]

Outras divindades[editar | editar código-fonte]

Cultos[editar | editar código-fonte]

Culto às aquae sanctae. Culto às fragas e rochas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Katia Maia-Bessa and Jean-Pierre Martin (1999)
  2. Encarnação, José d’. 2015. Divindades indígenas sob o domínio romano em Portugal. Second edition. Coimbra: Universidade de Coimbra.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]