Rio Barigui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Rio Barigui
mbariwi’ý
Rio Barigoihy[1]
Comprimento 66 km
Nascente Na Serra da Betara em Almirante Tamandaré
25° 14' 18" S 49° 18' 48" O (Aprox.)
Altitude da nascente 1 060 m
Foz No Rio Iguaçu na divisa entre Araucária e Curitiba
25° 38' 27" S 49° 21' 56" O
Altitude da foz 864 m
Área da bacia 279 km²
Região hidrográfica Região hidrográfica do Paraná
Afluentes
esquerda
Arroio da Ordem, Arroio do Andrada, Arroio Pulador, Córrego da Vila Izabel, Córrego Mercês-Barigui, Rio Passo do França e Rio Vila Formosa
Afluentes
direita
Rio Tanguá, Rio Uvu, Ribeirão dos Muller e Rio Campo Comprido.
Maior cidade Curitiba
Coordenadas 25° 28' 44" S 49° 19' 58" O

O Rio Barigui é um rio localizando na Região Metropolitana de Curitiba.

O rio nasce no encontro com o Arroio Antônio Rosa, no município de Almirante Tamandaré e corta 18 bairros de Curitiba até encontrar com o Rio Iguaçu, no extremo sul da cidade, no bairro Caximba.

O nome Barigui é palavra proveniente do tupi-guarani mbariwi’ý e significa “rio dos mosquitos-pólvora”.[2][3]

Nascente[editar | editar código-fonte]

O Rio Barigui nasce na Serra da Betara[4], em Almirante Tamandaré e deságua no Rio Iguaçu, no bairro Caximba em Curitiba, onde está localizado o Aterro Sanitário de Curitiba, fazendo divisa com o município Fazenda Rio Grande e o município de Araucária. Sua extensão é de de 66 quilômetros, depois de passar pelos parques Aníbal Khury, Tanguá, Tingui e Barigui.

Principais Afluentes[editar | editar código-fonte]

Na margem direita: Rio Tanguá, Rio Uvu, Ribeirão dos Muller e Rio Campo Comprido. Na margem esquerda: Rio Vila Formosa, Rio Passo do França, Córrego da Vila Izabel, Córrego Mercês-Barigui, Arroio do Andrada, Arroio da Ordem e Arroio Pulador.

Córrego Mercês-Barigui[editar | editar código-fonte]

A nascente do Córrego Mercês-Barigui está localizada na Rua José Casagrande em Curitiba, estando enquadrado como Classe Dois, ou seja, considerado pouco comprometido, conforme Portaria SUREHMA 20.

Bacia do Barigui[editar | editar código-fonte]

A bacia do Barigui é formada pelo leito principal, o Rio Barigui, e mais quatrocentas microbacias, sendo considerada a maior de Curitiba.

Principais Problemas Ambientais da Bacia do Rio Barigui[editar | editar código-fonte]

  • Ligações irregulares da rede de esgoto
  • Domicílios irregulares na bacia, que estão ocupando a Área de Preservação Permanente, sendo residências nas margens do Rio Barigui.

Principais ações na bacia do Rio Barigui[editar | editar código-fonte]

Em Curitiba: revitalização do Rio Barigui: implantação de áreas de preservação e de lazer ao longo dos rios Barigui (ex.: Parque Guairacá) e intensificação das ações de fiscalização e de educação ambiental. Perfilamento do Rio Barigui (trechos Sul e Norte): consiste no alargamento da calha, rebaixamento do fundo do rio e a recomposição das margens e taludes. Bacias de Retenção e de Contenção do Rio Barigui: As bacias de retenção servem para acumular a água e as bacias de detenção são uma alternativa de prevenção a enchentes em áreas secas, geralmente gramadas, preparadas para absorver água das chuvas nos dias em que elas ocorrem e que, depois, nos demais dias, podem ter outra utilidade, como, por exemplo, área de recreação. Conduto forçado - Conjunto Olaria; Muros de contenção (trechos Sul e Norte); Galerias celulares (Rua Cel. Carlos V. de Camargo, Rua Marchanjo Bianchini, Córrego Passo do França - Linha Verde). As ações compreendem o Projeto Viva Barigui e o Programa Rio Parque, os quais estão inseridos no Programa de Aceleração do Crescimento - PAC2 Drenagem.[5][6][7][8][9][10]

Parque Ambiental Aníbal Khury[editar | editar código-fonte]

Com 220.000 metros quadrados, está localizado às margens do Rio Barigui, junto à rodovia que liga Curitiba a Almirante Tamandaré.

Referências

  1. «Coluna Nossa História: Rio Barigui». 06/12/2013. Consultado em 15/01/2017 
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 172
  3. Vocábulo tupi Dicionário USP
  4. "Avaliação da composição química de sedimentos do Rio Barigüi na região metropolitana de Curitiba". Química Nova. Visitado em 15/01/2017.
  5. Portal da Transparência Site PMC
  6. Rio Barigui Jornal Caderno do Bairro - Campo de Santana, Caximba e Região
  7. Rio Barigui PMC
  8. Revitalização Rio Barigui - Planejamento Estratégico para Revitalização da Bacia do Rio Barigüi Site PMC
  9. Noticias Site PMC
  10. Despoluição Bem Paraná
Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.