Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Once (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Once
Álbum de estúdio de Nightwish
Lançamento 7 de junho de 2004 (2004-06-07)
Gravação Outubro de 2003–março de 2004
Estúdio(s) Tempputupa Studios, Kitee,
Finnvox Studios, Helsinque e
E-Major Studios, Kerava, Finlândia
Phoenix Sound Studios, Londres, Inglaterra
Gênero(s) Metal sinfônico
Duração 60:06
Formato(s) CD
Gravadora(s) Spinefarm, Nuclear Blast
Produção Tero Kinnunen
Tuomas Holopainen
Cronologia de Nightwish
Century Child
(2002)
Dark Passion Play
(2007)
Singles de Once
  1. "Nemo"
    Lançamento: 20 de abril de 2004 (2004-04-20)
  2. "Wish I Had an Angel"
    Lançamento: 21 de setembro de 2004 (2004-09-21)
  3. "Kuolema Tekee Taiteilijan"
    Lançamento: 24 de novembro de 2004 (2004-11-24)
  4. "The Siren"
    Lançamento: 25 de julho de 2005 (2005-07-25)

Once é o quinto álbum de estúdio da banda finlandesa de metal sinfônico Nightwish, que foi lançado em 7 de junho de 2004 na Europa pela Nuclear Blast.[1] A sua capa foi inspirada na escultura Angel of Grief, de William Wetmore Story.[2] A estátua está localizada em um cemitério romano e já foi usada em trabalhos de várias bandas, como Evanescence e The Tea Party.[2] Este foi o último disco da banda que contou com a participação de Tarja Turunen como vocalista.[3]

Durante sua primeira semana de lançamento, Once estreou no topo das paradas de países como Finlândia, Noruega e Grécia, além de ter vendido mais de 80 mil cópias somente na Alemanha, onde também foi primeiro lugar. Seu single "Nemo" liderou as paradas de sucesso na Finlândia e Hungria, e em outros cinco países. Durante semanas, no Brasil, "Nemo" foi o videoclipe mais pedido na MTV, e até hoje é considerada a canção de maior sucesso do Nightwish. Once foi Platina tripla na Finlândia, Platina na Alemanha, Ouro na Suécia, além de ter sido o primeiro lugar nas paradas da Grécia, Noruega e Hungria durante semanas. Em 2017, foi eleito o 89º melhor álbum de metal de todos os tempos pela revista Rolling Stone.[4]

O sucesso do álbum permitiu o Nightwish realizar a Once Upon a Tour, excursão mundial que começou em 2004 e terminou em 2005 na Finlândia, com um show na Hartwall Areena. Durante a turnê, o Nightwish esteve em lugares em que nunca havia ido antes, incluindo o show de abertura do Campeonato do Mundo de Atletismo, em Helsinque, que serviu para aumentar o prestígio mundial da banda.

Composição[editar | editar código-fonte]

Tuomas Holopainen, o principal compositor e arranjador do álbum; ele também o tecladista da banda.

Assim como em todos os álbuns do Nightwish, Tuomas foi o principal compositor das letras, apesar de que em Once, Emppu e Marco também fizeram algumas contribuições. Para Tuomas, a letra mais marcante é a da canção "Higher Than Hope", que ele fez para seu amigo, Marc Brueland, vítima de um câncer mortal em 2003.[5] "Creek Mary's Blood" foi inspirada pelo livro de mesmo nome do escritor Dee Brown, um dos favoritos de Tuomas, e possui um poema declamado que o tecladista escreveu sobre o assassinato de índios e nativo-americanos.[5]

"Nemo" é sobre o sentimento de vazio interior, quando você se sente perdido no mundo, e "Kuolema Tekee Taiteilijan" (traduzido em português para "A morte faz o artista") fala da fama em si; ela foi originalmente escrita em inglês, mas Tuomas decidiu lançá-la em finlandês no último minuto.[5] Tuomas diz que para ele, apesar dele não saber porque, escrever músicas pequenas é extremamente difícil, e que "Nemo" levou meses para ficar pronta, enquanto canções maiores como "Creek Mary's Blood" e "Ghost Love Score" foram finalizadas em um ou dois dias.[5]

"Planet Hell" é uma música de caráter mais religioso, englobando mitologia também, falando de "o barqueiro", referindo-se a Caronte, personagem da mitologia grega que transportava a alma dos mortos, e falando também de Gaia, deusa grega da Terra que gerou os deuses olímpicos.[5] A canção ainda aborda Deus e a Arca de Noé. "Ghost Love Score" é sobre desilusões amorosas e pessoas que perdem tudo por amar quem não devem.[5] Marco a descreveu da seguinte forma: "Sou um grande fã de rock progressivo antigo e esta é uma canção que tem várias partes diferentes acontecendo, e atmosferas diferentes e lugares diferentes de forma a apoiar a história. [...] Minha maior influência do mundo prog seria Jethro Tull, mas eu também amo ouvir Yes e Genesis e todas essa bandas, e há uma correlação entre as estruturas e a duração de várias das músicas deles e esta aqui."[6]

Produção[editar | editar código-fonte]

Once foi o último álbum da banda com Tarja Turunen nos vocais.

