Rainha Internacional do Café

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rainha Internacional do Café
Tipo Concurso de beleza
Fundação 1957
Sede Colômbia Manizales
Coordenação Carmenza Jaramillo

Rainha Internacional do Café (em castelhano: Reinado Internacional del Café) é um dos mais tradicionais concurso de beleza realizados na Colômbia. De nível internacional (com pequena abrangência) começou a ser realizado em 1957 com o intuito de eleger dentre os respectivos países participantes e produtores/exportadores de café, a soberana da tradicional feira de Manizales. [1] Originalmente o concurso era denominado Reinado Continental del Café, pois somente países da América Latina podiam disputar, contudo, após 1972, o certame abriu a oportunidade para outros continentes participarem. O País com mais vitórias é o Brasil, com um total de oito, [2] seguido da Colômbia, com sete. A atual detentora do título é a colombiana Isabella Bermúdez Nieto, eleita em 7 de janeiro de 2023. [3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Todas as edições do evento foram e ainda são realizadas na cidade idealizadora da competição, Manizales, habitualmente transmitido ao vivo pela Telecafé no Centro Cultural "Teatro dos Fundadores", tradicional do município. [4] Manizales se converteu no polo industrial da atividade cafeeira da Colômbia, dentro da região que hoje em dia se conhece como o Eje Cafetero. As condições climáticas e geológicas desta região determinam a produção de um café de alta qualidade, com períodos de colheita curtos. Os agricultores desenvolveram técnicas de cultivo e processamento dos grãos e continuam fazendo da mesma forma até os dias atuais, mesmo com as novas técnicas de industrialização, que otimizam a qualidade do café. A região criou uma identidade própria, com costumes em torno da tradição centenária, e com ela desenvolveu uma cultura turística que se converteu num dos símbolos do país. [5]

O concurso foi programado inicialmente para ocorrer bienalmente, isto é, de dois em dois anos. Entretanto, o evento não foi realizado entre os períodos que compreenderam os anos de 1964 a 1971, e em 1977, 1978, 1980 e 1986. Divergência de datas, trocas de diretores e falta de patrocínio podem ser as possíveis causas. Já nas edições de 1980 e 1986 os motivos foram específicos: em 1980 a feira não foi realizada devido ao terremoto que atingiu a região no dia 29 de Novembro de 1979; [6] já em 1986 não se realizou devido à erupção do vulcão Nevado del Ruiz, ocorrida em 13 de Novembro 1985. [7]

Além de ser o campeão do concurso com 8 títulos, o Brasil também é o País que mais exporta sacos de café no Mundo, [8] seguido da Colômbia [9] e da Indonésia. [10] Este último só participou uma única vez da competição, em 2012 obtendo o 3º. Lugar. Muito tradicional na Colômbia - e organizado, pois elege sua reina no começo do ano corrente junto a Feira de Manizales - o Rainha Internacional do Café atingiu seu recorde de candidatas inscritas no ano de 2017, com um total de 28 aspirantes. Já o recorde negativo veio em 1984 com apenas 9 competidoras. O primeiro País da Europa a participar do concurso foi a Espanha em 1988 com Maria Escudero Contreras; já o Japão foi o primeiro do continente asiático a disputar o título em 1992 com Yumi Kuwano. O continente africano nunca disputou o título; e a única representante da Oceania na competição foi a estadunidense Brenda Lynn Ortiz do Havaí em 1987.

Vencedoras[editar | editar código-fonte]

Bienal[editar | editar código-fonte]

O concurso era realizado de dois em dois anos:

Ano Edição Vencedora País R
1957 Análida Alfaro Estripeau Panamá Panamá [11]
1959 Denise Guimarães Prado Brasil Brasil [12]
1961 Mercedes Elizabeth Von Glen Brasil Brasil [13]
1963 Ana de Lourdes Zúñiga Soto Honduras Honduras [14]

Anos 70[editar | editar código-fonte]

A disputa foi descontinuada entre 1964 até 1971:

Ano Edição Vencedora País R
1970 Não houve concurso nestes anos.
1971
1972 Maria Stella Volpe Martínez Paraguai Paraguai [15]
1973 Alicia Beatriz Daneri Batetta Argentina Argentina [16]
1974 Luz María Osorio Fernández Colômbia Colômbia [17]
1975 María Paulina Murgas Rieder Colômbia Colômbia [18]
1976 Maria de los Angeles González Porto Rico Porto Rico [19]
1977 Não houve concurso nestes anos.
1978
1979 10ª Paulina Leighton Palacios Chile Chile [20]

