Igreja de Deus no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Igreja de Deus no Brasil é a representação das igrejas cristãs oriundas do Movimento Reformador das Igrejas de Deus do século 19. É interdenominacional e centrada na unidade, santidade, e salvação bíblica. O movimento é existentes em todos os continentes e chegou ao Brasil em 1922. Desde então plantou congregações em todas as regiões do Brasil e criou inúmeras obras sociais como creches, escolas, hospital, fazenda social e escolas profissionalizantes. Hoje faz parte da Aliança Cristã Evangélica Brasileira.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O movimento conhecido como Igreja de Deus, que hoje trabalha em cerca de 183 países, é um movimento a favor da verdade plena das Sagradas Escrituras e da unidade do Cristianismo. [2] A Igreja de Deus teve seu início por volta de 1880 nos EUA, em reação a muitas divisões e contendas entre os grupos denominacionais que viviam em rivalidades ferrenhas e pregações heréticas, desviando-se do conceito básico da Bíblia. 

Os pioneiros, a princípio, não pretendiam iniciar uma nova denominação, mas sim redescobrir o dinamismo, a genuinidade e a unidade do povo de Deus. Com uma teologia totalmente baseada na Palavra de Deus, passaram a usar o nome de Igreja de Deus, por se tratar de um nome bíblico, para melhor representar a unidade da família cristã. [3]

A Igreja de Deus tem o seu fundo histórico no movimento de santidade, e suas raízes teológicas oriundas dos irmãos João e Charles Wesley da Inglaterra.  Na ocasião havia um descontentamento generalizado entre os evangélicos, de diferentes denominações. Devido à desarmonia teológica e falta de um cristianismo prático, líderes procuravam redescobrir a essência da teologia e da Igreja verdadeira segundo as Sagradas Escrituras. Como os pioneiros enfatizavam altamente a volta à Bíblia e a santificação plena, destacando-se Daniel Sidney Warner, muitos outros líderes também foram atraídos por esses conceitos.

A Igreja de Deus, desde o seu início, por meio da pregação e divulgação de sua literatura, teve uma grande aceitação e um crescimento rápido nos EUA e diferentes países do mundo. No decorrer de sua história, desde o ano de 1880, difundiu-se em todos os continentes. Na década de 1930, foi o movimento evangélico que mais cresceu. Atualmente a Igreja de Deus atua em trabalhos congregacionais, evangelísticos, missionários, sociais e educacionais através de institutos bíblicos, seminários, universidades, escolas, creches, orfanatos, asilos, centros agrícolas, hospitais, programas de rádio e televisão, produção de literatura cristã, música, bem como na Internet.

Seu início no Brasil[editar | editar código-fonte]

O contexto histórico da Igreja de Deus no Brasil tem íntima e profunda relação com a imigração européia, em especial a imigração germânica no sul do Brasil (São Francisco, Nova Esperança, D. Emma – SC) e posteriormente recebeu amplo apoio da Igreja de Deus dos E.U.A.[4]

Em dezembro de 1922 chegaram ao Brasil, aqueles que hoje são reconhecidos como pioneiros da Igreja Deus no Brasil. Na Páscoa de 1923, foi celebrado o primeiro culto oficial da Igreja de Deus no Brasil em Nova Esperança, Dona Emma – SC, liderado pelo pioneiro Adolfo Weidmann. Na ocasião, citou os textos de 1 Pedro 1.3 e Romanos 1.16, enfatizando a “esperança viva que temos em Jesus Cristo”, e que “não devemos nos envergonhar do Evangelho”, o que também colocou em prática em suas viagens missionárias. No mesmo ano a Igreja de Deus teve seu início em Rio das Antas – SC, sob a direção do pioneiro Julius Dräger. Neste local mais tarde foram realizados grandes congressos e seminários denominados “Escola Bíblica”, sendo que a primeira conferência foi realizada no Pentecostes em 1929, em Nova Esperança.

Na década de 30 o pioneiro Adolfo Weidmann dirigiu-se ao Estado de São Paulo onde estabeleceu contatos com pessoas que já conheciam a Igreja de Deus. Iniciaram-se ali reuniões e cultos, onde muitos se decidiram por Cristo. Neste período também chegaram os missionários Meier dos EUA, para dar apoio. Logo a seguir o trabalho expandiu-se para os Estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

Na década de 50, iniciou-se em Rio das Antas, uma Escola Bíblica (Instituto Bíblico), com o curso de dois anos de duração, sob a liderança dos irmãos Weissburger. Simultaneamente instalou-se uma tipografia (Gráfica Luz) para imprimir os primeiros folhetos da Igreja de Deus no Brasil. Na década de 60 a sede da obra nacional foi transferida para Curitiba - PR, onde passaram a ser realizadas oficialmente as convenções nacionais. Os irmãos Malzon, com o apoio do então Presidente Gerhard Kühnast iniciaram em Curitiba o Instituto Bíblico da Igreja de Deus.

Na década de 70, sob a liderança dos casais Nelson e Adelheid Junges, Maurício e Dondeena Caldwell e Edgar e Cilli Henke estabeleceu-se o Instituto Teológico “Boa Terra”. No mesmo período iniciaram vários eventos e departamentos importantes como: o Encontro Nacional de Jovens, a Sociedade Feminina Missionária, as Obras Sociais e Educacionais da Igreja de Deus no Brasil e o programa radiofônico “Hora da Irmandade Cristã”, administrada pelos pastores Meier, Henke, Junges e Hort. A igreja também se expandiu para a Região Norte do Brasil, e na década de 80, para o Nordeste e Centro-Oeste.

Hoje a Igreja de Deus trabalha nas cinco regiões do Brasil, através de seus sete departamentos: Administrativo, Ministerial, Educacional, Evangelismo e Missões, Comunicação, Atividades Ocasionais e Assistência Social.

Alguns membros notáveis da Igreja de Deus[editar | editar código-fonte]

Charles M. Schulz: um dos maiores cartunistas do séc. 20 para os norte-americanos. Criou o desenho Snoopy e muitos outros, e na igreja desenvolveu uma coleção de cartoons intitulados "Pilares Jovens para a Igreja de Deus".[5]

Bill e Gloria Gaither: este casal de evangelistas e compositores cristãos, acompanharam por muito tempo Billy Graham em suas cruzadas e são referência mundial na área de adoração. São compositores de hinos conhecidos como "Porque vivo está" ("Because He Lives").

Jon Tester: Senador pelo estado de Montana, e presidente do Senado de Montana nos EUA.

Sandi Patty: renomada cantora gospel dos EUA.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.