Shenzhou 9

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shenzhou 9
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada 湄公河 ("Mekong")
Operadora CMSA
Foguete Longa Marcha 2F
Espaçonave Shenzhou
Número de tripulantes 3
Base de lançamento Jiuquan LA-4/SLS-1
Lançamento 16 de junho de 2012
10:37:24 UTC[1]
Jiuquan
Aterrissagem 29 de junho de 2012
02:02:49 UTC[1]
Bandeira de Dorbod[1]
Órbitas 198[1]
Duração 12d 15h 25m 24s[1]
Imagem da tripulação
Da esquerda para direita: Jing Haipeng, Liu Wang e Liu Yang
Da esquerda para direita:
Jing Haipeng, Liu Wang e Liu Yang
Navegação
Shenzhou 8
Shenzhou 10

Shenzhou 9 foi a quarta missão tripulada do programa espacial chinês Shenzhou, lançada do Centro de lançamento de satélites de Jiuquan, no Deserto de Gobi, em 16 de junho de 2012. A missão teve valor histórico por ser a primeira em que um chinês foi ao espaço pela segunda vez, o comandante Jing Haipeng, e por levar pela primeira vez ao espaço uma mulher chinesa, a taikonauta Liu Yang.

O objetivo da missão da missão foi a de realizar a primeira acoplagem de uma nave tripulada com o módulo-laboratório Tiangong 1, em órbita terrestre desde setembro de 2011.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Posição[2] Taikonauta
Comandante China Jing Haipeng
Operador China Liu Wang
Pesquisadora China Liu Yang
primeira chinesa no espaço

Missão[editar | editar código-fonte]

Diagrama da Shenzhou 9 acoplada com a estação Tiangong 1.

Em março de 2012, a Administração Espacial Nacional da China (ASNC) anunciou que a lista inicial da tripulação para a Shenzhou 9 incluiria mulheres taikonautas. Em princípio, a capitã da Força Aérea Chinesa Wang Yaping foi anunciada como a escolhida, mas na véspera do lançamento houve o anúncio oficial de que a integrante da missão seria a major-piloto Liu Yang. Yaping ficou como reserva.[3]

A nave foi lançada do Centro de Jiuquan às 10h37min24 UTC de 16 de junho, no topo de um foguete Longa Marcha 2F, e acoplou-se com sucesso com o módulo Tiangong 1 às 6h07 UTC de 18 de junho. Durante o período de acoplamento, dois taikonautas dormiram no módulo e um na Shenzhou 9. [4] Seis dias depois do primeiro acoplamento automático dirigido do solo, os taikonautas desacoplaram a nave da estação e, manualmente, a acoplaram novamente.[5]

Depois de treze dias da bem sucedida missão, a Shenzhou 9 voltou à Terra com a tripulação, pousando em segurança na Mongólia Interior na manhã (02h01 UTC) de 29 de junho de 2012.[6] A missão contou com o apoio de solo e monitoramento da Estação Terrena Brasileira de Alcântara (MA), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).[7]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «Shenzhou 9». 21 de março de 2021. Consultado em 17 de setembro de 2021 
  2. «Role». 3 de junho de 2022. Consultado em 4 de junho de 2022 
  3. Space.com, "China Unveils Astronaut Crew, 1st Female Spaceflyer, for Saturday Launch", 15 June 2012, Clara Moskowitz
  4. «China's Shenzhou-9 successfully docks with Tiangong-1». NASA Spaceflight.com. Consultado em 18 de junho de 2012 
  5. Associated Press (24 de junho de 2012). «Chinese spacecraft Shenzhou 9 makes first manual docking with space module». The Guardian. Consultado em 25 de junho de 2012 
  6. «Shenzhou 9 spacecraft returns to Earth». The Guardian. Consultado em 30 de junho de 2012 
  7. «INPE acompanha missão tripulada chinesa». INPE Notícias. 16 de junho de 2012. Consultado em 16 de junho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Soyuz TMA-04M
Voos tripulados
Sucedido por
Soyuz TMA-05M