Philip Showalter Hench

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Philip Showalter Hench
1950
Nascimento 28 de fevereiro de 1896
Pittsburgh
Morte 30 de março de 1965 (69 anos)
Ocho Rios, Jamaica
Nacionalidade estadunidense
Alma mater Lafayette College, Universidade de Pittsburgh
Prêmios Prêmio Lasker-DeBakey (1949), Prêmio Passano (1950), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1950)
Instituições Mayo Clinic
Campo(s) fisiologia

Philip Showalter Hench (Pittsburgh, 28 de fevereiro de 1896Ocho Rios, Jamaica, 30 de março de 1965) foi um fisiologista estadunidense.

Foi agraciado, junto com Edward Calvin Kendall, com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1950. Empregou pela primeira vez a cortisona no tratamento da artrite reumatóide.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Hench, juntamente com seu colega de trabalho da Clínica Mayo, Edward Calvin Kendall, e o químico suíço Tadeus Reichstein, recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1950 pela descoberta do hormônio cortisona e sua aplicação no tratamento da artrite reumatóide. O Comitê Nobel concedeu o prêmio pelas "descobertas do trio relacionadas aos hormônios do córtex adrenal, sua estrutura e efeitos biológicos".[1][2]

Hench recebeu seus estudos de graduação no Lafayette College em Easton, Pensilvânia, e recebeu seu treinamento médico no Corpo Médico do Exército dos Estados Unidos e na Universidade de Pittsburgh. Ele começou a trabalhar na Clínica Mayo em 1923, mais tarde atuando como chefe do Departamento de Reumatologia. Além do Prêmio Nobel, Hench recebeu muitos outros prêmios e homenagens ao longo de sua carreira. Ele também teve um interesse vitalício na história e descoberta da febre amarela.

Referências

  1. «The Nobel Prize in Physiology or Medicine 1950». NobelPrize.org (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  2. «The Nobel Prize in Physiology or Medicine 1950». NobelPrize.org (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Walter Hess e Egas Moniz
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1950
com Edward Kendall e Tadeusz Reichstein
Sucedido por
Max Theiler


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) médico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.