Saltar para o conteúdo

Igreja Apostólica Fonte da Vida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja Apostólica Fonte da Vida
Igreja Apostólica Fonte da Vida
Unidade da Igreja Apostólica Fonte da Vida no Centro de Goiânia
Orientação Neopentecostal
Fundador César Augusto Machado de Sousa
Rúbia Pinheiro Fernandes de Sousa
Origem 6 de fevereiro de 1994 (30 anos)
Goiânia, GO
Sede Goiânia, GO
Número de membros aprox. 2.950.000
Número de igrejas aprox. 600
Países em que atua América, Europa, África e Oceania

A Igreja Apostólica Fonte da Vida é uma igreja evangélica neopentecostal, presidida por César Augusto e Rúbia de Sousa.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1976, Robson Rodovalho e César Augusto, após se desligarem da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia (federada à Igreja Presbiteriana do Brasil) fundaram a Comunidade Evangélica de Goiânia.

Em 1992, os dois líderes fundadores se separaram. Após a divisão, foi fundada a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, em Brasília, por Robson Rodovalho. Em 1994, foi formada a Igreja Apostólica Fonte da Vida (IAFV), em Goiânia, pelo Apóstolo César Augusto.[2][3]

Ao longo da história, a IAFV ganhou notoriedade por um grupo musical chamado Fonte da Vida de Adoração e,[4] mais tarde, pela banda Pedras Vivas.[5] A igreja também envolveu-se em polêmicas e conflitos com a Universidade Federal de Goiás, por adquirir uma concessão televisiva que seria destinada a instituição pública. Dela, surgiu a emissora Fonte TV.[6] A igreja também detém duas emissoras de rádio.

Referências

  1. «Na contramão de Malafaia, igreja evangélica Fonte da Vida suspende cultos por duas semanas». Folha de S.Paulo. Consultado em 25 de julho de 2020 
  2. Itelvides José de Morais (2002). «O Protestantismo Pentecostal em Goiânia: de 1970 a 2002» (PDF). Universidade Federal de Goiás. Consultado em 9 de maio de 2019 
  3. Passos, Paulo (2015). «De deserdados a empreendedores: Os alicerces fatídicos da identidade espiritual da igreja neopentecostal Fonte da Vida». Ciências Sociais e Religião (23): 60-75. Consultado em 21 de maio de 2020. Cópia arquivada em 9 de maio de 2019 
  4. «Conheça os indicados ao Troféu Talento 2006». Super Gospel. Consultado em 19 de janeiro de 2012 
  5. «Grupo gospel goiano comemora vitória no Troféu Promessas 2013». G1. Consultado em 21 de junho de 2015 
  6. Trindade, Gabriel Vianna Bezerra da (2014). Comunicação pública: Um estudo de caso da TV UFG (PDF) (Monografia). Universidade Federal de Goiás 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]