Praça da Sé (Salvador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção Sé (Salvador) deverá ser fundido aqui. (desde janeiro de 2016)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Cheque ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Aspecto da praça.
Estátua de Zumbi dos Palmares e, ao fundo, a Catedral Basílica de Salvador, na Praça da Sé.

A Praça da Sé é um logradouro público situado na cidade de Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia, situada no seu Centro Histórico, surgida na década de 1930.

Localizada ao final da rua Chile, a Praça da Sé é acessada da Cidade Baixa pelo Plano Inclinado Gonçalves - para os pedestres - e pela Ladeira da Misericórdia, a partir da Ladeira da Montanha, por automóveis. Comunica-se com duas outras praças, limítrofes: a Praça Tomé de Sousa (onde estão a Prefeitura, o Palácio da Aclamação e o Elevador Lacerda) e o Terreiro de Jesus. A praça é terminal rodoviário, e principal via de acesso ao Pelourinho.

História[editar | editar código-fonte]

A praça é originária do processo de demolição de dois quarteirões de prédios antigos que se situavam nas antigas ruas Direita e rua do Colégio - esta última assim chamada porque levava diretamente ao Colégio e à Igreja dos Jesuítas (atual Catedral Basílica de Salvador), no Terreiro de Jesus. A antiga Sé Primacial que dá nome à praça foi demolida em 1933, embora o nome tenha permanecido.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Catedral Basílica do São Salvador da Bahia", IPAC, 2ª ed., Salvador, 2002. CDD 726.64098142