Igreja Cristã Maranata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Igreja Cristã Maranata
Presbitério Espírito-Santense
{{{imagealttext}}}
Classificação Protestante
Orientação Pentecostal
Área geográfica Internacional, com maior concentração de fiéis e templos nas Américas, Europa e Ásia. Presente em mais de 100 países.
Origem janeiro de 1968 (50 anos)
Vila Velha, Estado do Espírito Santo, Brasil
Congregações Mais de 5 mil templos (Brasil)
Membros 1 561 021 membros (Brasil)[1]
Site oficial www.igrejacristamaranata.org.br

A Igreja Cristã Maranata - Presbitério Espírito Santense (ICM), ou Igreja Cristã Maranata, é uma igreja evangélica com orientação Pentecostal com sede na cidade de Vila Velha, Espírito Santo. Fundada em janeiro 1968, a igreja contava em 2010 com mais de 350 mil seguidores em todo o país.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Igreja Cristã Maranata é fruto de uma cisão que ocorreu na década de 1960 no Brasil, quando fiéis de diversas igrejas protestantes tradicionais começaram a ter experiências com línguas estranhas.[3] As igrejas Reformadas creem na doutrina do Batismo com o Espírito Santo e nos dons espirituais, citados pelo Apóstolo Paulo, no capítulo 12 da primeira carta aos Coríntios (I Coríntios 12:). O que estes protestantes históricos não creem é que haja nos dias atuais a 'contemporaneidade dos dons', ou seja, que este dons se manifestem hoje na igreja contemporânea. Os Reformados Históricos são Cessacionistas.[4] Eles não creem que alguém fale em línguas estranhas nos dias de hoje, como descritos neste capítulo 12 de I Coríntios. Isto não quer dizer que não creem no poder de Deus, mas que, simplesmente Deus não usa mais este meio, tendo em vista que o próprio apóstolo Paulo afirma que: "O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza... faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete". (I Cor. 14:4) e ainda: "Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar (pregar). Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza (pregar) fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza (lembra o povo do caminho a seguir, prega) edifica a igreja". I Coríntios 14:1-4 .[5]

Os Reformados, ou protestantes tradicionais (históricos), não fazem teologia em experiencias pessoais de indivíduos, mas parte de um exegese e uma hermenêutica mais profunda, na qual a Bíblia interpreta a própria Bíblia.

Dito isto,tem-se início da Igreja Cristã Maranata com membros oriundos da Igreja Presbiteriana de Vila Velha, entre 1967 e 1968, quando iniciaram-se as primeiras reuniões da igreja, tendo como seu primeiro nome "A porta", pois, os fiéis se reuniam dentro de um apartamento no bairro Divino Espírito Santo, em Vila Velha (Espírito Santo).[6]

Em 1968 formalizou-se a igreja em Itacibá, na vizinha Cariacica. De forma paralela, residentes de Caratinga e Juiz de Fora passaram a frequentar a igreja. Mais tarde o grupo mudou o nome para Igreja Cristã Maranata.[7] [nota 1]

A igreja expandiu-se muito por todo o Brasil e pelo mundo, principalmente no Estado do Espírito Santo e no Estado de Minas Gerais nas gestões de seus presidentes Manuel de Passos Barros (1968-1986), Edward Hemming Dodd (1986-2007) e Gedelti Victalino Teixeira Gueiros (2007- atualmente).[2]

Atuação[editar | editar código-fonte]

A Igreja Cristã Maranata, através de sua missão internacional, denominada Missão Internacional Cristã Maranata, atua em diversos países das Américas, Europa, Ásia e África. Ademais, mantém relações de comunhão e cooperação com igrejas no Oriente Médio, Europa Oriental e Ásia Central, além do subcontinente Indiano.

Organização[editar | editar código-fonte]

A Igreja Cristã Maranata é autodenominada pelos membros como uma igreja sem fins lucrativos que tem um local com o nome de Presbitério Espírito-Santense, localizado na cidade de Vila Velha, estado do Espírito Santo, responsável pela gestão das igrejas filiadas.

O Presbitério Espírito-Santense da Igreja Cristã Maranata mantém centros denominados "Maanains" (Sig. "Acampamento de anjos"), para retiros, confraternizações e doutrinação de seus fiéis. O que atrai os fiéis para estes locais são as aulas ministradas pelos pastores, estudos da Bíblia e louvores.

Templos[editar | editar código-fonte]

ligação=Ficheiro:Igreja_Crist%C3%A3_Maranata_-_Rio_de_Janeiro_-_Brasil.jpg
ligação=Ficheiro:Igreja_Crist%C3%A3_Maranata-Magar%C3%A7a-Rio_de_Janeiro-RJ.jpg

Os templos podem ser facilmente localizados pelo padrão institucional de construção com estilo colonial, com edificações parecidas com o formato de chalés, tendo em vista que essa construção gera um custo menor no valor final da obra. Em geral, são compostos pela sala principal – em que os cultos são realizados – salas anexas banheiros e, na área externa, varandas e jardins. Em alguns, há ainda, os jardins de inverno localizados numa das laterais do templo e/ou ao lado do púlpito. Há templos instalados nas mais diversas regiões do país, existem também alguns que são denominados de "Salão", que são bairros onde ainda não possuem o templo fixo, sendo assim, o trabalho é feito dentro de pequenos salões onde se reúnem todos os dias para os cultos diários,

