Rouxinol do Rinaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rouxinol do Rinaré Academia Brasileira de Letras
Rouxinol do Rinaré na sua casa
Nome completo Antonio Carlos da Silva
Nascimento 28 de setembro de 1966 (50 anos)
Quixadá,  Ceará
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Cordelista
Principais trabalhos Patativa do Assaré deixa o Nordeste de luto,
Raul Seixas e Elvis Presley ,
Saiona, a mulher dos olhos de fogo
Gênero literário Cordel
Página oficial
http://www.rinare.hpg.com.br/

Rouxinol do Rinaré, (Quixadá, 28 de setembro de 1966), cujo nome de batismo é Antonio Carlos da Silva é um poeta cordelista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Quixadá em 28 de setembro de 1966, passou parte de sua infância no sertão do Ceará, e outra parte em Pindaré-Mirim, (MA). Mudou-se nos anos '90 para Pajuçara (Maracanaú) e fundou SOCIARTE e os periódicos literários A Porta Cultural dos Aletófilos e O Benemérito, com a colaboração de outros amigos e poetas. Figura entre os membros da ABC (Academia Brasileira de Cordel) e da Sociarte (Sociedade dos Amigos de Rodolpho Theóphilo)

Sua casa Editora è a Tupynanquim, e seus colegas cordelistas são Klévisson Viana, Queiroz de França, Serra Azul, Francisco Bento e Cláudio Magalhães (Zé Cariri). Seu versejar tem sido citado por diversas vezes na imprensa internacional, particularmente na França (revistas Latitudes, Quadrant e Infos Brésil). Tem sua produção presente em várias antologias, dentre elas: Cordel Canta Patativa e CAOS Portátil - Um Almanaque de Contos. Seu livro O Alienista em Cordel (Nova Alexandria) foi selecionado para as escolas de Belo Horizonte (MG) e duas vezes para projetos da Biblioteca Nacional (RJ).

Tem uma filha Julie Ane (18 anos) que è tambèm cordelista.

Cordeis[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Um Curumim, um Pajé e a lenda do Ceará (Infanto-juvenil, Editora IMEPH-CE, 3ª edição)(*)
  • O Sapo com medo d’água (Infanto-juvenil, Editora IMEPH-CE)(*)
  • O Gato de botas, em cordel (Editora Escala Educacional-SP).
  • O Alienista, em cordel (Editora Nova Alexandria-SP).
  • Cordel-Rouxinol do Rinaré (Coletânea-Editora Hedra-SP).
  • Cordel: Criar, Rimar e Letrar (*) (em parceria com Arlene Holanda), para professores e interessados em técnica de produção de cordel ou uso do cordel na escola. – EDITORA IMEPH`-CE
  • A origem do Guaraná (Infanto-Juvenil, 40p. - Conhecimento Editora-CE)(*)
  • Folclore Brasileiro (Infanto-Juvenil, 24p. – Editora Conhecimento-CE) (*)
  • Cavalo de Talo, Boneca de Milho (Infanto-Juvenil, Edições Demócrito Rocha-CE)
  • Povo Marcado (parceria Klévisson Viana) - Quadrinhos-edição Sindicato dos Sapateiros.
  • TRENDS-Sonhando e projetando o futuro (parceria Klévisson Viana).

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Medalha Umberto Peregrino, novembro de 2004, I Festival Internacional de Repentistas e Trovadores no Sertão Central (em Quixadá-Ce). Homenagem da Academia Brasileira de Literatura de Cordel-ABLC, Rio de Janeiro.
  • Conquistou três prêmios nacionais em Concursos de Literatura de Cordel e em 2010 foi contemplado no Ceará com o Prêmio Alberto Porfírio de Literatura de Cordel.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CAMPOS, Alex Sander Luiz. Machado de Assis em cordel: "O alienista" nos versos de Rouxinol do Rinaré. In: OLIVA, Osmar Pereira (Org.). Tradições e traduções. Montes Claros, MG: Ed. Unimontes, 2014. p. 57-76.
  • MELO, Lilian; MENDES, Luana: Não deixem que morra o Cordel: Tradição e Modernidade na Literatura Popular em Verso, São Paulo,2002
  • VIANA, Klévisson: Os miseráveis em cordel. São Paulo, Ed. Nova Alexandria, 2008