Rossini Pinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rossini Pinto
Nascimento 24 de janeiro de 1937
Mimoso do Sul,  Espírito Santo
Morte 25 de junho de 1985 (48 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Cantor
Compositor
Produtor Musical

Rossini Pinto (Ponte de Itabapoana, Mimoso do Sul, 24 de janeiro de 1937Rio de Janeiro, 25 de junho de 1985) foi um cantor, compositor e produtor musical brasileiro. Um dos mais importantes nomes da Jovem Guarda, ajudou a consagrar vários dos artistas do movimento, entre os quais Roberto Carlos e Erasmo Carlos, com composições próprias e versões em português do rock britânico e americano.

Natural do Espírito Santo, mudou-se para o Rio de Janeiro em meados da década de 1950. Em 1955, trabalhava como repórter do diário esportivo Jornal dos Sports e do matutino Correio da Manhã. Começou sua carreira musical por acaso, em 1960, ao musicar o poema Convite de Amor, do então Presidente da República, Jânio Quadros. Desde então, passou a ser solicitado por gravadoras.

Rossini acabou assinando contrato com a Copacabana Discos e, 1961, lançou seu primeiro disco com as canções Rock Presidencial, de sua autoria, e Vamos Brincar de Amor?, de Vadico e Herberto Sales.

Como intérprete, seus maiores sucessos foram Voa, Passarinho, Viu no que Deu? (ambas de sua autoria e de Fernando Costa), Ford de Bigode (Ivanildo Teixeira e Paulo Brunner), gravada com Renato e Seus Blue Caps e Carruagem gravada pelos Fevers em 1976. "Amor e Desprezo" de sua autoria, gravada no disco As 14 Mais de 1963, é uma de suas músicas mais tocadas até hoje. Rossini Pinto tornou-se um autor requisitado no movimento da Jovem Guarda quando Roberto Carlos gravou algumas das suas composições, como "O leão está solto nas ruas" (em 1964), "Eu te adoro, meu amor" (em 1965-LP JOVEM GUARDA), "Parei, olhei"(65-RC Canta para a Juventude) e "Só vou gostar de quem gosta de mim"-67(RC em Ritmo de Aventura) . Entre outros artistas que gravaram suas composições é de destacar Emilinha Borba ("Me leva pro céu" em 1962), Wanderléa ("Sem amor ninguém vive" em 1964) ou Golden Boys ("Se eu fosse você" em 1966).

Rossini Pinto morreu em consequência de insuficiência renal aguda[1].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Veja, edição 878, de 3 de julho de 1985
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.