Safia Farkash

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Safia Farkash (nascido el-Brasai), é a viúva do antigo líder líbio, Muammar Gaddafi, e mãe de sete de seus oito filhos biológicos. De todas as primeiras-damas, cujos maridos foram derrubados na Primavera Árabe (Leila Ben Ali e Suzanne Mubarak), Safia destacou-se pela imensa riqueza independente que possuía, como é relatado cerca de $ 30 bilhões de dolares estadunidenses e sua grande influência na Líbia.[1]

Há duas teorias diferentes sobre sua origem, mas nenhuma foi confirmada, uma vez que, o clã de Safia, ao contrário do clã de Gaddafi, não possuía tanta fama. A primeira sustenta que ela nasceu em uma família de uma tribo do leste da Líbia, na cidade de al Baida, e teria se formado como enfermeira.[1] De acordo com outras fontes, Safia teria nascido em Mostar, Bósnia e Herzegovina[2] [3] (sob o nome Zsófia Farkas)[2] [4] , tendo, além disso, origem croata [5] e húngara.[4]

Safia conheceu Gaddafi enquanto ele estava hospitalizado por apendicite em 1971.[6] Apenas são conhecidos detalhes sobre como foi seu encontro com o ditador, mas no mesmo ano já teria se casado com ele em Trípoli, tornando-se a segunda esposa de antigo líder líbio.[7]

Ela tomou conta do filho que Gaddafi teve pelo seu primeiro casamento, Muhammad Gaddafi. Mais tarde, teve com ela sete filhos. Também adotou uma garota chamada Hana.[8] Eles viviam juntos no complexo militar de Bab al-Azizia.

Safia ficou com seu marido e sua família durante a Guerra Civil Líbia de 2011, em sua casa em Tripoli. Os governos da França e do Reino Unido lideraram uma rodada de sanções da ONU que congelaram cerca de 18 bilhões de libras em controle estatal e individualmente de Farkash. Em maio de 2011, deu sua primeira entrevista à imprensa por telefone à CNN, apoiando o regime de seu marido.

Em 27 de agosto, quando rebeldes tomaram Tripoli, ela e seus filhos Muhammad, Hannibal e Aisha (sendo esta última grávida) deixaram o país em um trajeto para a Argélia em comboio de seis blindados Mercedes-Benz através da cidade fronteiriça de Ghadames às 8:45 hora local, como foi confirmado pelo representante da Argélia na ONU.[9]

Referências

  1. a b «Libya’s first lady owns 20 tons of gold». Al Arabiya. 6 March 2011. Consultado em 29 August 2011. 
  2. a b «Word View from Off the Strip – Gaddafi's wife Safiya» Word View from Off the Strip [S.l.] 25 February 2011. Consultado em 20 October 2011. 
  3. «Journal – Aus Zsófia Farkas wurdeSafiya al-Barassi al-Gaddafi» Journal [S.l.] 16 July 2011. Consultado em 22 October 2011. 
  4. a b «Budepest Report – Gaddafi's wife revealed to be Hungarian» Budapest Report [S.l.] 18 April 2011. Consultado em 20 October 2011. 
  5. «Gaddafi Could Seek Refuge in Croatia or Serbia? Not Likely» Isa Intel [S.l.] 29 August 2011. Consultado em 22 October 2011. 
  6. United Nations - SC/10541
  7. http://www.cbc.ca/news/world/story/2011/02/22/f-gadhafi-family.html
  8. http://feb17.info/media/cnn-first-interview-with-gaddafis-wife-safia/
  9. The Guardian (29 de agosto de 2011). «Gaddafi family escapes to Algeria».