Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica
{{{imagealttext}}}
Igreja lusitana na Rua das Janelas Verdes, em Lisboa.
Classificação Protestantismo
Orientação Anglicana
Teologia Calvinista
Política Episcopal
Moderador Bispo Jorge Pina Cabral
Líder Coat of arms of Justin Welby, 105th Archbishop of Canterbury.svgRev.Justin Welby
Associações Comunhão Anglicana (Igreja extra-provincial)
Comunhão de Porvoo
Área geográfica Portugal Portugal
Sede Lisboa, Portugal Portugal
Origem 1880
Congregações 14
Membros 5.000
Site oficial http://www.igreja-lusitana.org/
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica

A Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica é a diocese extra provincial da Comunhão Anglicana em Portugal.[1] O atual bispo diocesano da Igreja lusitana é Jorge Pina Cabral. A Igreja está em plena comunhão com o Arcebispo de Cantuária.

História[editar | editar código-fonte]

Alguns pastores anglicanos ingleses e norte-americanos que passaram por Lisboa em 1839 e 1868, junto com alguns padres e leigos católicos romanos que rejeitaram os dogmas do Concílio Vaticano I (1869-70) conduziram ao estabelecimento da Igreja lusitana em 1880. Adotou originalmente uma tradução do Livro de Oração Comum de 1662. Desde o princípio a Igreja foi ajudada pela Igreja Episcopal dos Estados Unidos.

Do começo que a Igreja foi auxiliada por um conselho dos bispos presidido pelo Lord Plunkett, nesta época bispo da diocese de Meath, na Irlanda. O primeiro bispo português foi consagrado em 1958.

A integração total ocorreu em 1980 quando a Igreja se transformou um diocese extraprovincial sob a autoridade do Arcebispo da Cantuária.

Bispos[editar | editar código-fonte]

  1. Henrique Riley (1880) - Presidente do primeiro sínodo;
  2. Joaquim Santos Figueiredo (1922) - Não chegou a ser consagrado;
  3. António Ferreira Fiandor (1958-1961) - Primeiro bispo a ser consagrado;
  4. Luís Rodrigues Pereira (1962-1979);
  5. Fernando da Luz Soares (1980-2013);
  6. José Jorge Tavares de Pina Cabral (2013-).

Organização[editar | editar código-fonte]

De acordo com o seu website, a Igreja lusitana constitui uma diocese com a seguinte organização:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cabral, Joana dos Santos de Pina. A Igreja Lusitana: reforma católica em Portugal?. Porto: F.L.U.P. (mimeografado), 1995;
  • Igreja Lusitana. Esboço da história da Igreja Lusitana. Vila Nova de Gaia: Sínodo da I.L.C.A.E., 1949
  • Noyes, Henry Edwar. Church reform in Spain and Portugal: a short history of the Reformed Episcopal Churches of Spain and Portugal, from 1868 to the present time. Londres: 1897.

Referências

  1. Office, Anglican Communion. «Anglican Communion: Member Church». Anglican Communion Website (em inglês). Consultado em 25 de novembro de 2020