Igreja de Deus no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A designação Igreja de Deus no Brasil é utilizada no país por duas denominações evangélicas sem relações históricas entre si.

Igreja de Deus (Anderson)[editar | editar código-fonte]

O movimento de santidade Igreja de Deus (Anderson) é a representação das igrejas cristãs oriundas do Movimento Reformador das Igrejas de Deus do século 19. É interdenominacional e centrada na unidade, santidade, e salvação bíblica. O movimento é existentes em todos os continentes e chegou ao Brasil em 1922. Desde então plantou congregações em todas as regiões do Brasil e criou inúmeras obras sociais como creches, escolas, hospital, fazenda social e escolas profissionalizantes. Hoje faz parte da Aliança Cristã Evangélica Brasileira.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O movimento conhecido como Igreja de Deus, que hoje trabalha em cerca de 183 países, é um movimento a favor da verdade plena das Sagradas Escrituras e da unidade do Cristianismo. [2] A Igreja de Deus teve seu início por volta de 1880 nos EUA, oriundo de uma dissidência da Conferência Geral das Igrejas de Deus (Winebrenner). 

Os pioneiros, a princípio, não pretendiam iniciar uma nova denominação, mas sim redescobrir o dinamismo, a genuinidade e a unidade do povo de Deus. Com uma teologia totalmente baseada na Palavra de Deus, passaram a usar o nome de Igreja de Deus, por se tratar de um nome bíblico, para melhor representar a unidade da família cristã. [3]

A Igreja de Deus tem o seu fundo histórico no movimento de santidade, e suas raízes teológicas oriundas dos irmãos John Wesley e Charles Wesley da Inglaterra.  Na ocasião havia um descontentamento generalizado entre os evangélicos, de diferentes denominações. Devido à desarmonia teológica e falta de um cristianismo prático, líderes procuravam redescobrir a essência da teologia e da Igreja verdadeira segundo as Sagradas Escrituras. Como os pioneiros enfatizavam altamente a volta à Bíblia e a santificação plena, destacando-se Daniel Sidney Warner, muitos outros líderes também foram atraídos por esses conceitos.

A Igreja de Deus (Anderson), desde o seu início, por meio da pregação e divulgação de sua literatura, teve uma grande aceitação e um crescimento rápido nos EUA e diferentes países do mundo. No decorrer de sua história, desde o ano de 1880, difundiu-se em todos os continentes. Na década de 1930, foi o movimento evangélico que mais cresceu. Atualmente a Igreja de Deus atua em trabalhos congregacionais, evangelísticos, missionários, sociais e educacionais através de institutos bíblicos, seminários, universidades, escolas, creches, orfanatos, asilos, centros agrícolas, hospitais, programas de rádio e televisão, produção de literatura cristã, música, bem como na Internet.

Em inglês, a denominação é seguida do aposto Anderson, visto que sua sede fica em Anderson, Indiana, para distingui-la de outras denominações com nomes similares.

Seu início no Brasil

O contexto histórico da Igreja de Deus no Brasil tem íntima e profunda relação com a imigração européia, em especial a imigração germânica no sul do Brasil (São Francisco, Nova Esperança, D. Emma – SC) e posteriormente recebeu amplo apoio da Igreja de Deus dos E.U.A.[4]

Em dezembro de 1922 chegaram ao Brasil, aqueles que hoje são reconhecidos como pioneiros da Igreja Deus no Brasil. Na Páscoa de 1923, foi celebrado o primeiro culto oficial da Igreja de Deus no Brasil em Nova Esperança, Dona Emma – SC, liderado pelo pioneiro Adolfo Weidmann. Na ocasião, citou os textos de 1 Pedro 1.3 e Romanos 1.16, enfatizando a “esperança viva que temos em Jesus Cristo”, e que “não devemos nos envergonhar do Evangelho”, o que também colocou em prática em suas viagens missionárias. No mesmo ano a Igreja de Deus teve seu início em Rio das Antas – SC, sob a direção do pioneiro Julius Dräger. Neste local mais tarde foram realizados grandes congressos e seminários denominados “Escola Bíblica”, sendo que a primeira conferência foi realizada no Pentecostes em 1929, em Nova Esperança.

Na década de 30 o pioneiro Adolfo Weidmann dirigiu-se ao Estado de São Paulo onde estabeleceu contatos com pessoas que já conheciam a Igreja de Deus. Iniciaram-se ali reuniões e cultos, onde muitos se decidiram por Cristo. Neste período também chegaram os missionários Meier dos EUA, para dar apoio. Logo a seguir o trabalho expandiu-se para os Estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

Na década de 50, iniciou-se em Rio das Antas, uma Escola Bíblica (Instituto Bíblico), com o curso de dois anos de duração, sob a liderança dos irmãos Weissburger. Simultaneamente instalou-se uma tipografia (Gráfica Luz) para imprimir os primeiros folhetos da Igreja de Deus no Brasil. Na década de 60 a sede da obra nacional foi transferida para Curitiba - PR, onde passaram a ser realizadas oficialmente as convenções nacionais. Os irmãos Malzon, com o apoio do então Presidente Gerhard Kühnast iniciaram em Curitiba o Instituto Bíblico da Igreja de Deus.

