Sinval Saldanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sinval Saldanha
Governador do Rio Grande do Sul
Período 27 de outubro de 1930
até 27 de novembro de 1930
Antecessor Oswaldo Aranha
Sucessor José Antônio Flores da Cunha
Dados pessoais
Nascimento 1886
Morte 1963 (77 anos)
Partido PRR
Profissão Advogado

Sinval Saldanha (18861963) foi um advogado e político brasileiro, que ocupou o posto de governador do estado do Rio Grande do Sul por um breve período, durante a Revolução de 1930.

Saldanha, nas primeiras décadas do século XX, foi promotor público nas cidades gaúchas de Caçapava do Sul, Santa Maria, Bagé e Porto Alegre, envolvendo-se posteriormente na política, ao ingressar no Partido Republicano Rio-grandense. Secretário do Interior no governo estadual de Getúlio Vargas, entre 1928 e 1930, chegou a assumir a presidência do estado durante a Revolução de 1930, quando Osvaldo Aranha, substituto de Vargas, foi ao Rio de Janeiro unir-se às forças revolucionárias que derrubaram Washington Luís.

Governou o Rio Grande do Sul por um mês e um dia, até que Getúlio Vargas, já na presidência da República, indicou José Antônio Flores da Cunha interventor federal no estado. Saldanha retornou então ao cargo de Secretário do Interior, onde permaneceu na primeira metade do governo Flores da Cunha.


Precedido por
Osvaldo Aranha
Governador do Rio Grande do Sul
1930
Sucedido por
José Antônio Flores da Cunha


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.