Anos 80[editar | editar código-fonte]

Por conta de desastres naturais ocorridos na região, as edições de 1980 e 1986 não foram realizadas:

Ano Edição Vencedora País R
1980 Não houve concurso este ano.
1981 11ª Milagros Germán Olalla República Dominicana República Dominicana [21]
1982 12ª Ana Edilma Cano Puerta Colômbia Colômbia [22]
1983 13ª Karen Patricia Mertens Chile Chile [23]
1984 14ª Ollie Thompson Bodei Honduras Honduras [24]
1985 15ª Márcia Gabrielle Brasil Brasil [25]
1986 Não houve concurso este ano.
1987 16ª Mariela Ileana Prinčič Rinaldi Argentina Argentina [26]
1988 17ª Márcia Marques de Moura Brasil Brasil [27]
1989 18ª Luana Freer Bustamante Costa Rica Costa Rica [28]

Anos 90[editar | editar código-fonte]

Ano Edição Vencedora País R
1990 19ª Daniela Yolanda Thieme Chile Chile [29]
1991 20ª Viviana Muñoz Fernández Costa Rica Costa Rica [30]
1992 21ª Margaret Nicole Geymonat Uruguai Uruguai [31]
1993 22ª Sabina Arenas Zuluaga Colômbia Colômbia [32]
1994 23ª Brenda Esther Robles Porto Rico Porto Rico [33]
1995 24ª Regilaine Bittencourt Brasil Brasil [34]
1996 25ª Cándida Lara Betances República Dominicana República Dominicana [35]
1997 26ª Mónica Chacón de Vettori Peru Peru [36]
1998 27ª Jairam Navas Domínguez Venezuela Venezuela [37]
1999 28ª Dayra del Carmen Lambis Venezuela Venezuela [38]

Anos 2000[editar | editar código-fonte]

Ano Edição Vencedora País R
2000 29ª Christine de Mezerville Costa Rica Costa Rica [39]
2001 30ª Francine Eickemberg Brasil Brasil [40]
2002 31ª Katharina Berndt Alemanha Alemanha [41]
2003 32ª Raquel Loureiro Portugal Portugal [42]
2004 33ª Daniela Scholz Alemanha Alemanha [43]
2005 34ª Aránzazu Testa Espanha Espanha [44]
2006 35ª Alice Panikian Canadá Canadá [45]
2007 36ª Fabriella Quesada Costa Rica Costa Rica [46]
2008 37ª Jessica Anne Jordan Bolívia Bolívia [47]
2009 38ª Alejandra Mesa Estrada Colômbia Colômbia [48]

Anos 2010[editar | editar código-fonte]

Ano Edição Vencedora País R
2010 39ª Mariana Notarângelo Brasil Brasil [49]
2011 40ª Sofinel Báez Santos República Dominicana República Dominicana [50]
2012 41ª Ximena Vargas Parada Bolívia Bolívia [51]
2013 42ª Ivanna Vale Colman Venezuela Venezuela [52]
2014 43ª Priscilla Durand Brasil Brasil [53]
2015 44ª Yuri Uchida Japão Japão [54]
2016 45ª Maydeliana Díaz Venezuela Venezuela [55]
2017 46ª Marilú Acevedo México México [56]
2018 47ª Carmen Porras Espanha Espanha [57]
2019 48ª Scarlet Sánchez Colômbia Colômbia [58]

Anos 2020[editar | editar código-fonte]

Ano Edição Vencedora País R
2020 49ª Iris Guerra El Salvador El Salvador [59]
2021 Não houve concurso este ano devido a Pandemia de Covid-19.
2022 50ª Ismelys Velásquez  Venezuela [59]
2023 51ª Isabella Bermúdez  Colômbia [60]

Galeria das vencedoras[editar | editar código-fonte]

Desempenho Lusófono[editar | editar código-fonte]

Brasil Para ver todas as classificações das brasileiras no concurso, vá até Rainha Brasileira do Café.

Portugal Para ver todas as classificações das portuguesas no concurso, vá até Rainha Portuguesa do Café.