Cultos[editar | editar código-fonte]

A ICM realiza cultos diariamente, exceto às sextas-feiras, quando os cultos noturnos são realizados nos lares, por cada família. A igreja se reúne de segunda-feira a sábado ás 19:30H, em Brasília e em algumas outras cidades os cultos de segunda a quinta ocorrem as 20:00H; e também aos domingos para a Escola Bíblica Dominical as 10:00h e para o culto noturno as 19:30H. Os cultos são breves e objetivos, em geral, com duração de 45 minutos a 60 minutos. Há também cultos de oração que duram em torno de 15 minutos, todos os dias, as 6:00H da manhã.[2]

Mídia[editar | editar código-fonte]

Sistema de comunicação do Presbitério Espírito-Santense da Igreja Cristã Maranata

Para estabelecer comunicação com seus fiéis, bem como com a sociedade em geral, a Igreja Cristã Maranata possui um sistema de comunicação administrado pelo Presbitério Espírito-Santense, sendo composto pelo sistema de transmissões via satélite, pelo sistema de video conferência - TELECOM, pela Rádio e TV WEB Maanaim (http://www.radiomaanaim.com.br), pelo site da Central de Louvor (comissão responsável pela catalogação e proteção de louvores pertencentes a Igreja Cristã Maranata) e pelos diversos sites institucionais da Igreja Cristã Maranata.

Transmissões via satélite

Utilizado para levar a palavra para alguns locais onde não tem pastores, ungidos, diáconos ou obreiros para pregar todos os dias e também para dinamizar e unificar as práticas e doutrinas mantidas pela instituição, a Igreja Cristã Maranata possui um sistema via satélite, para transmissões simultâneas de reuniões e seminários. O sistema de transmissões via satélite tem alcance continental, possibilitando o recebimento das transmissões do norte do Canadá ao sul da Argentina, cobrindo quase todo o continente americano, como também cobrindo toda a Europa Ocidental e partes da Europa Oriental.[8] Para possibilitar a cobertura dos continentes africano, asiático, Europa Oriental (incluindo Rússia Europeia e sua parte oriental) e Oriente Médio, existem pontos de retransmissão de sinal em Portugal, Ucrânia e Bielorrússia. A maioria das Igrejas possui uma antena parabólica e um receptor, conectados a um projetor de imagens e ao sistema de áudio do templo, com o objetivo de transmitir um mesmo ensino a todas as Igrejas conectadas.[9]

Instituto Bíblico Maranata[editar | editar código-fonte]

O Instituto Bíblico foi instituído em 25 de dezembro de 1972, ato assinado pelo então Presidente da Igreja Cristã Maranata, pastor Manoel dos Passos Barros.

Em seu objetivo inicial, o Instituto estava destinado a prover Curso Bíblico e explicações suplementares para os obreiros da Igreja, visando melhorar seus conhecimentos da Bíblia, a fim de prepará-los para o ministério na seara do Senhor Jesus.

Destacava-se ainda no Estatuto de sua instituição:

O Instituto promoverá igualmente, por todos os meios, o conhecimento do Evangelho, conforme as Escrituras do Velho e Novo Testamento, assim como Educação Cristã e obras de caridade.

Notas

  1. A palavra maranata (do original מרנא תא) é uma expressão aramaica que ocorre uma vez na Bíblia, empregada pelo Apóstolo Paulo na Primeira Epístola aos Coríntios:

    O termo é a composição de duas palavras, que transliteradas dão origem a maranata e que significa o Senhor vem! ou ainda nosso Senhor vem!, e foi, provavelmente, usada como oração ou saudação entre os cristãos primitivos. No desfecho do livro de Apocalipse, a mesma expressão é utilizada como uma oração ou pedido, desta vez feita na língua grega, e traduzida por: Ora vem, Senhor.

Referências

  1. «Censo demográfico do IBGE, 2010» (PDF). Consultado em 20 de julho de 2012. 
  2. a b c Alves, Leonardo Marcondes (2017). «Igreja Cristã Maranata». Cham: Springer International Publishing (em inglês): 1–5. ISBN 9783319089560. doi:10.1007/978-3-319-08956-0_218-1 
  3. Alves, Leonardo M. Igreja Cristã Maranata. In: "Gooren H. (eds) Encyclopedia of Latin American Religions". Springer, Cham, 2017. https://doi.org/10.1007/978-3-319-08956-0
  4. «Entrevista sobre Cessacionismo e Continuismo». O Tempora, O Mores. Consultado em 5 de setembro de 2016. 
  5. «Entrevista sobre Cessacionismo e Continuismo». O Tempora, O Mores. Consultado em 5 de setembro de 2016. 
  6. Brinco, Joel Ribeiro. "Igreja Presbiteriana de Vila Velha: 50 anos de história". Vila Velha: 2003
  7. Chung Nin, Altamir; Batista, Dimas ; Bodart, Cristiano das Neves. Instituição Política: Igreja Cristã Maranata. Cachoeiro de Itapemirim/ES: São Camilo: Espírito Santo, 2000
  8. «Cobertura do satélite Intelsat 805». Consultado em 30 de janeiro de 2012. 
  9. «O satélite». Consultado em 22 de janeiro de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]