Parque Estadual da Pedra Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Parque Estadual da Pedra Azul
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
Parque Estadual da Pedra Azul, com Pedra Azul 1822 m, ao fundo.
Localização  Espírito Santo.  Brasil
Localidade mais próxima Santa Teresa
Dados
Área 1 240 hectares
Criação 31 de outubro de 1960
Coordenadas 20° 24' 47" S 41° 01' 23" O
Parque Estadual da Pedra Azul está localizado em: Brasil
Parque Estadual da Pedra Azul

O município de Domingos Martins, no estado do Espírito Santo, região sudeste, abriga a Reserva Florestal de Pedra Azul, que foi criada pelo decreto 312, de 31 de outubro de 1960. A lei 4.503, de 2 de janeiro de 1991, transformou a reserva em Parque Estadual de Pedra Azul, com uma área de 1 240 hectares. O bioma predominante desta unidade de conservação brasileira é de floresta ombrófila densa antimontana. Suas coordenadas geográficas são S 20º 24'07" W 41º 01'23".

É um parque estadual localizado no estado do Espírito Santo, no município de Domingos Martins. A unidade de conservação abriga algumas das maiores elevações do município: a Pedra das Flores (1 909 m), a Pedra do Tamanco (1 850 m), o Pico Pedra Azul (1 822 m), a Pedra das Bromélias (1 800 m) e a Pedra de Santo Antonio (1 400 m).[1]

O conjunto formado pela Pedra Azul e Pedra das Flores é o mais conhecido por causa de sua importância paisagística.[2] Por passarem a maior parte do tempo encobertas pelas nuvens, há um microclima super-úmido e frio em seu topo, isso faz com que muitas plantas, especialmente flores e orquídeas cresçam em seu topo (dai o nome).

A região com rica biodiversidade e diversas espécies endêmicas, foram catalogados 182 espécies de aves, 51 espécies de bromélias, e 126 espécies de orquídeas, no parque existem muitas cobras, veados, macacos, preguiças algumas onças e muitas aves, com atenção para as Andorinhas de colar branco, que migram para região durante os meses de junho a julho, quando a temperatura na região fica na casa de 0 °C, elas fazem suas tocas e se reproduzem em cavernas, na Pedra Azul, a vegetação original é a mata atlântica, com árvores que chegam a 25 metros, a muitas bromélias, samambaias e orquídeas.

No parque, ficam localizadas as nascentes do rio Jucu, braço norte e braço sul, que abastece 70% do consumo de água na Grande Vitória, além da existência de vários lagos, cachoeiras e piscinas naturais.[3]

O parque fica localizado no distrito de Pedra Azul do Aracê, região que apresenta um clima que é considerado como terceiro melhor do mundo.[carece de fontes?]

Início da Rota do Lagarto, onde estão localizadas pousadas, restaurantes e infraestrutura a turistas. É possível notar a Pedra das Flores à esquerda e a Pedra Azul à direita.

A Pedra Azul, tem esse nome devido ao fato, de que dependendo da incidência de luz solar, a pedra, pode mudar de cor, ficando por não raras vezes de cor azul ou verde e até mesmo amarela. Entretanto, a maior parte do tempo branca acinzentada. Estima-se de que a Pedra Azul mude de cor 36 vezes por dia.

É no km 89/90 da BR 262 que pode ser visto o maciço da Pedra Azul com seu pico de 1822 m de altitude. Também é conhecida como a Pedra do Lagarto pelo formato de uma saliência em forma de um animal que parece subir pela sua encosta. Aos fundos, na mesma formação rochosa de granito e gnaisse avista-se a Pedra das Flores com 1909 m de altura.

A Reserva Florestal de Pedra Azul foi transformada em Parque em 1991 com o objetivo de proteger o ecossistema de Mata Atlântica no entorno da Pedra Azul, ocupando uma área que atinge três municípios: Domingos Martins, Alfredo Chaves e Vargem Alta.

Existem quatro trilhas para percorrer: a das piscinas, do mirante, do lagarto e da base. Você pode visitar também no parque um museu ecológico que se encontra no Centro de Visitantes Júlio de Oliveira Pinho.

O parque é aberto para visitação de terça-feira a domingo. Às segundas-feiras fica fechado para manutenção. Todo passeio ao parque, deverá ser agendado com antecedência de pelo menos 1 dia, e deverá sempre ser acompanhado por um Guarda Florestal do IEMA; O horário de funcionamento do parque é de 08h00 às 17h00. O horário de saída para os passeios é 09h00 pela manhã e 13h30 à tarde.

Duração dos passeios: Até as piscinas naturais demora de 02h30 a 03h00 ida e volta; Somente as trilhas baixas (Base da Pedra Azul e Lagarto/Mirante – 01h00h a 01h30 ida e volta;

Todo visitante deverá estar trajando roupas leves e confortáveis (é permitido o uso de calças de ginástica, bermudas e calções) e calçados fechados como tênis ou botas (sem salto) com boa aderência ao solo.

Os visitantes poderão banhar-se nas piscinas naturais. Podem levar roupa de banho e, se quiserem, um lanche leve.

Para maior segurança na escalada para as piscinas naturais, o número máximo de pessoas por vez na corda é de duas pessoas e a idade mínima permitida é 10 anos.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

É possível avistar o Parque Nacional do Caparaó estando na Pedra do Lagarto, que fica a aproximadamente 110 quilômetros de distância.

Referências

  1. CEPEMAR Serviços de Consultoria em Meio Ambiente Ltda. (outubro de 2004). «Plano de Manejo do Parque Estadual da Pedra Azul» (PDF). Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo (IEMA): 177. Consultado em 16 de junho de 2022. Cópia arquivada (PDF) em 1 de fevereiro de 2022 
  2. Secretaria do Turismo do Espírito Santo (SETUR). «Belezas Naturais do Espírito Santo» (PDF). p. 4–5. Consultado em 16 de junho de 2022. Cópia arquivada (PDF) em 16 de junho de 2022 
  3. [1][ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma Unidade de Conservação da Natureza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.