Once começou a ser produzido em outubro de 2003, logo após o fim da World Tour of the Century. A demo com as versões provisórias das canções ficou pronta em novembro, sendo enviada logo em seguida para o baterista da banda, Jukka Nevalainen, que é sempre o primeiro a gravar seus instrumentais.[7] Segundo o produtor do álbum, Tero Kinnunen, alguns dos vocais da demo acabaram sendo incluídos na versão final do álbum devido à boa qualidade.[7] Jukka gravou no Hotel Helka, em Helsinque, com um material diferente dos que ele já havia usado antes, pois ele perdeu parte do equipamento durante shows na Suíça. Marco gravou o baixo em Kitee, a cidade natal da banda, no tradicional estúdio Finnvox, junto com Emppu gravando a guitarra.[7]

Tuomas esteve diretamente envolvido com o arranjo das orquestras, dirigidas e conduzidas por Pip Williams, o maestro britânico que conduz a Orquestra Filarmônica de Londres, em sessões que ocorreram no Phoenix Studios, em Londres.[7] As primeiras gravações com a orquestra foram feitas em 29 de janeiro de 2004. Segundo Tuomas, em apenas oito horas os músicos já haviam ensaiado e aprendido suas partes, finalizando o trabalho no dia seguinte. Tuomas também usou os estúdios de Londres para gravar suas partes de teclado e um apoio no piano.[7] Os vocais definitivos só foram gravados por Tarja e Marco em fevereiro de 2004 no Finnvox, com Tarja usando sua voz de maneira diferente dos álbuns anteriores, conseguindo sempre resultados satisfatórios, exceto por uma faixa bônus que foi descrita pela banda como um desastre, mas o título nunca foi revelado.[7]

Ao final do processo de mixagem, no fim de março, mais de 250 mil euros haviam sido gastos em toda a produção do álbum[7] (um milhão, se os custos dos vídeos forem incluídos),[8] sendo até então o disco finlandês mais caro da história, superado apenas pelos 500 mil euros gastos em 2007 para a produção de Dark Passion Play, também do Nightwish.[7]

Estilo musical[editar | editar código-fonte]

A escultura Angel of Grief, de William Wetmore Story, que inspirou a capa de Once.

Com Once, o Nightwish aderiu a muitos estilos que nunca havia trabalhado antes, como um coro completo de vozes em "Wish I Had an Angel" e flauta em "Creek Mary's Blood"; essa canção também possui a participação do cantor nativo-americano John Two-Hawks cantando, e ele inicia e encerra a canção declamando um poema em língua dacota. Os sons orquestrais deram uma cara nova para as músicas: a faixa "Ghost Love Score" é um exemplo de combinação entre as orquestras e o trabalho da banda, o que já havia sido feito no álbum anterior, Century Child, porém tudo foi bem mais evidente em Once.

No entanto, o Nightwish não abandonou o próprio estilo, com algumas músicas mais pesadas, com guitarras mais em evidência, como "Planet Hell" e "Romanticide", enquanto a canção "Kuolema Tekee Taiteilijan" é totalmente orquestral, sem guitarra, baixo ou bateria, apenas orquestra e os vocais de Tarja. A canção "Higher Than Hope" também possui uma atmosfera diferente, com a voz de Marc Brueland, o falecido amigo de Tuomas, falando sobre o câncer que tinha. Também ouve-se falas do pai de Marc.

Lançamento e promoção[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Once Upon a Tour

Durante a semana de estreia, Once foi direto para o primeiro lugar das paradas na Finlândia, Alemanha, Grécia e Noruega, e vendeu mais de 80 mil cópias somente na Alemanha, chegando as 100 mil logo depois, ganhando Disco de Ouro.[9] Foi também o primeiro álbum da banda a entrar nas paradas dos Estados Unidos e Reino Unido, além de levar o Nightwish para os mercados australianos e japoneses. Once ainda foi o primeiro álbum da banda a ganhar Disco de Ouro no Brasil, com mais de 30 mil cópias vendidas.[10] Na Finlândia, Once passou 10 semanas em primeiro lugar (cerca de dois meses e meio), e totalizou 50 semanas (quase um ano inteiro) dentro das paradas oficiais finlandesas.[11]

Em maio, o primeiro single do álbum, "Nemo", ganhou Disco de Ouro na Finlândia em uma semana, e pouco tempo depois ganhou Disco de Platina com 10 mil cópias vendidas,[12] além de ter ganho também Disco de Ouro na Noruega com cinco mil.[13] "Nemo" continua até hoje como o single de maior sucesso da banda, tendo sido, ao fim de 2004, eleito pela Billboard a canção de metal de maior sucesso do ano na Europa,[14] tendo ficado em primeiro lugar também na Hungria, além de entrar no Top 10 britânico.[15]

A banda durante a Once Upon a Tour em Jämsä, Finlândia, em 25 de junho de 2005.

