Orlando Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Orlando Gomes
Estátua em frente a Fundação Orlando Gomes.jpg
Nascimento 7 de dezembro de 1909
Salvador
Morte
29 de julho de 1988 (78 anos)
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Jurista, advogado

Orlando Gomes (Salvador, 7 de dezembro de 190929 de julho de 1988) foi um jurista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Orlando Gomes dos Santos nasceu em 7 de dezembro de 1909, natural de Salvador, Bahia, filho de Mário Gomes dos Santos e Amélia Pereira Soares dos Santos. Cursou o 1º e o 2º graus no Colégio Nossa Senhora da Vitória, dos Irmãos Maristas. Formou-se pela Faculdade de Direito da Bahia em dezembro de 1930, com apenas 21 anos.

Teve toda a vida consagrada ao Direito, sua prática, magistério e estudo. Autor de dezenas de livros, deixou um legado doutrinário que se faz leitura obrigatória para o estudo jurídico no Brasil, nos campos do Direito Civil, Trabalhista e ainda da Sociologia jurídica.

Em 1931 prestou concurso para a Cátedra de Introdução ao Estudo do Direito, na antiga Faculdade de Direito da Bahia (atualmente pertencendo à Universidade Federal da Bahia), perdendo a vaga para o contemporâneo e também grande jurista Nestor Duarte. Em 1934, porém, foi convocado para ali lecionar.

Em 1937 foi preso pelo Estado Novo, por haver falado da extinta União Soviética em suas aulas. Pouco afeito à política, admirador do marxismo, experimentou na ilha de Fernando de Noronha a prisão por suas idéias, tornando-se defensor do estado democrático.

Em 1961 foi Diretor da Faculdade de Direito, quando em sua gestão foi construída a sede atual desta instituição de ensino jurídico.

Foi membro da Academia de Letras da Bahia, tendo sido eleito no ano de 1968. Em 1983, juntamente com demais juristas da Bahia, foi membro fundador da Academia de Letras Jurídicas da Bahia, ocupando até seu falecimento, em 1988, a cadeira 13.

Lugar no Direito[editar | editar código-fonte]

A importância do pensamento jurídico de Orlando Gomes, no Brasil, é grande no direito civil.

É a concisão de sua escrita ajustada à capacidade de análise crítica do Direito que lhe concederam a mestria singular. De algum modo, pode-se dizer que umas das distinções literárias desse Professor, em face de outros juristas, é sua forma regionalista que tanto lhe é peculiar. A literatura jurídica, comumente, é impregnada de jurisdicês; a formalidade, por vezes, não dá espaço para o que é regional. Orlando Gomes disso lançou-se mão, bem como de metáforas que dão algum tipo de musicalidade como em: "… uma onda de pessimismo espraia-se sobre as areias da juridicidade".[1]

Em suas obras alastram-se referências à doutrina, em especial a estrangeira, elemento este não tão intensamente presente nos manuais. Isso importa distinção. No âmbito do Direito Civil é notória a inserção de ensinamentos dos professores franceses Planiol, Durand, dos alemães Dernburg, Larenz, von Tuhr, Enneccerus, Kipp e Wolf, e mais ainda de Barasi, Trabucchi, e outros.

Por essas e outras razões, foi designado juntamente com o Professor Caio Mário e outros juristas da época, para apresentarem Anteprojeto ao Código de Obrigações de 1965, que por questões político-militares não logrou êxito, apesar de toda perfeição.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Fachada da Fundação

Orlando Gomes é um nome cultuado na capital baiana. Cidade onde está situada a Fundação Orlando Gomes, em prédio anexo ao da Faculdade de Direito da UFBA, iniciativa do próprio jurista, já perto de sua morte. Outras homenagens recebidas:

* Praça Orlando Gomes, em Estância-Se

  • Doutor Honoris Causa da Universidade de Coimbra (1982);
  • Fórum Orlando Gomes - sede da Justiça do Trabalho, em Juazeiro;
  • Escola Superior de Advocacia Orlando Gomes - da OAB, secção Bahia;
  • Edifício Orlando Gomes - Sede da Advocacia Geral da União, em Salvador.
  • Avenida Orlando Gomes - Ligação entre a avenida Paralela e a Orla de Salvador

Obras[editar | editar código-fonte]

Dentre a vasta lista de publicações do autor, destacam-se:

  • O papel do Estado brasileiro nas regulamentações do trabalho, Bruxelas, 1958.
  • Raízes Históricas e Sociológicas do Código Civil Brasileiro - Martins Fontes, 2006 (ISBN 8533622775).
  • Harengas, FGM, 1971.
  • Curso de Direito do Trabalho (com Elson Gottschalk), Forense, 2007.
  • Introdução ao Direito Civil, Forense, 2007 (ISBN 8530925823).
  • Contratos, Forense, 2007 (ISBN 8530925203).
  • Sucessões, Forense (ISBN 8530923235).
  • Obrigações, Forense (ISBN 8530919599).
  • Direitos Reais, Forense (ISBN 8530919602).
  • Direito de Família, Forense.
  • A Convenção Coletiva de Trabalho, LTr (ISBN 8573220554).

Referências

  1. Raízes Históricas e Sociológicas do Código Civil Brasileiro, p. 101

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Orlando Gomes
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.