Igreja Presbiteriana Coreana Americana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja Presbiteriana Coreana Americana
Classificação Protestante
Orientação Reformada
Política Presbiteriana
Associações Conselho Norte Americano Presbiteriano e Reformado[1]
Área geográfica Estados Unidos, Canadá, Brasil, Filipinas e Rússia
Origem 1978 (40 anos)
California
Congregações 650[2]
Membros 70.000
Site oficial www.kapc.org/ga/

A Igreja Presbiteriana Coreana Americana (IPCA) (em inglês: Korean American Presbyterian Church) é uma denominação reformada conservadora presente na dos Estados Unidos, Canadá, Brasil, Filipinas e Rússia.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A IPCA foi formada em 1978 por imigrantes coreanas no campus do Seminário Teológico de Westminster, na Filadélfia. Em sua data de fundação da igreja consistiu-se de 5 presbitérios. São eles: o Presbitério da Califórnia, o Presbitério Central, Presbitério de Nova Iork, Presbitério da Filadélfia e o Presbitério do Canadá. A denominação é uma igreja conservadora, doutrinariamente conduzido. No final da década de 1990 a igreja já era composta por 19 presbitérios expandindo-se pela América do Sul, Rússia e Europa . Em 1983 juntou-se ao Conselho Norte Americano Presbiteriano e Reformado.[2][3][4]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Na Califórnia a igreja mantém seu próprio Seminário, mas aceita pastores graduados em outros seminários conservadores depois de exame. A igreja tinha mais de 33.000 membros e mais de 400 congregações em 2004.[3] Mas de acordo com as estatísticas da IPCA mais recentes existiam cerca de 70.000 membros batizados e 650 congregações afiliadas.

A igreja tem ministérios do Exército dos EUA, e capelães. A igreja tem atualmente 31 presbitérios, incluídas 5 presbitérios no sul da Califórnia, 3 presbitérios no norte da Califórnia, um Presbitério no Havaí , 9 presbitérios nos estados do leste americano, um Presbitério Central, um no Sul e Sudeste do Estados Unidos. Existe um presbitério no Brasil, uma nas Filipinas, e um no Oceano Pacífico, um na América Latina e um na Nova Zelândia. Em 2010 a igreja começou a trabalhar com presbitérios do idioma Inglês e já possui missões em 19 países. [2][5]

A sede do secretário da igreja localiza-se em Oreland, perto de Filadélfia.[6]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil a Igreja Presbiteriana Coreana está presente sobretudo entre os imigrantes coreanos no país. A denominação recomenda para a formação de seus ministros no país o Seminário Teológico Presbiteriano Reverendo José Manoel da Conceição, também conhecido como Seminário JMC, que é dos oito seminários oficiais da Igreja Presbiteriana do Brasil.[7]

Entre suas igrejas federadas, as mais conhecidas são: Igreja Presbiteriana Pequena Semente, Igreja Presbiteriana Antioquia e Igreja Presbiteriana Unida Coreana de São Paulo.[8] Esta realiza obras missionárias e evangelísticas no Brasil. Em julho de 2014, a igreja participou da Jornada Missionária no município de Carira, Sergipe em conjunto com a Igreja Presbiteriana do Brasil.[9][10][11]

Doutrina[editar | editar código-fonte]

A igreja subscreve a Confissão de Fé de Westminster, Catecismo Maior de Westminster e o Breve Catecismo de Westminster.[2] A denominação como todos os demais membros do Conselho Norte Americano Presbiteriano e Reformado, não ordena mulheres ao ministério de presbíteras ou pastoras.[3][12][13]

Referências