O single "Wish I Had an Angel" também ficou em primeiro lugar na Finlândia, além de ser o primeiro single da banda a entrar nas paradas de Portugal na oitava posição; a canção ainda foi inclusa na trilha sonora de três filmes norte-americanos em 2004. Em apenas um mês, Once foi Disco de Platina dupla na Finlândia,[12] além de ser também Platina na Alemanha e ouro na Suécia,[16] Áustria[17] e Noruega,[13] fechando 2005 com mais de 1 milhão e 200 mil cópias vendidas ao redor do mundo. Ao fim de 2004, Once fechou na 13ª posição do Top 40 mundial.[18]

Para promover Once, o Nightwish realizou a Once Upon a Tour, quando se apresentaram pela primeira vezes em vários países como Portugal, Colômbia, Equador, Escócia, Japão e Austrália, além de sua primeira turnê própria pelos Estados Unidos e uma lucrativa passagem pela América Latina com uma vendagem total de ingressos.[19] Em 6 de agosto de 2005, o Nightwish fez a abertura do Campeonato Mundial de Atletismo tocando "Nemo", com a apresentação sendo transmitida ao vivo em centenas de países ao redor do mundo.[19] Em outubro, foram feitos os últimos shows; a banda esteve no Brasil e no México para o Live'N'Louder Festival, e encerrou a turnê na Hartwall Areena em Helsinque, a capital finlandesa.[19]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Edição padrão[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Dark Chest of Wonders"   Tuomas Holopainen 4:28
2. "Wish I Had an Angel"   Holopainen 4:06
3. "Nemo"   Holopainen 4:36
4. "Planet Hell"   Holopainen 4:39
5. "Creek Mary's Blood" (com participação de John Two-Hawks) Holopainen 8:30
6. "The Siren"   Holopainen, Emppu Vuorinen 4:45
7. "Dead Gardens"   Holopainen 4:28
8. "Romanticide"   Holopainen, Marco Hietala 4:58
9. "Ghost Love Score"   Holopainen 10:02
10. "Kuolema Tekee Taiteilijan"   Holopainen 3:59
11. "Higher Than Hope"   Holopainen, Hietala 5:35
Duração total:
60:06

Faixas bônus[editar | editar código-fonte]

A gravadora Spinefarm Records também lançou uma edição platinada de Once em 24 de novembro de 2004 contendo, além das canções originais do álbum, a adição de "Live to Tell the Tale", "White Night Fantasy" e o videoclipe de "Nemo", dirigido por Antti Jokinen. A versão do álbum na América do Norte contém o vídeo de "Wish I Had an Angel", no entanto.

Em 2005, o Nightwish liberou uma versão para DVD contendo o cover de "Symphony of Destruction" do Megadeth, além de versões orquestrais de "Ghost Love Score" e "Creek Mary's Blood", junto também dos videoclipes de "Nemo" e "Wish I Had an Angel".

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Créditos[editar | editar código-fonte]

A seguir estão listados os músicos e técnicos envolvidos na produção do álbum Once:

Referências

  1. «Release dates». 3 de março de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  2. a b «Angel of Grief». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  3. «End Of An Era». 21 de outubro de 2005. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  4. Begrand, Adrien (21 de junho de 2017). «100 Greatest Metal Albums of All Time». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media LLC. Consultado em 21 de junho de 2017 
  5. a b c d e f Mape Ollila, Olga Pohjola: Once Upon a Nightwish: The Official Biography 1996–2006, Deggael Communications, Torpinkylä 2006
  6. Hietala, Marco (13 de junho de 2016). «The 10 Best Nightwish Songs». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  7. a b c d e f g h «The Band » Diary » Studio-5». Consultado em 25 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 12 de abril de 2012 
  8. Everley, Dave (8 de dezembro de 2015). «How Nightwish became a modern metal phenomenon». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  9. «Gold und Platin Datenbank». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  10. «Nightwish - Entrevista quando da passagem da banda pelo Brasil». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  11. «Nightwish - Once (album)». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  12. a b c «Tilastot: Nightwish». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  13. a b «VG-lista: gull og platina». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  14. a b «Number One in Europe». 18 de julho de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  15. «"Nemo" charts positions». 14 de abril de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  16. a b «Sverige: guld och platina» (PDF). Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  17. «"Once" goes gold in Austria». 13 de outubro de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  18. a b c «Once by Nightwish». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  19. a b c «Past Shows - Nightwish». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  20. «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  21. «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  22. «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  23. «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  24. «"Once" goes gold in Germany». 22 de junho de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  25. «Nightwish - Chart history». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  26. a b «Nightwish - Once (album)». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  27. a b «Nightwish - Once (album)». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  28. «"Once" is #1 in Greece». 10 de junho de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  29. «Archivum: Nightwish». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  30. «Nightwish - Once (album)». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  31. a b «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  32. «Posedmé vede hitparádu deska finalistů SuperStar». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  33. a b «Nightwish - Once (album)». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  34. a b «Nightwish - Once». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  35. «Once sold platinum in Germany». 15 de setembro de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  36. «IFPI Austria - Gold & Platinum». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  37. «IFPI Greece - Gold & Platinum». Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  38. a b «Gold from Switzerland and Norway». 21 de julho de 2004. Consultado em 25 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]