República Popular Bielorrussa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



Белару́ская Наро́дная Рэспу́бліка
Bielaruskaja Narodnaja Respublika

República Popular Bielorrussa

Irreconhecido

Flag of the Russian Soviet Federative Socialist Republic (1918–1937).svg
1918 – 1919 Flag of Byelorussian SSR.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão de Armas
Localização de Bielorrússia
Continente Europa
Região Leste Europeu
País Bielorrússia
Capital 1918  Minsk · Vilnius
1918–1919  Hrodna
Capital-no-Exilio [[1919–1923  Kaunas
1923–1945  Praga
1948–1970  Paris
1970–1983  Toronto
1983–present  Nova York]]
Língua oficial Bielorrusso
Governo República
Presidente
 • 1918-1919 Jan Sierada
 • 1919 Piotra Krečeŭski
Período histórico Primeira Guerra Mundial
 • 25/03 de 1918 Independência
 • 5/01 de 1918 Invasão soviética

A República Popular da Bielorrússia (em bielorrusso: Белару́ская Наро́дная Рэспу́бліка, IPA[bʲeɫaˈruskaja naˈrodnaja rɛsˈpublʲika], translit. : Belaruskaya Narodnaya Respublika), conhecida historicamente como República Democrática da Rutênia Branca (em alemão: Weißruthenische Volksrepublik, em francês: République Démocratique de la Ruthénie Blanche[1])) foi um Estado independente bielorrusso que declarou sua independência em 1918. Também conhecida como República Democrática Bielorrussa ou República Nacional Bielorrussa, para se distinguir das repúblicas populares comunistas do período, a BNR foi reconhecida por diversos países, porém deixou de existir depois que a Bielorrússia passou para o controle da União Soviética, com a fundação da República Socialista Soviética Bielorrussa em 1919, embora as autoridades da BNR tenham posteriormente formado um governo no exílio

História[editar | editar código-fonte]

Com a Revolução Russa de Fevereiro foi criada a República Russa. Os movimentos separatistas pela independência de províncias começaram. Ouve discussões sobre a Bielorrússia ganhar independência ou autonomia na Rússia. Após a Revolução Russa de Outubro os alemães tentam a paz com os Bolcheviques mas falham. Representantes da maioria das regiões da Bielorrússia, e de diferentes potências políticas (Maioria da Esquerda) formaram o Conselho Nacional da Bielorrússia no final 1917. Tanto os Bolcheviques quantos os alemães se recusaram a reconhecer o Conselho e interferiram na sua atividade. Apesar os alemães viram uma Bielorrússia independente como parte de seu plano de implantar Estados-tampões pela Mitteleuropa (Europa-Central). Paralelamente com negociações realizadas entre o governo alemão e os Bolcheviques, o Conselho Bielorrússia começou a exigir um status autônomo da Bielorrússia, começando novamente as discussões sobre se deveria tornar uma autonomia dentro da Rússia, ou declarar independência.

Proclamação da República Nacional[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira Carta Constituinte, aprovada em 01º de Março de 1918, o Conselho Bielorrusso declarou-se o único poder legítimo dentro da Bielorrússia. Em 03 de Março de 1918, as Potências Centrais e os Bolcheviques assinam o Tratado de Brest-Litovsk, onde a Alemanha, a Austro-Hungria e a Turquia-Otomana iriam ocupar a Polônia, Bielorrússia, Criméia e os estados bálticos (Alemanha), Ucrânia, Romênia, Sul da Polônia, Donetsk e Lugansk (Austro-Hungria), Geórgia e Arménia (Turquia-Otomana). Em 09 de Março de 1918, o conselho bielorrusso emite sua segunda carta constituinte que que declara a independência da República Nacional da Bielorrússia.

Em 25 de Março, a BNR, foi oficialmente declarada.

Durante sua curta existência, o governo construiu 350 escolas e estreitou laços com a República Nacional da Ucrânia, e a RNU forneceu alimento à Bielorrússia, evitando a fome no país. Em 11 de Outubro é aprovada a constituição da BNR. Em 11 de Novembro, com a rendição da Alemanha, a URSS desrespeita o tratado de Brest-Litovsk, e em 01º de Janeiro começa a invasão soviética. Em 05 de Março a BNR é extinta.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre República Popular Bielorrussa