New Orleans Pelicans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de New Orleans Hornets)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
New Orleans Pelicans
Conferência Oeste
Divisão Sudoeste
Fundado 2002
História New Orleans Hornets
(2002-2005)
New Orleans/Oklahoma City Hornets
(2005-2007)
New Orleans Hornets
(2007-2013)
New Orleans Pelicans
(2013-)
Arena Smoothie King Center
Cidade Nova Orleans, Louisiana
Cores do Time Azul, Dourado, Branco e Vermelho
Proprietário
Diretor Técnico Dell Demps
Técnico Alvin Gentry
Afiliação na D-League Iowa Energy
Campeonatos 0
Títulos de Conferência 0
Títulos de Divisão 1 (2008)

O New Orleans Pelicans é um time de basquete da National Basketball Association localizado em Nova Orleães, Louisiana.

O time se estabeleceu em 2002 como New Orleans Hornets, originado da relocação do Charlotte Hornets e sendo o primeiro time em Nova Orleans desde a saída do atual Utah Jazz em 1979. Entre 2005 e 2007, o time jogou em Oklahoma City, Oklahoma enquanto Nova Orleans tentava recuperar dos efeitos do Furacão Katrina. Em 2013, ganhou o novo nome, citando o Pelicano, pássaro oficial da Louisiana. No ano seguinte, uma nova franquia em Charlotte recuperou o nome dos Hornets e os números do time antes da ida para Nova Orleans.

O ala brasileiro Marquinhos jogou nos Hornets entre 2006 e 2008.

História[editar | editar código-fonte]

Charlotte[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Charlotte Hornets

Em 1988, uma das novas franquias da NBA se instalou em Charlotte, Carolina do Norte, com o nome de Charlotte Hornets. O time se tornou um dos mais populares da liga, mas entre 2000 e 2002 começou a perder público em meio a uma piora na reputação do proprietário George Shinn, que tinha decisões controversas com o time e sofria um processo por assédio sexual. Somado à insatisfação de Shinn com o ginásio Charlotte Coliseum, e atrasos na decisão da cidade de Charlotte para construir uma nova arena, uma relocação entrou nos planos de Shinne. Chegando a cogitar Norfolk, Louisville, St. Louis, e Memphis (aplicando para a última no mesmo dia que o Vancouver Grizzlies, que acabou se mudando para a cidade), eventualmente veio um acordo com Nova Orleans. A NBA aprovou a mudança desde que um novo time se instalasse na cidade até 2004, o que eventualmente seria batizado Charlotte Bobcats.

Nova Orleans[editar | editar código-fonte]

Os Hornets se instalaram em Nova Orleães em 2002, e fizeram seu jogo de estreia contra o antigo time da cidade, o Utah Jazz. Para demonstrar uma ligação com o basquete da Louisiana, já no primeiro jogo era aposentado o número de Pete Maravich, que jogou tanto na Universidade do Estado da Luisiana quanto pelo New Orleans Jazz.[1]

Apesar de Baron Davis se machucar frequentemente, o Hornets se classificou para dois playoffs consecutivos. Em 2004 a NBA moveu os Hornets da Conferência Leste para a Oeste, em uma subdivisão que incluía quatro times nos playoffs (San Antonio Spurs, Dallas Mavericks, Houston Rockets e Memphis Grizzlies). A concorrência difícil mais lesões dos craques Baron Davis, Jamaal Magloire, e Jamal Mashburn levaram ao pior resultado da história da franquia (18–64, a primeira temporada com mais derrotas desde 1992-93).

Oklahoma City[editar | editar código-fonte]

Em 2005, o furacão Katrina devastou a Louisiana. Os Hornets decidiram então temporariamente jogar em Oklahoma City, com o nome New Orleans/Oklahoma City Hornets. O time jogou a temporada 2005-6 primariamente no Ford Center, com jogos também nas arenas da Universidade de Oklahoma em Norman, e da Universidade do Estado da Luisiana em Baton Rouge. Durante a temporada, o time convocou no Draft Chris Paul, que se tornaria estrela do time. Os Hornets permaneceram em Oklahoma na temporada seguinte, mas jogaram 6 partidas na New Orleans Arena. A boa recepção dos Hornets em Oklahoma levaram a cidade a eventualmente abrigar o Seattle SuperSonics, que se tornou o Oklahoma City Thunder.

Retorno à Nova Orleans[editar | editar código-fonte]

Com a recuperação de Nova Orleães e novos patrocínios, os Hornets voltaram à sua cidade em tempo integral em 2007. Boas atuações de Chris Paul e David West levaram ao título da Divisão Sudoeste. Nos playoffs, venceram o Dallas Mavericks mas foram eliminados nas semifinais do Oeste pelo San Antonio Spurs. O Hornets voltaria aos playoffs no ano seguinte, perdendo para o Denver Nuggets. Os resultados caíram em 2009-10, levando à demissão do técnico Byron Scott e falha em ir para a segunda fase.

Em 2010, Shinn considerou vender os Hornets para Gary Chouest, que havia comprado 25% do time, mas as negociações falharam devido aos problemas financeiros da equipe. Eventualmente a própria NBA comprou os Hornets por US$300 milhões. No meio tempo, os jogadores adquiridos pela equipe levaram o time aos playoffs, nos quais perderam para o Los Angeles Lakers.