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Por País[editar | editar código-fonte]

Candidatas da edição de 2022 visitando a cidade de Chinchiná.
País Títulos Vitórias
Brasil Brasil 8 1959, 1961, 1985, 1988, 1995, 2001, 2010, 2014
Colômbia Colômbia 7 1974, 1975, 1982, 1993, 2009, 2019, 2023
Venezuela Venezuela 5 1998, 1999, 2013, 2016, 2022
Costa Rica Costa Rica 4 1989, 1991, 2000, 2007
República Dominicana República Dominicana 3 1981, 1996, 2011
Chile Chile 3 1979, 1983, 1990
Espanha Espanha 2 2005, 2018
Bolívia Bolívia 2008, 2012
Alemanha Alemanha 2002, 2004
Porto Rico Porto Rico 1976, 1994
Argentina Argentina 1973, 1987
Honduras Honduras 1963, 1984
El Salvador El Salvador 1 2020
México México 2017
Japão Japão 2015
Canadá Canadá 2006
Portugal Portugal 2003
Peru Peru 1997
Uruguai Uruguai 1992
Paraguai Paraguai 1972
Panamá Panamá 1957

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. REDACCIÓN, Por (6 de janeiro de 2023). «Manizales le dio la bienvenida a las candidatas al Reinado Internacional del Café!». Caracol 
  2. Redação, Da (12 de janeiro de 2014). «Brasil manda en el Reinado Internacional del Café». La Patria 
  3. CEDEÑO, María Fernanda (9 de janeiro de 2023). «Quién es Isabella Bermúdez Nieto, la nueva Reina Internacional del Café 2023». tikitakas 
  4. REDAÇÃO, Da (29 de agosto de 2022). «Manizales o coração do café colombiano!». Fronteira Livre 
  5. MORAIS, Jamille (19 de outubro de 2019). «Região cafeeira na Colômbia!». Brasileiras pelo mundo 
  6. SHC, Por (15 de outubro de 2012). «Sismo de 1979/12/12!». Sismicidad Histórica de Colômbia 
  7. SÁNCHEZ, Felipe (13 de novembro de 2015). «A ressurreição da cidade colombiana que ficou enterrada na lama!». El País 
  8. REDAÇÃO, Da (2 de setembro de 2022). «Brasil é o maior exportador de café do mundo – veja as perspectivas para 2022!». DC Logistics Brasil 
  9. REDAÇÃO, Da (14 de julho de 2022). «Colômbia se destaca mundialmente na produção de café!». Café Point 
  10. ALBUQUERQUE, Dominic (8 de outubro de 2022). «Os 10 maiores produtores de café do mundo!». Socientifica 
  11. «Panamá in other Pageants». Wow. 19 de novembro de 2014. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  12. «Cream and Sugar». El Tiempo. 24 de março de 1979 
  13. «Túnel do Tempo: Clube vai levá-lo aos anos 60». Jornal de Lavras. 9 de agosto de 2010 
  14. Gamez, Sabino (15 de agosto de 2013). «Jennifer Valle se va a Colombia». La Prensa 
  15. Corredor, José Fernando (24 de dezembro de 1971). «¡El 3, concentración en Bogotá!». El Tiempo 
  16. West, Donald (1 de março de 2015). «Reinado Internacional del Café». Pageantopolis. Consultado em 9 de junho de 2010. Arquivado do original em 14 de outubro de 2013 
  17. Fernández, Luz Maria Osorio (2 de janeiro de 1979). «¡Linda Locura!». El Tiempo 
  18. Goenaga, Beatriz de (26 de setembro de 1984). «Sociales de Barranquilha». El Tiempo 
  19. «Cobertura Especial Reinado Internacional del Café». Metro Flog. 19 de dezembro de 2009 
  20. Caicedo, Carlos (2 de janeiro de 1979). «¡Reina del Café!». El Tiempo 
  21. Mahecha, Fernán Martinez (7 de janeiro de 1981). «Para República Dominicana el Reinado del Café». El Tiempo 
  22. Serre, Andre (1 de outubro de 2008). «Miss Colombia que son un misterio para missologos». Foro Univision 
  23. Duque, Ana Lucía (2 de janeiro de 1983). «Doce países en Reinado del Café». El Tiempo 
  24. «Honduras ha ganado 2 coronas en el Reinado Internacional del Café!». Voy Forums. 11 de novembro de 2012 
  25. São Paulo, UOL (13 de janeiro de 2014). «Brasileira é eleita Rainha Internacional do Café 2014!». UOL 
  26. «Modelo eleita 'Rainha Internacional do Café 2014' já morou na cidade de Campo Formoso-B!». Esmeralda Notícias. 10 de dezembro de 2000 
  27. «Reina Internacional del Cafe Brasil 2005!». Misses do Brasil. 20 de janeiro de 2010 
  28. «Una modelo que llegó para Reinar». Oo Cities. 11 de outubro de 2014 
  29. Güiraldes, Ricardo (10 de janeiro de 1990). «Yo también fui reina de Chile». Chilean Charm 
