Ricarda Huch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ricarda Huch
Ricarda Huch
Nascimento 18 de julho de 1864
Braunschweig, Ducado de Brunswick
Morte 17 de novembro de 1947 (83 anos)
Kronberg im Taunus, Alemanha Nazista
Nacionalidade alemã
Ocupação poetisa, filósofa e historiadora
Prémios Prémio Goethe (1931)

Ricarda Huch (Braunschweig, 18 de julho de 1864Kronberg im Taunus, 17 de novembro de 1947) foi uma poetisa, filósofa e historiadora alemã e uma das maiores intelectuais de seu tempo.

Formada em história, escreveu diversos livros sobre história europeia, bem como poemas, romances e peças de teatro. O asteroide 879 Ricarda é em sua homenagem. Foi indicada ao Nobel de Literatura sete vezes e em 1931 foi agraciada com o Prêmio Goethe.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ricarda nasceu em 1864, em Braunschweig, na época capital do Ducado de Brunswick. Era filha de Marie Louise e Georg Heinrich Huch, uma família de comerciantes. Seu irmão Rudolf e seus primos Friedrich e Felix eram escritores.[2] As universidades alemãs não aceitavam mulheres na época, então Ricarda se mudou para Zurique, em 1887, onde prestou exames admicionais para a Universidade de Zurique.[2]

Na universidade, Ricarda estudou história, onde fez doutorado em 1892. Enquanto estudante, conheceu Marie Baum, Hedwig Bleuler-Waser e Marianne Plehn, que também tinham ido para Zurique para estudar. Depois de seu doutorado, Ricarda conseguiu um cargo na biblioteca pública de Zurique e em 1896 começou a lecionar em uma escola para moças em Bremen.[2]

Morte[editar | editar código-fonte]

Ricarda morreu em 17 de novembro de 1947, em Kronberg im Taunus, aos 83 anos. Ela foi sepultada no Cemitério de Frankfurt am Main.[2]

Referências

  1. «Nomination Database». Prêmio Nobel. Consultado em 18 de agosto de 2020 
  2. a b c d Skidmore, James Martin (2005). The Trauma of Defeat: Ricarda Huch's Historiography During the Weimar Republic. [S.l.]: Peter Lang. ISBN 9783039107605