Na década de 70, sob a liderança dos casais Nelson e Adelheid Junges, Maurício e Dondeena Caldwell e Edgar e Cilli Henke estabeleceu-se o Instituto Teológico “Boa Terra”. No mesmo período iniciaram vários eventos e departamentos importantes como: o Encontro Nacional de Jovens, a Sociedade Feminina Missionária, as Obras Sociais e Educacionais da Igreja de Deus no Brasil e o programa radiofônico “Hora da Irmandade Cristã”, administrada pelos pastores Meier, Henke, Junges e Hort. A igreja também se expandiu para a Região Norte do Brasil, e na década de 80, para o Nordeste e Centro-Oeste.

Hoje a Igreja de Deus trabalha nas cinco regiões do Brasil, através de seus sete departamentos: Administrativo, Ministerial, Educacional, Evangelismo e Missões, Comunicação, Atividades Ocasionais e Assistência Social.

Alguns membros notáveis da Igreja de Deus (Anderson)[editar | editar código-fonte]

Charles M. Schulz: cartunista que criou o desenho Snoopy e muitos outros, e na igreja desenvolveu uma coleção de cartoons intitulados "Pilares Jovens para a Igreja de Deus".[5]

Bill e Gloria Gaither: casal de evangelistas e compositores cristãos, acompanharam por muito tempo Billy Graham em suas cruzadas. São compositores de hinos conhecidos como "Porque vivo está" ("Because He Lives").

Jon Tester: Senador pelo estado de Montana, e presidente do Senado de Montana nos EUA.

Sandi Patty: cantora gospel dos EUA.

Igreja de Deus no Brasil (Cleveland)[editar | editar código-fonte]

A Igreja de Deus no Brasil, cuja sede internacional está em Cleveland, Tennessee é uma denominação pentecostal oriunda do movimento de santidade.

Segundo o historiador Charles Conn , o primeiro contato da Igreja de Deus com o Brasil foi quando em 1948 o reverendo Vessie D. Hargrave, o primeiro superintendente da Igreja de Deus para a América Latina visitou em Morretes, Paraná, o missionário Albert J. Widmer, que conhecia e já havia visitado a Igreja de Deus em Buenos Aires em 1944. Em 1951 Albert J. Widmer foi reconhecido como missionário iniciando o trabalho da Igreja de Deus no Brasil, mas em 1952 a propriedade foi vendida, terminando assim a primeira fase da Igreja de Deus no Brasil. A Igreja de Deus somente regressou ao Brasil quando da amalgamação da Igreja do Calvário Pentecostal. Esta organização havia aportado no Brasil em 1934. Todas as formalidades foram feitas em Cleveland, Tennessee. Os líderes do Calvário Pentecostal no Brasil votaram unânimamente para unir-se com a Igreja de Deus. A união formal deu-se oficialmente no dia 12 de maio de 1955. As atas foram assinadas pelo representante legal da Igreja de Deus, Reverendo Wayne McAfee. O reverendo Wayne McAfee foi o primeiro supervisor da Igreja de Deus no Brasil, permanecendo no cargo até 1960, quando regressou definitivamente para os Estados Unidos. O segundo supervisor da Igreja de Deus no Brasil, foi o Reverendo Bill Watson que tinha 26 anos quando chegou no Rio de Janeiro em outubro de 1956, acompanhado de sua esposa Rhoda e um casal de filhos. Em março de 1964 teve o início das aulas no Instituto Bíblico da Igreja de Deus – IBID. A escola que foi fundada pelo missionário Bill Watson em Goiânia foi a primeira de ensino pentecostal em todo o centro oeste brasileiro. O Instituto Bíblico da Igreja de Deus foi a quarta escola pentecostal a ser formada em nível nacional. Hoje, ao final da primeira década do século XXI, a Igreja de Deus no Brasil tem cerca de 50 mil membros e congregados, com atividades em todos os estados brasileiros. Seu Escritório Nacional é na cidade de Brasília, Distrito Federal, e a igreja está representada no país por oito Regiões Administrativas (Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste, Central, Sul, Norte, Triângulo Mineiro e Meridional) e dois Territórios (Capixaba e Oeste Amazônico). Atualmente, a Igreja de Deus no Brasil conta com 451 igrejas organizadas; 346 congregações não-autônomas; Possui um seminário, a Faculdade de Teologia Evangélica da Igreja de Deus (FATEID), que está localizada na cidade de Goiânia. Na cidade de São Paulo existe o Centro de Treinamento Missionário - CTM. Na área de assistência social, a Igreja de Deus no Brasil mantém várias casas assistenciais, como orfanatos, asilos, creches, centros de recuperação para moradores de rua e dependentes químicos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.