Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil
{{{imagealttext}}}
Logotipo da IPRB
Classificação Protestante
Orientação Pentecostal e Evangélica
Teologia Calvinista e Arminiana
Política Presbiteriana
Área geográfica Brasil
Fundador Abel Amaral[1]
Origem 1975 (41 anos)
Maringá[1]
Separado de Igreja Presbiteriana do Brasil[2], Igreja Presbiteriana Independente[1]
Unida a(o) Igreja Cristã Presbiteriana e Igreja Presbiteriana Independente Renovada
Congregações 1.314 (estimativa de 2015)[3]
Membros 152.619 (estimativa de 2015)[4]
Site oficial www.iprb.org.br

A Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil é uma denominação pentecostal brasileira fundada em 1975 pela fusão de duas igrejas antecessoras, a Igreja Cristã Presbiteriana (dissidente da Igreja Presbiteriana do Brasil) e da Igreja Presbiteriana Independente Renovada (separada da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil). A motivação do surgimento de ambas as denominações anteriores foi a influencia do movimento pentecostal. Hoje a denominação tem igrejas em todo o Brasil com cerca de 152.619 membros.[4][1][5][6]

História[editar | editar código-fonte]

Após movimento em prol de avivamento que ocorreu no meio presbiteriano brasileiro, na década de 60 do século XX,[7] nasceram duas igrejas com doutrinas, práticas, objetivos e características semelhantes: a Igreja Cristã Presbiteriana (1968-1975), ICP, em 1968,(dissidente da Igreja Presbiteriana do Brasil) e a Igreja Presbiteriana Independente Renovada, a IPIR, em 1972 (dissidente da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil). A maioria dos membros nos estados de São Paulo e Paraná.[8][9][10]

A afinidade levou essas igrejas a uma aproximação que veio a resultar na união das duas denominações, no dia 08 de janeiro de 1975, selada numa memorável assembleia constitutiva, realizada em Maringá, PR, nascendo, assim, a Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil, a IPRB. A primeira assembleia elegeu como seu primeiro presidente o pastor Abel Amaral Camargo.[11]

A IPRB adotou o Jornal Aleluia, fundado em 1972, como seu órgão oficial. O Instituto Bíblico de Cianorte fora elevado à categoria de seminário.[1]

Sua sede está localizada em Arapongas, Paraná.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Ano Membros
1975 8.335
2000 80.025
2006 100.832
2007 107.335
2008 116.742
2009 120.807
2010 127.968
2011 131.972
2012 139.009
2013 142.043
2014 144.432
2015 152.619[4]

A IPRB nascera com 8.335 membros, 12.497 alunos nas escolas bíblicas dominicais, 84 igrejas, 94 congregações, 7 campos missionários, 59 pastores, 89 evangelistas, 257 presbíteros, 278 diáconos, 97 templos e salões de cultos, 26 casas pastorais, 34 terrenos, 776 assinantes do Jornal Aleluia e 60 alunos no Seminário Presbiteriano Renovado de Cianorte.[1] De acordo com as estatísticas de 2011, a igreja tinha 132 mil membros e 474 congregações e 50 presbitérios. No final de 2012, a denominação já tinha 139.009 membros em 778 congregações e 694 pontos de pregação e mais de 803 pastores. O número de presbíteros são 53.[12]

Em 2015 a igreja declarou 152.619 membros em 53 presbitérios.[13]


Doutrina[editar | editar código-fonte]

A igreja é Credobatista, ou seja, só realiza batismo de crentes adultos. Adere a elementos da Confissão de Fé de Westminster, entretanto é fortemente influenciada em sua teologia pelo pentecostalismo[14] .

Governo[editar | editar código-fonte]

A IPRB adota um sistema de governo misto, contendo elementos do presbiterianismo nas igrejas locais e de governo episcopal na direção nacional, caracterizado pela existência de uma Diretoria Administrativa capaz de tomar importantes decisões eclesiásticas sem representação das igrejas locais.[15]

Formações Teológicas[editar | editar código-fonte]

A denominação opera dois seminários: Seminário Presbiteriano Renovado em Anápolis , Goiás e Seminário Presbiteriano Renovado em Cianorte , Paraná.[14]

Referências[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MARQUES, Wagner Luiz. História de Cianorte - Sua Criação. Volume 1. São Paulo. Editora Clube de Autores. 1ª Edição 2013. p. 344-345.
  • GINI, Sérgio. Conflitos no campo Protestante: O Movimento Carismático e o surgimento da Igreja Presbiteriana Renovada (1965-1975). Revista Brasileira de História das Religiões. ANPUH, Ano III, n. 8, Set. 2010 - ISSN 1983-2850.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]