Antes da temporada 2011-12, Chris Paul foi mandado para o Los Angeles Clippers em troca de Eric Gordon, Chris Kaman, Al-Farouq Aminu, e um jogador da primeira rodada do draft. Os Hornets tiveram o pior desempenho do Oeste com 21 vitórias e 45 vitórias. Em abril de 2012 o dono do New Orleans Saints, Tom Benson, comprou o time por 338 milhões de dólares[2] No mesmo ano recrutaram Anthony Davis como primeiro geral do draft, e Austin Rivers com a décima escolha herdada dos Clippers. Ao final da temporada, no qual Davis ficou em segundo na escolha de Novato do Ano atrás de Damian Lillard, Emeka Okafor e Trevor Ariza foram trocados com o Washington Wizards por Rashard Lewis, enquanto Tyreke Evans veio do Sacramento Kings em troca de Greivis Vásquez.

Nascem os Pelicans[editar | editar código-fonte]

Benson expressou interesse em mudar o nome dos Hornets para algo mais ligado à Louisiana. Em 2013 o time foi rebatizado New Orleans Pelicans, homenageando a ave oficial do estado, o pelicano-pardo.[3][4] No ano seguinte, o Charlotte Bobcats reassumiu o antigo nome da franquia da Carolina do Norte. O novo Charlotte Hornets compartilharia os números do time que eventualmente se tornou o Pelicans.[5]

Na segunda temporada como Pelicans, com Davis se consagrando entre as estrelas da liga e os reforços de Quincy Pondexter e Omar Asik, os Pelicans quebraram uma seca de quatro anos sem ir para pós-temporada.[6] Apesar de Davis conseguir média de 31,5 pontos, 11 rebotes - apenas Shaquille O'Neal, Hakeem Olajuwon e Karl Malone conseguiram médias similares em playoffs nos 20 anos anteriores - e 3 bloqueios por jogo, a equipe foi eliminada em apenas quatro jogos pelo Golden State Warriors.[7]

Retrospecto[editar | editar código-fonte]

  • Campeão da Divisão Sudoeste na temporada 2007-08
  • Classificações para Playoffs: 6
    • Semifinais da Conferência Oeste: 2 (2007-08, 2010-11)
    • 1a rodada da Conferência: 4 (2002-03, 2003-04, 2008-09, 2014-15)

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

New Orleans Pelicans
Jogadores Comissão Técnica
Estrela(s) do time:Farm-Fresh award star gold 3.png
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade/País
F 1 Williamson, Zion (Farm-Fresh award star gold 3.png) 6 ft 7 in (2.01 m) 285 lb (129 kg) 2000–07–06 Duke
G 2 Clark, Ian (FA) 6 ft 3 in (1.91 m) 175 lb (79 kg) 1991–03–07 Belmont*
F 3 Johnson, Stanley 6 ft 7 in (2.01 m) 245 lb (111 kg) 1996–05–29 Arizona
G 4 Payton, Elfrid (FA) 6 ft 4 in (1.93 m) 185 lb (84 kg) 1994–02–22 Louisiana-Lafayette
G/F 5 Bluiett, Trevon (TW) 6 ft 6 in (1.98 m) 198 lb (90 kg) 1994–11–04 Xavier
C 8 Okafor, Jahlil (Farm-Fresh award star gold 3.png) 6 ft 11 in (2.11 m) 275 lb (125 kg) 1995–12–15 Duke
G 9 Bertāns, Dairis (FA) 6 ft 4 in (1.93 m) 200 lb (91 kg) 1989–09–09 Latvia
G 11 Holiday, Jrue 6 ft 4 in (1.93 m) 205 lb (93 kg) 1990–06–12 UCLA
F 13 Diallo, Cheick (FA) 6 ft 9 in (2.06 m) 220 lb (100 kg) 1996–09–13 Kansas
G 15 Jackson, Frank 6 ft 3 in (1.91 m) 205 lb (93 kg) 1998–05–04 Duke
F 21 Miller, Darius (FA) 6 ft 8 in (2.03 m) 225 lb (102 kg) 1990–03–21 Kentucky
F 30 Randle, Julius (FA) 6 ft 9 in (2.06 m) 250 lb (113 kg) 1994–11–29 Kentucky
G/F 34 Williams, Kenrich 6 ft 7 in (2.01 m) 210 lb (95 kg) 1994–12–02 TCU
F 35 Wood, Christian 6 ft 10 in (2.08 m) 214 lb (97 kg) 1995–09–27 UNLV
F 44 Hill, Solomon 6 ft 7 in (2.01 m) 225 lb (102 kg) 1991–03–18 Arizona
G 55 Moore, E'Twaun 6 ft 4 in (1.93 m) 191 lb (87 kg) 1989–02–25 Purdue
G - Louzada, Didi 6 ft 5 in (1.96 m) 190 lb (86 kg) 1999–07–02 BRA
Treinador
Assistente(s) Técnico(s)
Treinador(es) de atletismo
  • Duane Brooks

Legend
  • (C) Capitão
  • (DP) Escolha de Draft sem-assinatura
  • (FA) Free agent
  • (S) Suspenso
  • (DL) Na atribuição no afiliado na D-League
  • Machucado Machucado

ElencoTransações
Última transação: 21-02-2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]
  2. «Hornets sale». Consultado em 30 de novembro de 2012. Arquivado do original em 17 de novembro de 2015 
  3. «Sources: Hornets changing nickname to Pelicans». Yahoo! Sports 
  4. Moore, Matt (11 de junho de 2008). «Report: Hornets to change name to New Orleans Pelicans in 2013-2014». CBSSports.com. Consultado em 7 de dezembro de 2012 
  5. Charlotte Hornets Name Returns to Carolinas
  6. Pelicans clinch playoff berth and eliminate Thunder with win over Spurs
  7. Nathan, Alec (26 de abril de 2015). «Anthony Davis Only Scraping Surface of Potential After Historic 2014-15 Season». Bleacher Report. Consultado em 28 de abril de 2015