Paulo Lins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paulo Lins
Nacionalidade Brasil Brasil
Gênero(s) Romance
Movimento Literatura Marginal
Magnum opus Cidade de Deus

Paulo Lins (Rio de Janeiro, 11 de junho de 1958) é um escritor brasileiro que ganhou fama com a publicação, em 1997, do livro Cidade de Deus, sobre a vida nas favelas do Rio de Janeiro.[1]

Morador da favela carioca Cidade de Deus, começou como poeta nos anos 1980 como integrante do grupo Cooperativa de Poetas, por onde publicou seu primeiro livro de poesia: Sobre o sol (UFRJ, 1986). Graduado no curso de Letras, foi contemplado – em 1995 – com a Bolsa Vitae de Literatura.

Participou como assistente de um estudo sociológico e nesse período escreveu Cidade de Deus.

Em 2002, o diretor Fernando Meirelles produziu o filme Cidade de Deus, com base no livro, que recebeu quatro indicações ao Oscar 2004 (melhor diretor, melhor fotografia, melhor montagem e melhor roteiro adaptado) e foi indicado para o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro. O roteiro é de Bráulio Mantovani.

Após, fez roteiros para alguns episódios de Cidade dos Homens, da TV Globo, e o roteiro do filme Quase dois irmãos, de 2004, de Lúcia Murat, que recebeu o prêmio de melhor roteiro da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), em 2005.

Mais recentemente, Paulo Lins trabalhou com René Sampaio, no roteiro de mais um longa-metragem, adaptação cinematográfica da letra da canção de Renato Russo, Faroeste Caboclo. [2]

Após catorze anos de trabalho intermitente, em 2012 Paulo Lins lançou seu segundo romance, Desde que o Samba é Samba, que recria ficcionalmente a invenção do samba por músicos do bairro carioca da Estácio na década de 1920[3].

Sua obra tem atraído interesse acadêmico na forma de vários artigos, dissertações e até mesmo teses. [4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.