Monte das Gameleiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Monte das Gameleiras
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico gameleirense
Localização
Localização de Monte das Gameleiras no Rio Grande do Norte
Localização de Monte das Gameleiras no Rio Grande do Norte
Monte das Gameleiras está localizado em: Brasil
Monte das Gameleiras
Localização de Monte das Gameleiras no Brasil
Mapa de Monte das Gameleiras
Coordenadas 6° 26' 27" S 35° 46' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Administração
Prefeito(a) Jailton Felix de Pontes (PP, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 71,946 km²
População total (IBGE/2021[1]) 2 063 hab.
 • Posição RN: 166º
Densidade 28,7 hab./km²
Clima Tropical semiárido de altitude
Altitude 496 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[2]) 0,598 baixo
PIB (IBGE/2019[3]) R$ 25 400,12 mil
PIB per capita (IBGE/2019[3]) R$ 12 066,57
Sítio montedasgameleiras.rn.gov.br (Prefeitura)

Monte das Gameleiras é um município brasileiro do interior do estado do Rio Grande do Norte.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Monte das Gameleiras pertence à região imediata de Santo Antônio-Passa e Fica-Nova Cruz, dentro da região intermediária de Natal.[4] Esta divisão, que vigora desde 2017, substituiu as antigas microrregiões e mesorregiões, sendo que o município fazia parte da microrregião da Borborema Potiguar, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Agreste Potiguar.[5]

Com uma área de 71,946 km², o território de Monte das Gameleiras equivale a 0,1362% da superfície estadual, dos quais apenas 0,156 km² são de área urbana, a menor do estado.[6] Distante 128 km da capital, Natal,[7] limita-se com São José do Campestre a norte; a sul com Japi e Araruna, este na Paraíba; a leste com Serra de São Bento e a oeste novamente com Japi.

O relevo do município está inserido no Planalto da Borborema, apresentando altitudes superiores a 400 metros, do qual fazem parte as serras da Macambira e de São Bento. A geologia local abrange rochas graníticas datadas do período Pré-Cambriano, há cerca de 1,1 bilhão de anos, intercaladas com rochas metamórficas do embasamento cristalino, o que inclui anfibolitos, gnaisses e migmatitos.[8] Os solos têm drenagem acentuada e fertilidade alta, porém são rasos e pedregosos, característicos dos solos litólicos eutróficos,[8] denominação antiga dos neossolos,[9] ocorrendo ainda uma pequena área de planossolos a noroeste.[10]

Sendo pouco desenvolvidos, sua vegetação é típica do bioma da Caatinga, cujas folhas caem na estação seca.[8] Monte das Gameleiras possui seu território nas bacias hidrográficas dos rios Curimataú e Jacu, este abrangendo a maior parte do município, incluindo sua zona urbana.[11] O clima, por sua vez, é semiárido,[8] com baixo índice pluviométrico e chuvas concentradas entre março e julho.

Dados climatológicos para Monte das Gameleiras (2004-2020)[12]
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Precipitação (mm) 43,9 50,1 85 94,5 75,8 77,5 76,9 29,3 17,3 3,9 11 17,2 582,4

Referências

  1. a b IBGE. «Brasil | Rio Grande do Norte | Monte das Gameleiras». Consultado em 5 de março de 2022 
  2. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). «IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Consultado em 4 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2016 
  3. a b IBGE (2019). «Brasil | Rio Grande do Norte | Monte das Gameleiras | Produto Interno Bruto dos Municípios». Consultado em 5 de março de 2022 
  4. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_DTB_2017
  5. IBGE (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 29 de março de 2019 
  6. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) (2015). «Áreas Urbanas no Brasil em 2015». Consultado em 4 de março de 2022 
  7. IDEMA - Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (2020). «Anuário estatístico do Rio Grande do Norte». Consultado em 5 de março de 2022 
  8. a b c d IDEMA (2008). «Perfil do seu município: Monte das Gameleiras» (PDF). Consultado em 5 de março de 2022. Cópia arquivada (PDF) em 6 de março de 2022 
  9. JACOMINE, 2008, p. 178.[1]
  10. EMBRAPA. «Mapa Exploratório-Reconhecimento de solos do município de Monte das Gameleiras, RN» (PDF). Consultado em 5 de março de 2022. Cópia arquivada (PDF) em 6 de março de 2022 
  11. LEITE, 2020, p. 13.
  12. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). «Relatório pluviométrico». Consultado em 5 de março de 2022 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

JACOMINE, Paulo Klinger Tito. A nova classificação brasileira de solos. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, v. 5, p. 161-179. Recife: 2008.
LEITE. Carolinne de Negreiros Martins. Análise e recomendações do Sistema de Abastecimento de Água do Município de Monte das Gameleiras. 2020. 32f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Departamento de Engenharia Civil, Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, 2020.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.