Natalia Esperón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Natalia Esperón
Nome completo Natalia del Carmen Esperón Alcocer
Nascimento 14 de novembro de 1974 (44 anos)
Cidade do México, México
Nacionalidade México mexicana
Ocupação atriz e modelo
Atividade 1994-presente
Cônjuge José Staff (1995-2005)
Outros prêmios

Natalia del Carmen Esperón Alcocer , mais conhecida como Natalia Esperón (Cidade do México, 14 de novembro de 1974) é uma atriz e ex-modelo mexicana.[1] É tida como uma das mais belas atrizes mexicanas e ficou internacionalmente famosa ao protagonizar a telenovela Agujetas de color de rosa em 1994 na Televisa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natalia Esperón começou no mundo da arte aos 13 anos de idade como modelo, tanto em comerciais impressos, como na televisão, que mais tarde a levou a participar do "Modelo do Ano" concurso em 1992 aos 17 anos, onde competiu com o agora-supermodelo Elsa Benitez, o sucesso deste evento abriu as portas para estudar atuação no Centro de Educação Artística de Televisa (CEA) e, em seguida, participou de "A Menina TV", competição organizada pela Televisa em 1993, onde ficou em segundo lugar competindo com Galilea Montijo, Nora Salinas e Susana González.

Antes de concluir seus estudos na CEA recebeu sua primeira oportunidade em março de 1994 para protaginizar a novela Agujetas de color de rosa, que a catapultou para a fama, dado o grande sucesso alcançado. A novela durou mais de um ano ao ar, de abril de 1994 à maio de 1995 e transmitido com grande sucesso em vários países da América Latina, Filipinas e Espanha, lançando seu talento e beleza internacionalmente.

Em meio ao grande sucesso que alcançou em 1995, casou-se com o executivo José Staff, com quem teve quatro filhos: Natalia, José Antonio, Sebastian e Mariana Cane Esperon

Em 1996, ela fez uma participação especial na novela de época La antorcha encendida. Com sucesso na televisão, também decidiu aventurar-se no teatro, na peça Ligação sem fios, ao lado de Jorge Ortiz de Pinedo em 1997. Nesse mesmo ano, ela estrelou a telenovela de comédia No tengo madre ao lado de Eugenio Derbez.

Em 1998, dirigiu o elenco da novela Rencor apasionado produção de Lucero Suárez onde ela mostrou sua grande histriônica para representar um dementes presentes Karina Rangel. Um ano mais tarde, estrelou a telenovela infantil El niño que vino del mar de Imanol e Enrique Ibáñez. No ano 2000 fez seu quinto protagônico em telenovelas, em Por un beso onde desempenha um duplo papel.

Esperón decide tomar tempo para si mesma longe das câmeras, enquanto alavanca dedicada a seus assuntos familiares e pessoais, quase cinco anos depois, em 2005, retorna às novelas com La esposa virgen, atuando ao lado da grande atriz Adela Noriega.

Em abril de 2006, participou do filme dl cineasta Juan Pablo Villaseñor, Me encontré en otro mundo, sua primeira intervenção na sétima arte.

Em 2008 faz uma participação especial no filme Como no quiero, do diretor de ópera Victor Avelar, que lhe rendeu um prêmio "Film Training Center" de melhor atriz. Também em 2008, ela surpreendeu o público a tomar a sua imagem de boa moça representando a assassina Claudia Bainha na série fenômena da televisão mexicana Mujeres asesinas. Em 2009 ela fez uma participação especial na telenovela En nombre del amor.

Natalia retorna para fazer uma pausa em sua carreira para se dedicar a seus três filhos e em 2012 voltou às telenovelas para encarnar o personagem de Adriana Balvanera estrelas em Amores verdaderos . Após sua participação neste romance, ela anunciou sua aposentadoria definitiva de atuar, deixando uma grande marca depois de seu tempo na televisão mexicana.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1995, Esperón casou-se com Jose Staff, logo depois deu à luz a sua primogênita, Natalia. Em 2003, Natalia deu à luz trigêmeos uma filha Mariana e dois filhos, José Antonio e Sebastian. Sebastian morreu alguns dias depois do nascimento. Em 2005 ela se divorciou do marido.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Anl Títull Personagem Notas
1994-95 Agujetas de color de rosa Paola Armendares Protagonista
1995 Mujer, casos de la vida real Sonia
1996 La antorcha encendida María de la Luz de la Fuente
1997 No tengo madre Abril Vasconcelos Protagonista
1998 Rencor apasionado Karina Rangel Rivera/Leonora Luján Protagonista
1999 El niño que vino del mar Nisa Rodríguez Cáceres de Rivera Protagonista
2000-01 Por un beso Blanca Garza de Otero Robles/Azucena Otero Robles Garza de Díaz de León Protagonista
2005 La esposa virgen Blanca de la Fuente de Cruz Co-Protagonista
2007 13 Miedos Luisa Série de televisão
2008 Los Simuladores 1 Episode
2008 Mujeres Asesinas Claudia Azuela Episódio: "Claudia, cuchillera"
2008-09 En nombre del amor Luz Laguillo
2012-13 Amores Verdaderos Adriana Balvanera Gil Co-Protagonista

Cinema[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio TVyNovelas[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Telenovela Resultado
1994 Revelação feminina Agujetas de color de rosa Venceu
2006 Melhor atriz coadjuvante La esposa virgen Indicado
2014 Melho atriz co-estelar Amores verdaderos Indicado [2]

El Heraldo de México[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Telenovela Resultado
1994 Revelação Agujetas de color de rosa Venceu

Diosas de Plata[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Resultado
2009 Revelação feminina Espérame en otro mundo Venceu[1]

Referências

  1. a b «SDP Noticias "Natalia Esperón nominada a la Diosa de Plata en la 39 entrega"». Abril de 2009. Consultado em 23 de outubro de 2012. Arquivado do original em 8 de março de 2012 
  2. Conoce los nominados a los Premios TVyNovelas 2014 Arquivado em 8 de dezembro de 2014, no Wayback Machine. - Foro de Univisión actualizado el 5 de marzo del 2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]