  30. Value, Null (8 de janeiro de 1991). «Archivo: Viviana Muñoz Fernández Reina Obsesiva». El Tiempo 
  31. Value, Null (13 de janeiro de 1992). «Archivo: Margaret Nicole Geymonat». El Tiempo 
  32. Value, Null (14 de janeiro de 1993). «Archivo: Sabina Arenas Zuluaga». El Tiempo 
  33. User, Super (23 de maio de 2014). «Brenda Ester Robles Cort, Miss Coffee International 1994.». The Pageant Network 
  34. «Brasileiras no Miss Mundo!». Misses do Brasil. 2 de maio de 2008 
  35. Senior, Agente (16 de maio de 2009). «Reinas de Republica Dominicana en el Reinado Internacional del Cafe!». Foro Univision 
  36. Terra, Famosos (11 de janeiro de 2014). «Mónica Chacón: recuerda la carrera de la exitosa top model!». Terra 
  37. Chris, Fanatic (1 de novembro de 2004). «Nuestras Venezolanas en el Reinado Internacional del Café!». Foro Univision 
  38. User, Super (29 de agosto de 2014). «Daira del Carmen Lambis, Miss Coffee International 1999!». The Pageant Network 
  39. Value, Null (11 de janeiro de 2000). «Entre Reinas, terminó la feria de Manizales!». El Tiempo 
  40. Dill, Utilizador (26 de agosto de 2001). «Francine Eickemberg, Reina Internacional del Café 2000, fala exclusivamente para o Miss Brazil on Board!». Voy Forums 
  41. Value, Null (14 de janeiro de 2002). «Alemania, Reina del Cafe!». El Tiempo 
  42. Rodriguez, Julio (10 de janeiro de 2004). «Noticias del Reinado Internacional del Café 2004!». Belleza Venezolana 
  43. Rodriguez, Julio (11 de janeiro de 2004). «Reina Internacional del Café 2004, Alemania!». Belleza Venezolana 
  44. Rodriguez, Julio (11 de janeiro de 2005). «Reina Internacional del Café 2005!». Belleza Venezolana 
  45. Colombia, Viaja (10 de janeiro de 2006). «Alice Panikian, nueva Reina Internacional del Café!». Viaja Colombia 
  46. Solano, Gabriela (4 de outubro de 2007). «De una corona al bisturí.». al Día 
  47. Espectador, El (9 de janeiro de 2012). «Bolivia ganó el Reinado Internacional del Café!». El Espectador 
  48. Santa Fe, Radio (11 de janeiro de 2009). «Alejandra Mesa Estrada es la nueva Reina Internacional del Café!». Radio Santa Fe 
  49. Foreigners, in UK (15 de janeiro de 2010). «Miss Brazil crowned International Queen of Coffee 2010.». Foreigners in UK. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  50. Minuto, 30.com (9 de janeiro de 2011). «Sofinel Báez Santos, de República Dominicana, nueva reina internacional del café!». Minuto 30.com 
  51. Agencia, Efe (10 de janeiro de 2012). «Ximena Vargas, Reina Internacional del Café!». Los Tiempos. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  52. Santiso, Andreína Martínez (14 de janeiro de 2013). «Ivanna Vale Colman se coronó Reina Internacional del Café!». El Nacional. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  53. Quintela, Gabriela (28 de janeiro de 2014). «Eleita Rainha na Colômbia, paraibana vê preconceito no Brasil.». Tudo Miss e Tudo Mais 
  54. News, GB (11 de janeiro de 2015). «Japan wins International Queen of Coffee 2015 title!». Global Beauties. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  55. News, GB (10 de janeiro de 2016). «Venezuela wins International Queen of Coffee 2016!». Global Beauties. Consultado em 10 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2016 
  56. Acevedo, Genésis (8 de janeiro de 2017). «La Corona del Reinado Internacional del Café 2017 se queda en América Latina!». El Tubazo Digital. Consultado em 8 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2017 
  57. COLPRENSA, Por (14 de janeiro de 2018). «Carmen Serrano Porras, la española que se quedó con el reinado del Café!». El País 
  58. Fontes, Henrique (13 de janeiro de 2019). «Innessa Pontes é finalista do Reinado Internacional do Café; Colômbia vence!». CNB 
  59. a b BHARDWAJ, Pryia (12 de janeiro de 2019). «Iris Yazminhe Guerra of El Salvador crowned Reinado Internacional del Café 2020!». Angelopedia 
  60. REDACCIÓN, Por (7 de janeiro de 2023). «Colombia se coronó como la nueva Reina Internacional del Café 2023!». Semana 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]