Peeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Peeira ou fada dos lobos é o nome que se dá às jovens que se tornam guardadoras ou companheiras de lobos. Elas são a versão humana e feminina do lobisomem e fazem parte das lendas de Portugal, Europa e da Galiza.[1] A peeira tem o dom de comunicar e controlar alcatéias de lobos.[2]

Sobre as Peeiras[editar | editar código-fonte]

As Peeiras são fadas ou espíritos do sexo feminino que são protetoras dos lobos. Habitam as florestas europeias, em especial as florestas e lendas portuguesas. Dizem que uma moça pode se tornar uma peeira ao ser convocada pelo uivo de seu "lobo predestinado", ou então que seriam as sétimas filhas de um casal. Quando uma Peeira com a mudança vai para uma alcatéia, pode-se dizer que pode se curar de qualquer ferimento ou doença. O mais provável é que uma Peeira seja simplesmente uma jovem que convive com alcateias, as protege, cuida e até mesmo as controla. Peeira é o ser destinado a servir, ou orientar as criaturas raivosas e de espíritos perturbados que são os lobisomens. Ela seria como uma fonte que traria paz ao espírito perturbado dos lobisomens, acalmando a fera e fazendo-a raciocinar melhor. Uma alcatéia que possuir uma peeira é uma alcatéia poderosa, pois além de seu dom de calma ela tem o dom de se comunicar com os lobos e lobisomens, até mesmo de cura-los. São descritas como amáveis, selvagens e que até mesmo morem em bosques ou florestas, o que pode considerar elas como possíveis Ninfas. Uns dizem, que elas desenvolveram um afeto maior por lobisomens ou lobos, assim, passava a cuidar deles, já outros, afirmam que ela é um espírito de uma jovem moça que, com seus cachorros fantasmas, seduz os homens e os leva para terror de seus lobos fantasmas.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.