Samuel Delany

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Samuel Delany
Samuel Ray Delany Jr.
Nascimento 1 de abril de 1942 (79 anos)
Nova York, Estados Unidos,
Residência Upper West Side, Nova Iorque
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Cônjuge Marilyn Hacker
Alma mater City College of New York
Ocupação Escritora, editor e professor universitário
Prémios Prémio Hugo
Prémio Nebula
Gênero literário Ficção científica
Fantasia
Crítica feminista
Magnum opus Babel-17

Samuel Ray Delany Jr. (1º de Abril de 1942, cidade de Nova Iorque) é um intelectual estadunidense, crítico literário e autor de ficção científica e de literatura gay. Delany foi o primeiro escritor de ficção científica negro a receber as mais altas honrarias do gênero literário, o Prêmio Nebula e o Prêmio Hugo.[1]

As críticas, memórias e ensaios sobre literatura, sexualidade e sociedade de Delany são amplamente reconhecidos no mundo acadêmico. Seus escritos não só demonstraram maestria na literatura, crítica e história intelectual, como também engajaram-se em tópicos vitais de seu tempo, isto é, a segunda metade do século XX: raça e racismo, libertação gay, feminismo e a crise da AIDS.[1]

Entre seus romances destacam-se Babel-17, The Einstein Intersection (vencedores do Prêmio Nebula de 1966[2] e 1967,[3] respectivamente) Nova, Hogg, Dhalgren e a série The Return to Nevèrÿon. Já entre suas obras de não ficção, pode-se citar Times Square Red, Times Square Blue; About Writing e oito livros de ensaios.[4]

Depois de ganhar quatro prêmios Nebula e dois prêmios Hugo ao longo de sua carreira, Delany foi introduzido no Science Fiction and Fantasy Hall of Fame no ano de 2002.[5][6] Antes disso, em 1997, ele ganhou o Prêmio Kessler. Já em 2010, recebeu o terceiro Prêmio J. Lloyd Eaton pelo conjunto de sua obra em ficção científica. Em 2013, os Escritores de Ficção Científica da América o nomearam como o 30º Grande Mestre; no mesmo ano, recebeu o Prêmio Brudner da Universidade Yale, por suas contribuições à literatura gay. Em 2016, foi introduzido no Hall da Fama dos Escritores do Estado de Nova York. Por fim, em 2021, Delany recebeu o 2021 Prêmio Anisfield-Wolf.[7]

Foi professor de literatura comparada e escrita criativa por quatro décadas (1975-2015) nos pólos da Universidade Estadual de Nova Iorque em Buffalo e Albany, na Universidade de Massachusetts Amherst e na Temple University na Filadélfia.[8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Samuel Ray Delany, Jr. nasceu no dia 1º de abril do ano de 1942 e foi criado no Harlem, bairro de Manhattan, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Sua mãe, Margaret Carey Boyd Delany (1916–1995), era escriturária no sistema de Biblioteca Pública de Nova York; e seu pai, Samuel Ray Delany Sênior (1906–1960), dirigia uma casa funerária. Seu avô, Henry Beard Delany (1858-1928), que foi um escravizado, foi o primeiro bispo negro da Igreja Episcopal dos Estados Unidos.[9] Outros membros notáveis da família incluem a poetisa Clarissa Scott Delany, expoente do movimento cultural de renascimento do Harlem,[10] e o juiz Hubert Thomas Delany, que eram seus tios. Teve, também, como tias as ativistas do movimento de direitos civis estadunidense Sarah e Elisabeth Delany (também conhecidas como Sadie e Bessie, respectivamente).[4] Ele usou as aventuras vividas por elas como base para sua obra Elsie e Corry em Atlantis: Model 1924, romance de abertura de sua coleção semi-autobiográfica entitulada Atlantis: Three Tales.[1]

Referências

  1. a b c Tucker, Jeffrey A. (2004). A sense of wonder : Samuel R. Delany, race, identity and difference. Middletown, Conn.: Wesleyan University Press. ISBN 0819566896. OCLC 54035217 
  2. «1966 Award Winners & Nominees». Worlds Without End. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  3. «1967 Award Winners & Nominees». Worlds Without End. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  4. a b Lukin, Josh (1 de novembro de 2006). «About Samuel Delany». the minnesota review (65-66): 75–82. ISSN 0026-5667. doi:10.1215/00265667-2006-65-66-75. Consultado em 2 de julho de 2021 
  5. «Delany, Samuel». The Locus Index to SF Awards: Index of Literary Nominees. Locus. Arquivado do original em 16 de outubro de 2012 
  6. «Science Fiction and Fantasy Hall of Fame». www.midamericon.org. Consultado em 3 de setembro de 2016 
  7. «Introducing Our Class of 2021». Anisfield-Wolf Book Awards. April 5, 2021. Consultado em April 5, 2021  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  8. «Retirement party announcement». Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  9. Laing, Brian (2003). Henry Beard Delany and Emma Beard Delaney: Two African-Americans who rose from the obscurity of an enslaved family to achieve distinguished success in their individual lives. Union Institute and University.
  10. Bracks, Lean'tin L.; Smith, Jessie Carney (2014). Black women of the Harlem Renaissance era. Lanham: Towman & Littlefield. ISBN 9780810885431. OCLC 894554745