Obrigação Reajustável do Tesouro Nacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional (ORTN) era uma modalidade de título público federal que foi emitida entre 1964 e 1986 com a característica de pagar uma remuneração corrigida e evitar a corrosão da inflação sobre as aplicações futuras, que por conta do recrudescimento inflacionário da década de 1960, haviam caído a níveis muito baixos, obrigando o governo a emitir papel-moeda no intento de cobrir as suas obrigações.

Essa modalidade foi instituída pelo art. 1º[1] da Lei nº 4.357, de 16 de julho de 1964, com o nome de "Obrigação do Tesouro Nacional".

A remuneração paga pelas ORTN no correr do tempo em que elas estiveram em vigor foi bem acima da inflação real, sendo que no período em que a mesma esteve em vigor, as obrigações tiveram valorização de 88%.

Por conta do Plano Cruzado, que instituiu o congelamento de preços, a ORTN teve o seu nome mudado para OTN e foi congelada durante o período de um ano com o valor de Cz$ 106,40, sendo que os títulos até então emitidos foram resgatados com deságio sobre o valor de face.[carece de fontes?]

Referências

  1. art. 1º da Lei nº 4.357, de 16 de julho de 1964, acesso em 25 de março de 2019.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.